terça-feira, 5 de maio de 2009

América abandona campeonato e Sport volta a levantar a Taça

Texto retirado do Fascículo 4 do Paixão Traduzida em Cores, publicado no dia 04/05/2009 no Diário de Pernambuco.

Em 1918/19, marchava para o tricampeonato, quando houve a primeira confusão no Campeonato Pernambucano. O Alviverde afastou-se da Liga e deixou o terreno livre para o Sport, bicampeão em 1916/17, reconquistar a hegemonia do futebol pernambucano. O campeonato, com a participação de oito clubes, foi dividido em dois turnos, tendo sendo disputado em pontos corridos. A decisão foi entre Sport e Santa Cruz, ganha pelo Rubro-negro. O América, o grande favorito, pegou o Sport, de cara, Esse jogo, realizado no dia 4 de abril, despertou muito interesse porque abriu o campeonato e reuniu os times que dominavam o cenário, pois tinham levantado os últimos quatro campeonatos. O local foi o campo da Avenida Malaquias, do Sport. Os visitantes se impuseram de maneira insfismável e golearam a equipe rubro-negra por 4 x 1. Com o mesmo placar, no seu jogo seguinte, o América derrotava o Náutico, no dia 30 de maio, também na Malaquias. Esse confronto, aliás, como registra o pesquisador Carlos Celso Cordeiro, no seu “Campeonato Pernambucano – 1915 a 1970”, foi interrompido faltando 25 minutos para acabar, porém o Alviverde terminou ganhando os pontos. Depois de derrotar dois competidores de peso, o América deslizava no campeonato, mesmo porque o Santa Cruz, outro candidato ao título estreou perdendo para o Náutico por 2 x 0 e mais tarde foi derrotado pelo Torre por 3 x 1. Para o dia 27 de junho, a tabela marcava América x Santa Cruz, na Avenida Malaquias, onde, aliás, foram disputados todos os jogos do primeiro turno. O América pediu à liga para não escalar o árbitro João Elias Bernardes, alegando que ele sempre prejudicava sua equipe. Não foi atendido. Em campo, confirmou-se o que os dirigentes americanos temiam. O juiz errou bastante contra os esmeraldinos, e no final, deu Santa Cruz. Placar de 2 x 1. Terminada a partida, jogadores do América cercaram João Elias e só não o chamaram de arroz doce. O juiz carregou a súmula, e a Liga puniu com severidade alguns atletas alviverdes, suspendendo Perez, ou Antônio Perez, por mais seis messes, e seu irmão Felipe Perez, Bermudes e Alexi por três.O América apelou para o Conselho Geral, predecessor do Tribunal de Justiça Desportiva, mas as punições foram mantidas. O alviverde resolveu retirar-se da Liga, perdendo seus quatro jogos seguintes por WO – Torre, Flamengo, Varzeano e Peres. Mas, enquanto esteve fora do campeonato, o América permaneceu em atividade, realizando amistosos aos domingos, que eram muito prestigiados por seus torcedores. Só em 6 de outubro, depois de muita conversa, o América decidiu retornar à Liga, mas só voltou a participar do campeonato em 1921. Santa Cruz e Sport chegaram empatados no fim do segundo turno e candidataram-se a disputar o titulo de campeão pernambucano numa partida extra, realizada em 20 de março de 1921, que terminou sem abertura de contagem. Houve uma prorrogação de 20 minutos, sem que o placar fosse movimentado. Tornou-se necessária uma nova partida extra, disputada em 3 de Abril, vencida pelo Sport, por 1 x 0, gol assinalado por Backer.

5 comentários:

  1. Parabéns aos criadores do blog. O América é um clube que sempre teve imensa simpatia por parte de grande número de torcedores. Via longa ao Mequinha!
    Julio Vila Nova - torcedor do Santa Cruz

    ResponderExcluir
  2. Sou torcedor do Sport, mas sempre tive o mequinha como meu segundo clube. Portanto fico muito triste com a situação de um clube com a história do América. Tenho certeza que se os conselheiros se reunisse conseguiriam dar a volta por cima. E EXISTE SIM UMA SAIDA, QUE SERIA A TROCA DO TERRENO DA ESTRADA DO ARRAIAL QUE PELO QUE SEI ESTÁ ALUGADA POR PREÇO DE BANANA POR UM CENTRO DE TREINAMENTO TODO EQUIPADO EM ALDEIA, SÃO LORENÇO, ABREU E LIMA, IGARASSÚ, ETC. ( Porque não levar esta proposta para as construtoras como a MD e Gueiroz Galvão.)Com este centro de treinamento o américa poderia revelar jogadores, a grande saída para o momento)

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo blog! Sempre torci pelo soerguimento do Mequinha. Inclusive tive, no colégio São Luís, um professor que jogava no América, Rosivaldo. Sempre falávamos sobre o clube. Esse post é interessante, pois ajuda a recordar que o Mequinha seria o primeiro penta pernambucano, caso não houvesse uma cruzada contra os esmeraldinos...
    Sou tricolor coral e desejo todo sucesso ao blog e ao Mequinha!
    Josias Geó de Paula Jr - tricolor coral

    ResponderExcluir
  4. Esse blog promete muito!
    Estamos trabalhando para duro manter vivo a grande história do glorioso da Estrada do Arraial, mesmo ñ contanto com grandes recursos, futuramente o nosso canal no YouTube, o mequinha news, irá contar com novos vídeos além da nossa famosa e respeitada comunidade no Orkut trazendo debates e novidades do alviverde.

    Allan Lemos, Recife 05/05/09.

    ResponderExcluir
  5. Atitude é uma coisa dessa... Não se ver mais isso no Futebol...

    Salva o AMerica.

    ResponderExcluir