terça-feira, 19 de maio de 2009

Pela quinta vez, o América ergue a taça de campeão pernambucano

Texto extraído do sexto fascículo do 'Paixão Traduzida em Cores", publicado toda segunda-feira no Diário de Pernambuco.
Em 1927, o América voltou à cena, conquistando seu quinto título de campeão pernambucano, tendo o Torre ficado em segundo lugar. Um fato interessante é que o Flamengo, depois de ter sido goleado pelo Torre por 7 x 3, atrapalhou a vida dos candidatos naturais à conquista da taça. Derrotou o Náutico e o Sport por 3 x 2 e o Santa Cruz por 2 x 0. Num campeonato em que o WO pontilhou em vários jogos, o Campeão do Centenário sofreu uma derrota de 2 x 0 para o Sport, perdendo um jogo por WO – Equador – e ganhando outro também por WO, para o Náutico. Houve um empate, 1 x 1, com o Santa Cruz. Suas vitórias: 3 x 0 no Náutico, 2 x 0 Torre, 3 x 0 Equador, 3 x 2 Sport, 3 x 0 Sport, 2 x 0 Santa Cruz e 2 x 1 Torre. Na partida decisiva, em 22 de janeiro de 1928 – o campeonato passou de um ano para o outro -, o América precisava empatar, mas derrotou o Torre por 2 x 1, gols de Eric e Zé Tasso para os campeões e Péricles para o Torre. O árbitro foi o próprio presidente da Liga Pernambucana de Desportos Terrestres, Renato Silveira. Os gols foram marcados por Zé Tasso e Péricles para o América e Eric, para o Torre. O jogo foi arduamente disputado e teve quatro expulsões: Casado e Meira (América) e Hermínio e Osvaldo (Torre). Houve troca de posições, uma vez que no ano anterior o Torre tinha sido campeão e o América, o vice-campeão. Esse título marcaria um longo hiato por parte da equipe do América, que só voltaria a ser campeão pernambucano 17 anos depois, em 1944, encerrando sua série de conquistas. Com o tempo o Alviverde foi entrando em decadência e chegou a retirar-se da competição em 1959, voltando em 1963. Hoje, disputa a série A2, a segunda divisão do Campeonato Pernambucano, lutando para voltar a fazer parte da divisão Principal do futebol do Estado, que ajudou a projetar. América Futebol Clube (Campeão): Ilo, Gandra e Jorge; Deoclécio, Gama e Casado; Meira, Eric, Zé Tasso, Ralf e Moacir. Torre Sport Club (Vice-Campeão): Valença, Hermínio e Juquinha; Faustino, Hermes e Pedro; Osvaldo, Piaba, Péricles, Chiquito e Hermógenes.
Foto: Campeões de 1927. Não se sabe os nomes.

0 comentários:

Postar um comentário