quinta-feira, 18 de junho de 2009

América e o Canto do Cisne



O empate de ontem foi o último suspiro ou será o primeiro passo da surpreendente recuperação? É mesmo. Enquanto houver chances, há esperança. O nosso periquito estaria ensaiando uma espécie de canto do cisne? Ou até mesmo vôo da fênix?

Como torcedor americano, me recuso a sequer imaginar que não iremos para a próxima fase. A missão ainda é complicada, mas devido ao empate do Vera Cruz com o Ferroviário do Cabo, ainda temos chances.

Mas do que não é capaz uma pontinha de esperança? Apesar do América sair atrás no placar (novamente) no início do primeiro tempo, o time acordou, partindo pra cima do Dragão de Limoeiro, empatando a partida com o meia Givaldo. Poderíamos ter saído de Limoeiro com uma vitória se aos 41 minutos do primeiro tempo, com Thiago cabeceando uma bola que daríamos como certa no gol, no entanto, disparou no travessão. No segundo tempo o jogo esfriou e manteve-se o placar de 1 x 1.

Para seguirmos em frente no Pernambucano A2, o Alviverde terá que vencer o Ferroviário do Cabo e tirar a invencibilidade do Vera Cruz, até o momento imbatível no campeonato. Ainda teremos que torcer por uma combinação de resultados: torcer para o Ferroviário do Cabo perder sua última partida contra o Atlético Pernambucano, em Água Preta.

Talvez algo tenha mudado. Para alguns pode até ser “tarde demais”, mas não, ainda não é tarde demais. A reta final é justamente o momento de tirar força sabe-se lá de onde para seguir em frente, e isso terá que acontecer sábado, no Gileno de Carli às 20h30, falando nisso... que horário ruim de assistir um jogo em FPF?

0 comentários:

Postar um comentário