sábado, 6 de junho de 2009

Com a pulga atrás da orelha....

Para os que ainda não perceberam, tem algo muito errado com o nosso Mequinha. Apesar de ser o time de mais tradição entre os que disputam a Série A2 do Pernambucano, o nosso elenco parece apático. O que não pode é acontecer mais derrotas daqui pra frente, principalmente desastres, como o que ocorreu quarta-feira passada, em Vicência contra o Dragão de Limoeiro.
Na série A2, ano passado, costumávamos ser um time que ganhávamos em casa e conquistávamos pontos fora, no entanto, não voltamos à elite do estadual, por ironia da fase de mata-mata.
Esse ano, não esperávamos que as coisas fossem bem mais complicadas. Tínhamos (quase) plena certeza de que seríamos melhores do que aquele time do ano passado. Era preciso, então, manter a postura de jogar fora de casa procurando pontuar e, principalmente, vencer em casa. Mas algo tem saído bastante errado.
Dos quinze pontos disputados até agora nos jogos de ida, apenas quatro foram conquistados: um empates contra Vera Cruz e uma vitória amanhã contra o Surubim, isso mesmo, amanhã, e não sou vidente! Nossa única vitória deve-se ao discuido do Tigre por não ter um estádio com condições para disputar o Campeonato. Em quatro jogos disputados, vimos o adversário marcar nove gols: contra Atlético Pernambucano (3), Vera Cruz (1), Ferroviário (1) e Centro Limoeirense (3). Os jogadores que jogam no alviverde parece que ainda não acordaram. Qual a explicação?
Teremos depois da rodada de domingo, mais cinco partidas e apenas duas delas no Jacosão. Além disso, temos que secar o Ferroviário do Cabo, que também não anda muito bem das pernas. É a chance de diminuir o enorme estrago que essa virada do Centro Limoeirense nos causou. Será difícil, obviamente, mas não impossível.
Não nos podemos fechar os olhos e deixar de lutar.
Força Mequinha! Tu és o Campeão do Centenário!

0 comentários:

Postar um comentário