segunda-feira, 15 de junho de 2009

A um fio da desclassificação

Mais uma derrota. E, agora, nossa eliminação só não está 99% selada, porque a partida entre Ferroviário do Cabo x Centro Limoeirense no Gileno de Carli foi suspensa, devido às fortes chuvas neste final de semana no Cabo de Santo Agostinho. Maldita matemática que não nos deixa descansar em paz! Qualquer análise da partida em si se torna desnecessária e a realidade é que a esperança existia, mas mesmo ela já estava um tanto resignada. Estou chateado com a derrota, mas não fui pego desprevenido. É doloroso, obviamente, mas apesar de ano após ano disputando a Série A2, ainda não nos acostumamos, principalmente pelo ano passado, que só não chegamos à elite por ironia do destino e esperávamos que este ano seria diferente. A partida contra o Atlético Pernambucano ontem no Jacosão deveria ter sido apenas o golpe de misericórdia. Mas nem isso foi, já que uma combinação bastante improvável de resultados ainda pode nos salvar: Vencer os próximos três jogos, contra Centro Limoeirense, Ferroviário do Cabo e Vera Cruz. Analisando a partida, não sei o que era pior, se era ver o América novamente perder, ou ver que mesmo jogando em casa, o América não tinha 100% de apoio da torcida local. Não tinha devido ao Atlético Pernambucano, ser até o ano passado o clube mandante em Vicência, além de existir um jogador residente no município. Isto era demais para o Mequinha. Sofremos um gol aos vinte minutos do primeiro tempo, através de uma falha do setor de criação, que não conseguiu evitar o contra ataque do Atlético Pernambucano, finalizado pelo atacante Xaxá. Nem a chegada do experiente Petróleo, que já rodou por quase todos os times do Brasil, acertou a pontaria do nosso ataque, e o pior, perdemos um de nossos atacantes, Robson após uma expulsão no segundo tempo, que ao meu olhar, poderia ter evitado. Meu coração quase saiu pela boca após duas chances reais de gols no final do primeiro tempo. Vida que segue. O amor ao Campeão do Centenário prossegue ileso. É mais uma vez hora de aprender com os erros para evitar repeti-los. É hora de saber que o delírio coletivo que ressurgiu ano passado e ocupou mentes e corações de todos os Esmeraldinos e seus simpatizantes está (quase) chegando ao fim.
Há um chavão no meio do futebol que diz: “Há coisas que só acontecem com o Botafogo”. Convido os botafoguenses a torcerem pelo meu Alviverde pelo menos um mês... será que eles tem certeza?
Acessem o Fotolog do Mequinha e confiram as imagens da partida: http://fotolog.terra.com.br/mequinhadorecife

2 comentários:

  1. Washington, você resumiu perfeitamente a nossa situação.

    Não vamos desanimar ainda temos as três partidas restantes e quem sabe por intervenção divina consigamos vencer todos, quase improvával, mas quem sabe o time não se motive para alavancar a vitória.

    A parte feia fica por conta da torcida de Vicência que em grande maioria hostilizava os jogadores do Mequinha de maneira descabida. Triste mais é a realidade, o América não é da cidade do agreste como o Atlético que nasceu lá, deveria voltar o mais rápido possivel para a região metropolitana do Recife assim pelo menos o time se sentiria em casa e não um hospede não bem-vindo como você presenciou lá em Vicência.

    ResponderExcluir
  2. É por estas e outras que sempre fui contra essas escolhas do américa jogar no interior. Como diz o próprio nome, o américa é de Recife, e é em Recife que temos que dá um jeito para jogar. Talvez, no máximo, na região metropolitana,pois foi jogando em Jaboatão, e com o apoio da torcida, que o mequinha fez sua melhor participação em campeonato nacional. O problema é que o estádio anda sucateado, não caberia aí uma parceira para reformar e tornar aquilo a casa do américa ?

    ResponderExcluir