segunda-feira, 24 de maio de 2010

Branquinho é um “motorzinho” em campo

Atacante do Mequinha tem a rapidez como uma de suas principais características

O Campeonato Pernambucano da Série A2 está revelando uma série de jogadores com personalidades fortes e que vêm se destacando na competição. Depois de Brasinha - atacante e artilheiro do Ferroviário do Cabo inspirado no atacante tricolor Brasão -, a vez agora é de Branquinho, avançado do América que vem dando trabalho aos defensores adversários. Com agilidade e, principalmente, velocidade, o atleta do Alviverde é uma das esperanças de gol para levar o clube recifense de volta à elite do futebol estadual, competição na qual o América é a quarta agremiação em número de títulos - seis no total -, ficando atrás apenas de Sport, Náutico e Santa Cruz.

Apesar da estatura mediana de 1,70 metro, o atacante do Mequinha se torna uma referência frente aos zagueiros adversários pelas suas características de rapidez no ataque. Dribles desconcertantes e arrancadas que só são paradas muitas vezes após uma falta são as credenciais do artilheiro, que se mostra consciente do papel a desempenhar na equipe. “Sou um jogador que tem como principal característica a velocidade. Tenho boa movimentação pelos lados do campo e isso ajuda a ser voluntarioso com os centroavantes”, ressaltou o jogador.

Perguntado sobre as pretensões futuras, como a oportunidade de defender um dos grandes clubes da Capital, o jogador admitiu que seria um sonho a ser realizado. “Com certeza eu gostaria. Nós jogadores temos que mostrar o nosso trabalho da melhor forma possível para conquistar esses objetivos”, admitiu o atleta, que também comentou sobre a vontade de tornar-se um administrador do ramo. “Tenho o sonho de ser administrador de futebol, mas, por enquanto, quero continuar trabalhando para crescer como jogador profissional”, afirmou o atacante, que neste ano já foi campeão do Torneio do Interior com o Salgueiro
.
Publicado na Folha de Pernambuco, dia 24/05 por Terni Castro

0 comentários:

Postar um comentário