sábado, 7 de agosto de 2010

Jogando as cartas na mesa

Com a derrota para o Decisão/Chã Grande o time do Paulo Junior escolheu o caminho mais difícil para retornar a Serie A1. O jogo de mais tarde em Pesqueira é decisivo na verdadeiro sentido da palavra. Somente a vitória interessa. Outro resultado que não seja a ela pode complicar nossas sortes para a vaga ao retorno a primeira divisão pernambucana. Não é excesso de fanfarronice afirmar que trazer três ponto do Joaquim de Brito é primordial. Sem eles, irá nos deixar mais próximos de completar 15 anos sem disputar a primeira divisão pernambucana. Muito tempo para um clube que possui seis títulos estaduais estampados na camisa e uma grandiosa tradição no futebol pernambucano. Os nossos guerreiros disfarçados de jogadores terão que se esforçar ao máximo para furar a defesa do Pesqueira. Tem que entrar com raça e disposição para antes de mais nada calar a galera das arquibancadas. Os nossos atletas terão que chutar a bola com raiva, força e vontade. Quero ver sangue nos olhos e peixeira nos dentes. Quero ver o Branquinho quebrando o recorde olímpico do Usain Bolt nos 100 metros rasos, o Anderson destroçando o recorde do salto triplo do João do Pulo, o Renato correndo uma maratona em 90 minutos, o Cláudio e o Petrônio acertando o alvo com tiros certeiros. Enfim, quero ver um América que faça a torcida esmeraldina botar a mão no peito e cantar o hino do Campeão do Centenário com orgulho. Sim, isso dá pra fazer!
-***-
Vote do Blog do Mequinha no Top Blog 2010. Clique aqui. Siga o Blog do Mequinha no Twitter. Clique aqui.

0 comentários:

Postar um comentário