quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

América quer se manter na elite e planeja futuro até 2014

América volta à elite Estadual e organiza uma sólida estrutura no futebol
Novato no Campeonato Pernambucano da Primeira Divisão, o América Futebol Clube tem planos não só para a temporada 2011, como também um projeto para os próximos quatro anos, já de olho na Copa do Mundo de 2014. E a missão de planejar o futuro ficou à cargo do diretor de marketing Augusto Moreira (foto), que passou os últimos 10 dias no Estado de São Paulo.
“Nós temos que programar a temporada 2011, visando as próximas, mas sempre tratando o clube com visão empresarial”, explica Augusto, jovem empresário de 41 anos, e que é um dos braços da família Moreira, há muitos anos ligada ao futebol do América. Em sua estada em São Paulo, além de resolver negócios particulares, Augusto Moreira também visitou vários clubes, conversou com empresários do ramo e pessoas ligadas ao futebol. E também observou alguns jogadores que podem ser “novidades” em janeiro. Nesta quarta-feira ele conheceu a sede da Agência Futebol Interior, em Campinas, e garantiu que "o Futebol Interior é referência para o futebol de Pernambuco e de todo o Nordeste". “Estamos começando do zero, mas queremos aliar os nossos sonhos e idéias aos projetos já bem sucedidos no futebol”, esclarece, sempre demonstrando muita confiança no projeto que será tocado, praticamente, pela família. O presidente é João Moreira, tio de Augusto, com ampla experiência no futebol e na política de clubes. OBJETIVO É FICAR NA ELITE O América garantiu sua vaga na Série A1, em 2010, ao ser vice-campeão da Segunda Divisão – Série A2. O campeão foi o Petrolina, que também subiu para a elite. O objetivo em 2011 é se manter entre as grandes forças. “Viemos de uma competição difícil, porque a maioria dos nossos adversários tinha apoio de prefeituras. Subimos um degrau, mas temos que nos manter de pé. Por isso, nosso objetivo é ficar na elite e nos estruturar fora de campo”, revela Augusto Moreira, que projeto para breve a construção de um centro de treinamento e parceiras que possam viabilizar economicamente o futebol americano. O técnico Luciano Ribeiro já tem o elenco em suas mãos e trabalha arduamente, até o início da competição, em meados de janeiro. A novidade neste ano no Estadual é a venda de pay-per-view, o que vai ampliar a visibilidade da competição. “O campeonato é transmitido para 64 cidades de Pernambucano e o alcance será ampliado. Além disso, o pay-per-view, vai com certeza ampliar a visibilidade para outros centros do país”, comemora Moreira que garante já tem definido acordos importantes na área de marketing. CLUBE DE DUAS CIDADES O América é um dos clubes mais antigos do Brasil. Fundado em 1914, foi por muito tempo, a terceira força no Estado, ficando atrás somente de Sport e Santa Cruz. Só perdeu a posição em meados da década de 60 para o Náutico. Curiosamente, o América tem sede em Recife, mas manda seus jogos na cidade de Paulista, distante 35 quilômetros da capital, porém, dentro da Região Metropolitana. A volta do América também vem associada à volta do Estádio Ademir Cunha à Série A1. Ele estava interditado desde 2006. Agora comporta 10 mil torcedores, três mil a mais do que antes. A sua força pode ser medida por suas conquistas ao longo da história. São seis títulos de campeão e nove de vice-campeão estadual. As suas cores são verde e branco.

0 comentários:

Postar um comentário