sábado, 15 de janeiro de 2011

INÍCIO "VITORIOSO"

Por Jozylmo Eloi

"Eloi esteve ao meu lado e ao lado de Jefferson no Jogo de estréia do Mequinha na Ilha contra o Sport. Ele é um dos parceiros do Blog do Mequinha e um amigo muito querido nosso, e está sempre nos jogos nos prestigiando com sua companhia e seu amor pelo o América. E conta nas suas palavras e no seu ponto de vista tudo o que viu naquele jogo de quinta-feira e os absurdos que lá ocorreram dentro e fora de campo."
Para quem acompanhou o AMÉRICA FUTEBOL CLUBE no ano de 2010, na subida histórica á 1ª Divisão do estado, passando o mais difícil, não poderia deixar de ir a estreia do meu Mequinha e o ver ressurgir e se renovar no lugar que é seu por direito, na elite do futebol pernambucano. Entre esses americanos sonhadores, lá estava eu, que me aventurei até a Ilhda do Retiro, para ver um espetáculo e sonhando com uma estréia com vitória diante do rival Sport. Mas já no início veio a primeira decepção: desorganização absurda do estádio que colocou a venda os ingressos de duas torcidas no mesmo local, onde só havia duas bilheterias disponíveis no horário do jogo, para atender mais de 25 mil pessoas, pergunto a você caro internauta, onde mais isso acontece? Ao entrar, os poucos torcedores esmeraldinos foram espremidos, assim como a multidão rubro-negra, que logo começou a bagunçar, xingar, gritar, e querer invadir a nossa área, os Policiais Militares cumprindo brilhantemente o seu dever, nos levaram para outro lugar, ainda nas arquibancadas laterais do gol, que logo em seguida começamos a ser alvo das mesmas atitudes por parte da torcida do Sport. Eu olhava ao redor e me sentia como no filme "300", não havia para onde ir e até aquele momento o Sport já havia feito um gol completamente ilegal, o AMÉRICA com menos um em campo, havia empatado, mas num ato de covardia o juiz com o coração em vermelho e preto anulou o gol. No fim fomos escoltados para fora do estádio até as cadeiras de sócios da Ilha do Retiro, ao mesmo tempo que eramos xingados de tudo o que vocês imaginarem. Vimos no segundo tempo um Time Guerreiro, o AMÉRICA superior ao adversário, com um jogador a menos em campo segurou o placar, enfrentando a equipe mandante de igual para igual. Aos rubro-negros realistas, esses admitem que o empate seria mais justo. Aos Policiais Militares, o obrigado por toda a segurança e atenção, fizeram um brilhante trabalho. Agradeço também á direção e funcionários da Ilha do Retiro obrigado por nos tirar do aperto, nos colocar nas sociais e deixar "seus torcedores, no aperto, EXPREMIDOS". Ao AMÉRICA, obrigado e parabens por mostrar paraque veio, calar a imprensa esportiva local e a torcida adversária, viemos para ferir, incomodar, ficar na elite, e quem sabe no futuro, sermos campeões. Somos Vitoriosos!
E que venha o Porto...

0 comentários:

Postar um comentário