sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O América em festa

Por Cássio Zirpoli, no Diario de Pernambuco

Na histórica sede na Estrada do Arraial, em Casa Amarela, o clube lançou os três modelos de seu novo uniforme verde e branco
Foram 15 anos longe da elite do Campeonato Pernambucano. O América Futebol Clube cada vez menor chegou a ficar de fora até mesmo da 2ª divisão estadual. A renovação de sua saudosa torcida tornou-se algo quase inglório, apesar de ser conhecido como o ´segundo time de todo pernambucano` por causa de sua simpatia. Com uma campanha surpreendente, o Mequinha alcançou o acesso no ano passado, mostrando fôlego. Foi o ponto de partida de uma série de sonhos de um clube que se tornará centenário em 2014. Da permanência na Primeirona à construção de um centro de treinamento. Para começar, então, uma cara nova. Ontem à noite, na histórica sede na Estrada do Arraial, em Casa Amarela, o clube lançou os três modelos de seu novo uniforme verde e branco, inaugurando também a sua loja oficial, no mesmo local. Uma festa com torcedores da velha guarda e adolescentes de Paulista que adotaram o clube após o Periquito confirmar o mando de campo no estádio Ademir Cunha, no município. Todos queriam ver a nova camisa (que vai custar R$ 80), mas sobretudo, se fosse vestida pela modelo carioca Viviane Araújo. A rainha da bateria da escola de samba Salgueiro chegou com uma bandeira, causando frisson, e vestiu o tradicional uniforme de listras verticais alviverdes, com seis estrelas no escudo. Lembranças de um passado glorioso, com os títulos pernambucanos entre 1918 e 1944. Viviane desfilou com uma camisa estampada com três novos patrocinadores, em um pool que vai bancar o futebol do América no Pernambucano, que começa na próxima quinta-feira, completando a verba da campanha Todos com a Nota. Jogadores ainda desconhecidos até mesmo pelos torcedores - Negreti, David, Bruno e Silvano - passearam com os outros novos padrões. No coquetel, a presença de ex-atletas do clube, como Valdir Labanca, meia do time de 1974. ´A gente tinha uma timão`, lembra. Para o América, isso condiz com um modesto 5º lugar entre os nove participantes daquele ano. Os resultados no campo acabaram ficando mesmo em segundoplano. Só o fato de ver o Periquito de volta à cena futebolística já valeu a festa, como frisa o presidente João Antônio Moreira, que se emocionou no início de seu discurso. Ele quer lançar uma campanha de sócios, fidelizando esse amor que teima em não acabar. Na primeira rodada do Estadual, o time vai encarar o velho ´Clássico dos Campeões` contra o Sport, na Ilha do Retiro. VIVIANE É NOVA MUSA Em plena forma, Viviane Araújo foi mesmo a estrela da festa. O leve atraso no evento ocorreu por causa da demora da van que trouxe a modelo de 35 anos - ela enfrentou um trânsito complicado para chegar ao casarão do América. Inúmeras câmeras, de jornalistas, torcedores e curiosos, gravaram a passagem de Viviane, que desfilou três vezes, com a bandeira do clube, o primeiro uniforme e com o mascote Periquito, também lançado ontem. No fim, ainda entregou a sua camisa alviverde (depois de tirar na frente do público, é claro) para um ex-atleta do clube, seu Gomes, de 80 anos. Contratada pela nova fornecedora de material esportivo do clube (a Rota do Mar), Viviane demonstrou muita simpatia, atendendo aos pedidos para tirar fotos no fim. De lá, ela segue hoje para o Agreste. A moda realmente pegou. De lá, junto com seu assessor, a namorada de Radamés (ex-Náutico) vai para Santa Cruz do Capibaribe, onde vai participar à noite de um desfile com os novos uniformes do Ypiranga, numa ação semelhante à do América. Vestindo a camisa de tantos clubes pernambucanos, como fica a torcida no Estadual de 2011? ´Eu estou adorando viajar no Nordeste. Em dezembro eu também desfilei com a camisa do Treze, de Campina Grande. Depois surgiram outros convites. Agora, eu fico com uma torcida grande por uma boa campanha de todos, além do meu clube do coração, o Vasco`, disse Viviane.

0 comentários:

Postar um comentário