sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O América novamente em sua casa

Por Lenivaldo Aragão, No Pé da Conversa

Salve o América Campeão do Centenário Salve o América Tua glória é um rosário...
O hino do América Futebol Clube, cantado ao microfone por uma dupla mista – cantor e cantora – na noite dessa quinta-feira 6, foi acompanhado com muita emoção pelo aposentado Otacil de Albuquerque, 74 anos, que se mostrava orgulhoso e solene ao pronunciar cada palavra da bela canção executada em ritmo de frevo. Vestido numa camisa alviverde, de listas verticais, Otacil garantia estar presente a todos os jogos do Campeão do Centenário, no Recife e em Paulista, pelo Campeonato Pernambucano de 2011. Otacil era um dos velhos torcedores americanos presentes à festa realizada na noite dessa quinta-feira, na sede do clube, na Estrada do Arraial, que marcou a volta do clube ao seu domicílio, inaugurado em 16 de dezembro de 1951 pelo presidente da época, José Moreira. Igualmente emocionados estavam os filhos de Zezé, como era conhecido o antigo dirigente. João Antônio Moreira, o presidente atual, e seus irmãos José Alexandre Mirinda, José Amaro, José Alberto e José Augusto Moreira Neto não escondiam seu contentamento. “Como nosso pai, se fosse vivo completaria 100 anos em setembro de 2010, nós nos reunimos e chegamos à conclusão de que o maior presente que poderíamos dar a ele era trazer o América de novo para a primeira divisão e para sua casa”, dizia, feliz, José Alberto Moreira. O colégio que funciona nas instalações do Alviverde continuará, só que separado por um muro. O clube voltará a ter atividade diária, inclusive com uma lojinha na qual já estão sendo vendidos os mais variados produtos relacionados. VOLTOU DE VEZ No seu discurso, o presidente João Antônio destacou o retorno do América à elite do futebol pernambucano após 15 anos na segunda divisão, tendo enfatizado que “o América voltou para ficar”. Três pontos da atual administração foram destacados por ele: 1) celebrar o passado, pois são 97 anos de tradição, e projetar o futuro; 2) não retroceder, criando estrutura para a permanência na elite; 3) em 2014 comemorar o centenário com um centro de treinamento. Algumas homenagens especiais foram prestadas, com a entrega do troféu Periquito de Ouro ao presidente de honra do clube, Celso Muniz; presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Carlos Alberto Oliveira, Rolmes Medeiros de Carvalho, antigo jogador, Prefeitura de Paulista, que cedeu o Estádio Ademir Cunha para os jogos do Estadual; ex-presidente José Amaro Moreira; e radialista Luís Cavalcante. O ponto alto da festa foi a presença da modelo e atriz Viviane Araújo quando da apresentação dos uniformes a serem usados no Campeonato Pernambucano de 2011. Inicialmente ela desfilou com a bandeira do clube, ao som do samba do Salgueiro, escola carioca de cuja bateria é madrinha. Apareceu depois ao lado do mascote alviverde, representado por um periquito, o eterno símbolo do clube, e finalmente surgiu na passarela improvisada ao lado do zagueiro Rafael Queiroz, vestindo a camisa número 1, a de listas verticais brancas e verdes. As demais camisas – verde com frisos brancos e vice-versa – foram vestidas por modelos locais e pelos jogadores Negretti, David (zagueiros), Bruno (goleiro) e Silvano (atacante). O América volta a usar a marca Banorte, hoje pertencente ao Banco Gerador, tendo ainda como patrocinadores o Shopping Boa Vista, a Habbi’s e a Rota do Mar, esta fornecedora do material esportivo. No próximo domingo, o América testará sua equipe, enfrentando o CRB, no Estádio da Pajuçara, em Maceió.

0 comentários:

Postar um comentário