sábado, 12 de fevereiro de 2011

Lutar até o fim

Neste domingo o América terá mais um desafio nessa sua jornada tortuosa. Tem sido difícil acompanhar o Mequinha na atual campanha, mas somos torcedores autênticos e fiéis e a última coisa que pode nos faltar é a esperança. A cada derrota sentimos uma mistura de raiva, desespero e descrédito com o time. Mas a noite vem, o dia amanhece e estamos de novo na luta, analisando e tentando colaborar como torcedores. E neste domingo esperamos que o apoio surta efeito positivo. E é com isso que contamos, ainda mais por que nossas esperanças foram novamente renovadas. Paulo Jr. voltou e com ele a certeza de um time ainda mais ofensivo e brigador. A prova disso foi o jogo da última quarta-feira contra o Náutico. O América surpreendeu a todos com um futebol corajoso, mas pecou em fundamentos que não foram bem treinados. No entanto é necessário ressaltar: quem não acompanha de perto não sabe que é mais ou menos isso que vem acontecendo nos últimos quatro jogos do América. Sempre boas apresentações na etapa inicial e relaxamento na fase final. Temos um time capaz de dar uma resposta de reação. Acredito nisso. A tarefa é difícil por vários motivos, mas o principal é que estamos em um contexto onde o rebaixamento pode ser apenas questão de tempo. Mesmo assim a esperança de que o time irá sair dessa situação é grande. Nosso adversário merece todo o respeito. É uma equipe organizada que cumpre bem seu papel tático, mas tem mostrado oscilação no campeonato e não somou pontos como visitante. Porém é um time perigoso no ataque e com bons laterais que apóiam. Teremos o retorno de Carioca na zaga que cumpriu suspensão e poderá ser uma opção para o treinador. Batata é uma dúvida. Saiu machucado no último jogo e teve que ser carregado de maca até o vestiário. Sem ele e sem Paulinho Andrade nosso meio de campo volta a ser frágil na criação. Estamos confiantes de que obteremos nossa primeira vitória no campeonato. Mas para isso precisamos que cada jogador cumpra seu papel e que fiquem atentos os noventa minutos. Mas acima de tudo que compreendam o real sentido de vestir a camisa Alviverde. Esse manto é quase centenário e sua história é uma das mais bonitas do futebol pernambucano. Mas agora os homens que a vestem têm a obrigação de honrar o passado e escrever novos capítulos para o futuro, mas capítulos que nos faça sentir orgulho de ser Americano.

Um comentário:

  1. Olha eu acredito no America e fim , com batata, sem batata, seja lá de que forma for, temos a obrigação de sempre acreditar. e veja bem nesse campeonato não tem jogo fácil não , todos são decisivos.

    ResponderExcluir