segunda-feira, 2 de maio de 2011

Helio, um esmeraldino de fato e de direito

Se fosse estabelecida uma homenagem do América desde 2008 quando o clube retornou de seu licenciamento na federação pernambucana, logo apontaríamos nomes de um atleta, dirigente ou treinador, pelos serviços prestados, o que de certo modo é justificável devido ao dia-a-dia destas pessoas estarem mais próximos do torcedor, que freqüenta os jogos ou acompanha o Blog do Mequinha. Entretanto, há outras pessoas que suam a camisa, para que as atividades do clube não sejam comprometidas e acabam criando uma dedicação pelo quase centenário América. Helio Andrade, mais conhecido pelos torcedores por 'Seu' Helio é uma destas pessoas que se enquadram dentro deste meio futebolístico. Supervisor de Futebol do Campeão do Centenário, 'Seu' Helio é uma espécie de elo entre a comissão ténica e a diretoria do clube. É ele quem fica responsável por proporcionar totais condições de trabalho para que atletas e membros da comissão técnica possam desenvolver suas atividades da melhor maneira possível. Além disso, monitora toda a documentação de registro, inscrições e prazos contratuais dos atletas junto à federação. Seu Helio chegou no América em 2008 quando o clube esmeraldino ainda amargava a Série A2 do Campeonato Pernambucano e naquela ocasião, mandava suas partidas no Estádio Ferreira Lima, em Timbaúba e por muito pouco não conseguiu subir o clube de divisão, caindo nas semifinais diante da Cabense. Em 2009, apesar do mesmo objetivo traçado no ano anterior, de garantir de vez o retorno do clube à primeira divisão do estadual, vieram inúmeras mudanças no departamento de futebol. Além da mudança de ares, saindo de Timbaúba para Vivência, João Alfredo ocupou a vaga de técnico deixada por Marcos Costa e mudando radicalmente a filosofia de trabalho de seu antecessor. Não estando de acordo com o modo de trabalho aplicado pelo novo técnico, Hélio entendeu que a melhor alternativa para evitar intrigas e desvirtuar seria a entrega do seu cargo, o que acarretou não apenas na lacuna de uma função, mas afetou o equilíbrio da ordem e disciplina do elenco. Como em 2008, em 2010 Helio seguiu se roteiro: a convite de João Moreira fez a sua volta e não saiu mais do time. Reatou o “casamento” com o América e somando esforços à diretoria liderada por João Moreira e a comissão técnica formada pelo estrategista Paulo Junior, dando neste ano a continuidade do seu trabalho. Helio Andrade não é diferenciado apenas executando suas atividades, como mais ainda fora dele. É oposto às controvérsias e panelinhas, ligado a família e aos bons costumes, o que faz dele bem quisto pela grande maioria daqueles que fazem o America. Quem convive com 'Seu' Hélio no cotidiano tem a ciência que ele conhece o clube por um todo. Sabe como é a (calejada) torcida, comportamento da direção e o que realmente pode fazer. Não é tempo para devaneios. Enfim, já são quatro anos de clubes com alegrias e frustrações vividas quase que na mesma proporção, o que faz Helio se tornar um esmeraldino de fato e de direito.

2 comentários:

  1. Eu não conheço o Sr. Helio pessoalmente , mais as pessoas ligadas a mim, sempre falam da decência e da hombridade, desse homem, e todos que convivem com ele, o retratam como sendo uma pessoa maravilhosa. Olha na verdade o livro da historia do clube seria pequeno para falar sobre todos aqueles que gostam e amam O MEQUINHA, isso do seu Presidente ate o mais simples funcionário. E quem quiser comprovar vá apenas em uma partida do America , chegue cedo e comprove! Um forte abraço Sr. Helio, um homenagem bastante merecida, Washington.

    ResponderExcluir
  2. ESTE TAMBÉM É UM PÉ QUENTE.
    PARABÉNS TIO HÉLIO.
    DE MARCÃO

    ResponderExcluir