terça-feira, 20 de março de 2012

América punido no TJD/PE

A partida entre América e Náutico, pela décima terceira rodada do Campeonato Pernambucano, acabou parando em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD/PE). Depois do empate em 2x2 no Ademir Cunha, os clubes que são conhecidos por dar a vida ao “Clássico da Técnica e Disciplina” não foram nada disciplinados segundo o árbitro Gilberto Freire, no qual realizou diversas observações na súmula da partida. Na ultima semana, dia 15 de março (quinta-feira), ambas as equipes foram multadas em R$ 500. Segundo o árbitro Gilberto Freire, um torcedor alvirrubro arremessou uma pedra na tentativa de acertar Wilton Lins, segundo assistente naquela oportunidade. Por ventura, o objeto lançado pelo torcedor não identificado não o atingiu. Devido a esta conduta, tanto Náutico quanto América responderam por infração ao artigo 213, inciso III, § 2º, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir objetos arremessados no gramado". O valor da multa poderia variar entre R$ 100 a R$ 100 mil. Também segundo a súmula da partida, Nildo Magalhães auxiliar técnico do América foi expulso aos 35 minutos do segundo tempo, ao invadir o gramado e tomar partido da confusa arbitragem. O auxiliar de Charles Muniz foi enquadrado no artigo 258 do CBJD, parágrafo segundo, por "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva, desrespeitando a equipe de arbitragem ao reclamar desrespeitosamente contra suas decisões”, podendo ser suspenso de uma a seis partidas, no entanto, foi realizada apenas uma advertência pelos auditores.

0 comentários:

Postar um comentário