sábado, 17 de agosto de 2013

Empate no Clássico da Amizade


Por JEFFERSON MACIEL

Um jogo equilibrado, digno de clássicos decisivos.

Foi esta a tônica da partida, com a vantagem pendendo sutilmente para o lado tricolor. Principalmente no primeiro tempo, quando o América cedeu muito espaço no meio-campo e permitiu a criação de jogadas tricolores também pela lateral. Mas com perigo o Santa Cruz chegou por duas vezes, exigindo intervenções importantes do goleiro Rafael. O América também teve oportunidades no contra-ataque, mas não soube criar situações de finalização com eficiência.

No segundo tempo a coisa mudou de figura. Com as substituições operadas por Valter, o América voltou mais forte. E após uma fase de sonolência, o ataque Alviverde agrediu o alvo tricolor incisivamente. Na principal oportunidade o goleiro do Santa Cruz operou um milagre em uma bela finalização de Jackson após grande jogada de Fininho.



O destaque Alviverde vai para o nível de maturidade atingida pelo time nessa fase. Mesmo diante de uma equipe bem montada e um dos candidatos reais ao título, o América soube se comportar com eficiência no sistema defensivo e tive tranquilidade para criar jogadas boas jogadas. No entanto, ainda teve falhas de marcação e posicionamento que facilitaram a vida do ataque coral.

Agora a decisão ficou para a próxima semana. Até aqui o América já superou uma de suas melhores campanhas dos últimos anos nessa categoria. Mas pelo futebol apresentado e pela disposição e vontade dos garotos Alviverdes, a classificação para uma semifinal não está tão longe assim. Sábado esses garotou terão a oportunidade de entrar para história e de definitivamente inserirem seus nomes no mercado da bola pernambucano.



Um comentário: