domingo, 1 de dezembro de 2013

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 1x1 Santa Cruz, em 1956


Em jogo válido pela 10ª rodada do primeiro turno do Campeonato Pernambucano de 1956, América e Santa Cruz fariam uma partida cercada de muita expectativa em virtude da posição das equipes na classificação. As duas equipes, naquele 12 de agosto de 1956, entrariam em campo dividindo a liderança do campeonato juntamente com o Sport Club do Recife e seria o primeiro embate entre os grandes times do estado no returno. O último Clássico da Amizade terminara com vitória verde por 6x3, o que animava ainda mais os americanos para o confronto na Ilha do Retiro. Ficou decidido que o árbitro do prélio deveria ser o Sr. Vicente Lobão, auxiliado por Batista Laurito e Horst Harden.

Jogador Macaquinho do América.
O público se mostrava bastante ansioso pela realização da partida, uma vez que há algumas rodadas apenas haviam acontecidos confrontos entre forças desiguais, cujo vencedor já era de se esperar. Do lado esmeraldino, o treinador Álvaro Barbosa, anunciou que a equipe seria a mesma que derrotou o Auto Esporte-PE no último fim de semana pelo placar de 3x1, salvo a duas modificações, que eram a entrada de Claudionor e Rosael nos lugares de Claudinho e Lira respectivamente. A presença de Macaquinho no setor de ataque dependeria da absolvição ou não de Wilson pelo TJD.

O comandante alviverde se mostrou satisfeito com o desempenho da equipe nos treinos realizados durante a semana e se mostrou bastante confiante em mais um sucesso do América em campo. No lado tricolor, o jogador Edinho ainda mantinha-se suspenso pelo TJD e não enfrentaria o América. O treinador Palmeira ainda tinha dúvidas sobre a entrada ou não de Zeca, Rubinho e Otávio, que ainda se recuperam de lesões e provavelmente escalaria uma equipe similar a que goleou o Ferroviário pelo placar de 5x0 no último domingo.

As equipes entram em campo com as seguintes escalações:

AMÉRICA: Leça; Giroldo e Cido; Claudionor, Rosael e Mourão, Zezinho, Dimas, Wilson, Celli e Dário. Treinador: Álvaro Barbosa.

SANTA CRUZ: Mauro; Palito e Job; Zequinha, Aldemar e Guta; Jorge de Castro, Wassil, Isaldo, Mituca e Jarbas. Treinador: Palmeira.

O Santa Cruz dá a saída de bola e logo no início, Isaldo dá passe para Mituca que recua a bola para Zequinha. Este cede a bola a Palito que domina a bola e dá longo passe para Jorge de Castro no ataque, mas o zagueiro esmeraldino Mourão não o deixa passar. Em nova jogada tricolor, Aldemar aplica drible em Wilson do América e passa a esférica para o atacante Jarbas, que chuta com força no canto, mas Leça defende com a habilidade já conhecida.

Quinteto de ataque do Santa Cruz F. C.
Celli do América faz falta sobre Zequinha do Santa Cruz. Na cobrança de Aldemar, a bola vai indo no canto da meta, mas Leça aparece mais uma vez para fazer uma defesa ainda mais difícil que a anterior e afasta o perigo. Aos 15 minutos de jogo Mituca, que recebeu passe de Zequinha, dribla Giroldo do América que cai e fratura o braço direito e deixa o campo para atendimento médico. 

Giroldo (esquerda), Leça (centro) e Cido (direita)
A muralha alviverde.

Foto do gol tricolor com a bola
já no fundo das redes de Leça.















Com um curativo, Giroldo volta à equipe para atuar no ataque e Claudionor é recuado para fazer a função de defender deixada por ele. Aos 18 minutos, Palito dá passe para Jorge de Castro, que dribla Mourão e chuta forte, mas o zagueiro esmeraldino Cido afasta de cabeça para longe da barra defendida por Leça. Aos 19 minutos, Jorge de Castro dribla Mourão novamente e chuta, mas Cido aparece de novo para tirar a bola quase em cima da linha. Com 31 minutos de bola rolando, Guta cede a bola para Mituca que corre e dá passe para Jorge de Castro que chuta para marcar o primeiro gol do jogo. 1x0 para o Santa Cruz. Reação americana com Zezinho que cede a bola para Dimas que se livra de Aldemar e chuta um torpedo, que passa tirando tinta do travessão do goleiro tricolor.


Leça sobe para evitar a cabeçada do tricolor Isaldo.
O América volta para o 2° tempo mais disposto depois dos recados do treinador Álvaro Barbosa. Dário cede a bola para Dimas que lança para Celli que chuta, mas a bola passa longe da meta do goleiro Mauro. O Santa Cruz leva perigo aos 10 minutos, quando Jarbas se desvencilha de Claudionor e cede para Mituca, que na devolução coloca Jarbas na cara de Leça, mas o atacante tricolor joga a pelota por cima do arqueiro americano.



Leça aguarda atendimento médico depois de choque com
o tricolor Isaldo.



O América começava a melhorar no jogo e aos 28 minutos, Palito comete falta em Dário do América. Dimas bate a falta com extrema precisão e Mauro nem se meche. É O GOL DO AMÉRICA! O placar agora estava empatado para a festa da torcida verde e branca da Estrada do Arraial. O América parte rumo à virada com Celli que dribla Zequinha e cede a bola para Dário que chuta “onde a coruja dorme” e obriga Mauro a fazer uma excepcional defesa. Aos 40 minutos, Wilson do América dribla Aldemar e dá belo passe para Celli que lhe devolve a pelota. Wilson corre e fica de frente com Mauro e é derrubado por Guta e Aldemar, porém o Sr. Vicente Lobão nada marca, revoltando os torcedores do América que estavam presentes ao Estádio Adelmar da Costa Carvalho, que lhe dirigiram palavras de baixo calão.



Nota do Diário de Pernambuco de 12/08/1956 afirmando
que o árbitro da partida ajudou o Santa Cruz.
Aos 45 minutos o árbitro decreta o final do jogo com empate de 1x1 e que teve uma renda de 334.505 cruzeiros. O Santa Cruz dominou o primeiro tempo de jogo, muito em virtude da má atuação de Rosael do América e pelo problema médico do defensor Giroldo, que voltou com raça para atuar no ataque, enquanto que Claudionor foi recuado para seu lugar. Estes problemas quase desequilibraram o time alviverde que soube segurar uma derrota de 1x0 no primeiro tempo. Depois de um papo adequado com o treinador Álvaro Barbosa, o Mequinha voltou determinado a empatar e conseguiu por meio de uma belíssima cobrança de falta de Dimas. A virada poderia até ter ocorrido se não fosse o pênalti não marcado em cima de Wilson a cinco minutos do término. Final América 1x1 Santa Cruz.

0 comentários:

Postar um comentário