sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 4x0 Estudantes de Recife, em 1958


Em 31 de maio de 1958 o América fazia a sua estreia no campeonato pernambucano daquele ano. A partida foi contra o Estudantes Futebol Clube do Recife, equipe do bairro do Barro na zona oeste da capital pernambucana e que havia sido sétima colocada no campeonato anterior a frente apenas da equipe do Auto Esporte do Recife. Foi escolhido o Sr. Anísio Morgado para arbitrar o confronto América x Estudantes, sendo auxiliado por Manoel Bello e Ramon Charquero nas bandeirinhas.

Folha esportiva do Diário de Pernambuco em
01 de junho de 1958.
O palco para o primeiro confronto do América naquele campeonato foi o Estádio Adelmar da Costa Carvalho, a Ilha do Retiro, em um sábado ensolarado na capital pernambucana. O América F. C. do Recife começou o jogo melhor do que o adversário mostrando o por que há décadas era um dos grandes times do estado de Pernambuco. O treinador Palmeira orientou a sua equipe sobre a importância de se conquistar dois pontos logo no inicio do campeonato para gerar um clima de mais tranquilidade no elenco (a vitória valia dois pontos na época). Logo no começo da partida, aos 8 minutos para ser mais exato, cruzamento que veio pelo lado direito para a grande área e a bola achou a cabeça do jogador alvi-verde Mangaba, que cabeceou forte e no canto do goleiro Betoca do time estudantino. É GOL DO AMÉRICA! América 1x0 contra os “ouro-anís” da capital pernambucana.

As duas equipes tiveram boas oportunidades durante grande parte do primeiro tempo de jogo, porém, o América com um pouco mais de perigo à meta de Betoca. No finalzinho do primeiro tempo em um ataque do time da Estrada do Arraial pela esquerda a bola sobrou na entrada da grande área para Gilberto I recém contratado junto ao Náutico e soltou um torpedo no canto do goleiro do Estudantes. É GOL DO AMÉRICA! América 2x0 contra o Estudantes.

Ilustração da partida América x Estudantes em 1958
Na segunda etapa de partida foi a vez de outro grande jogador aparecer. O atacante Paulo recebeu a pelota aos 3 minutos e de frente para o goleiro do Estudantes chutou a bola para balançar as redes da meta do adversário e foi comemorar junto à torcida americana na Ilha do Retiro. É GOL DO AMÉRICA! América 3x0 contra o Estudantes. O zagueiro do Estudantes cujo nome era “Americano” sofreu uma forte lesão no joelho e deixou o posto de defensor e foi colocado no setor de ataque apenas para fazer número, pois não estava mais em condições de ajudar a sua equipe a sair com um resultado menos vergonhoso. 

Goleiro Betoca do Estudantes fazendo uma grande defesa.
A partida mudou a sua cara e ganhou um ar de morosidade, uma vez que o América já estava com o resultado em suas mãos e a equipe do Estudantes do Recife não conseguia ultrapassar a barreira defensiva americana formada por Geroldo e Cido. O goleiro Carijó que voltava a titularidade da posição depois de um bom tempo afastado mostrou segurança e qualidade quando foi exigido.





Aos 44 minutos do segundo tempo já no comecinho da noite em Recife, mais uma vez o atacante Paulo recebe a bola e de fora da área arremata um chute forte no canto do goleiro Betoca do Estudantes e fatura mais um tento para a equipe americana. É GOL DO AMÉRICA! América 4x0 contra o Estudantes e a equipe da Estrada do Arraial fazia sua estreia no campeonato de forma brilhante, ativando as esperanças do torcedor do Verdão de Casa Amarela sobre um ano de sucessos.






A arbitragem do Sr. Anísio Morgado transcorreu sem maiores incidentes, sempre marcado correto as infrações e em nada interferiu no resultado do jogo. Sete mil seiscentos e quarenta e três cruzeiros foi a renda da partida que teve um público considerado pequeno.
As equipes entraram em campo com os seguintes quadros:

AMÉRICA: Carijó; Geroldo e Cido; Gilberto I, Rosael e Beleu; Cebinha, Mangaba, Paulo, Zezinho e Gilberto II.


ESTUDANTES: Betoca; Americano e Miguel; Garrafa, Washington e Dema; Couceira, Cleto, Jerônimo, Brivaldo e Jarbas.

0 comentários:

Postar um comentário