segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Poderia ser pior



Mais uma vez o time americano foi deprimente em seu mando de campo. Em seis jogos disputados uma vitória e dois empates até aqui. Em três jogos como mandante, apenas dois pontos somado. Sinceramente, muito pouco para uma equipe que possui jogadores do nipe de Josi, artilheiro da Série A2 nos ultimos três anos, Paulista, artilheiro do Campeoanto Pernambucano de 2011, Otacilio, com passagens por grandes clubes do Nordeste e Centro-Oeste brasileiro, Philip, Kassio, Jaime, Carlão e por ai vai! Convenhamos, este time no PAPEL não deixa a desejar em nada com as equipes de cima da tabela... NADA, mas até agora, o que conseguiram foi uma "honrosa" oitava colocação.

Obviamente não devemos criticar 100% dos que compõe o elenco alviverde. O goleiro Grison continua fazendo sua parte em baixo das traves e muitas vezes operando milagres com a nossa defesa que ainda bate cabeça e tem seus (vários) momentos de apagão. Jaime vem correspondendo na lateral esquerda e é peça fundamental na articulação para as jogadas de ataque, assim como o pequeno Philip que agora poderá dividir a criação das jogadas sempre bom Everaldo e principalmente agora, com a volta de Kássio, onde mesmo entrando no decorrer da partida, conseguiu ser o nome do jogo, onde só não foi perfeito devido as suas cobranças de faltas e escanteios, no qual podemos apontá-las de razoáveis para ruim, de tão previsíveis que era para a defesa do Porto de Caruaru.  Os pratas-da-casa Thiago Ramos, Gláuber e Mauricio também não estão deixando a desejar, mantendo o bom futebol praticado na campanha do acesso.

Enfim! Se este time acordar, o América pode voltar a sonhar com o hexagonal do título. Mas só se acordar! Neste domingo o que vimos foi praticamente um remake por parte de alguns jogadores na falta de atitude e, porque não falar, comprometimento. É inegável que Jôsi e Paulista PODEM apresentar um futebol mais convincente do que vem sendo realizado com a camisa esmeraldina. Quem de fato acompanha o futebol pernambucano como um todo, sabe disso. Melhor dizendo, ELES SABEM DISSO! Falar destes dois jogadores no jogo diante do Porto é resumir em uma só palavra: DECEPÇÃO. 

Jôsi não busca o jogo para si, não sai da marcação dos zagueiros, se esconde no jogo e, quando tem a chance clara aos seus pés, perde de maneira imperdoável. Paulista é outro capitulo a parte. Com um futebol abaixo do esperado de um artilheiro, coube a ele impedir toda a pressão que o time americano vinha fazendo contra a equipe do Porto nos minutos finais da partida, após uma expulsão incoerente, quando o atacante desferiu uma cabeçada contra um jogador adversário, quatro minutos dos acréscimos registrados pela árbitra Débora Cecilia.

Em suma, praticamente este foi o resumo da partida diante do Porto, na despedida americana nos Aflitos. Podemos garantir que o transcorrer da partida não mudou muito se compararmos com as outros cinco confrontos disputados pelo time da Estrada do Arraial, onde há um bom volume de jogo, mas dão margem de erros capitais tanto na defesa, quanto no ataque. Erros primários e injustificáveis, principalmente quando comparamos com o extra-campo que o time alviverde possui ao seu favor. Tá mais do que na hora de uma sacudida neste elenco.

0 comentários:

Postar um comentário