sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Arbitragem definida para América x Chã Grande



Welson Pereira da Silva comandará o jogo deste dominto entre América e Chã Grande. O árbitro será auxiliado por Fabricio Leite Sales e Cleberson Nascimento. Como quarto árbitro, Idelvanio Antônio Cavalcanti de Lima completará o quadro para a partida válida pela 16ª rodada na primeira fase do Campeoanto Pernambucano. 

Este será o segundo trabalho de Welson Pereira em uma partida com o América no certame. Pela quarta rodada do estadual, o árbitro de 34 anos trabalhou como árbitro reserva na partida entre Ypiranga x América, realizada no Estádio Otávio  Limeira, em Santa Cruz do Capibaribe. O sorteio, que definiu o quarteto de arbitragem, foi realizado na tarde desta quinta-feira, na sede da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), na Rua Dom Bosco, localizado no bairro da Boa Vista, no Recife.

América e Chã Grande se enfrentam neste domingo, às 16 horas, no estádio Ademir Cunha, em Paulista. Sem chances de classificação para o "Hexagonal do Título", as duas equipes entram em campo para cumprir tabela.

América conhece adversários no estadual feminino

Adversários definidos para a 10ª edição do Estadual Feminino | Foto: Fabio França

Já estão definidos os adversários do América no Campeonato Pernambucano de Futebol Feminino 2014. A competição que que chega a sua 10ª edição terá inicio no dia 9 de março e segue  com planejamento para finalizar no dia 8 de junho. 

A tabela oficial do estadual não foi divulgada, mas os grupos já estão definidos. Os primeiros adversários do time da Estrada do Arraial serão o Jaguar, Revelação, Codif, Sport Recife, contando ainda com mais uma equipe que será anunciada em breve pela Federação Pernambucana de Futebol. 

Além do grupo já definido, o jogo de estréia também já foi confirmado pela FPF-PF. No dia 9 de março, as Periquitas terão jogo duro, fazendo sua estréia no estadual com o "Clássico dos Campeões", diante do Sport, uma das representantes de Pernambuco na Copa Brasil de Futebol Feminino, ao lado da Acadêmica Vitória, atual tetra-campeã.

No proximo dia 10 de Fevereiro, o Departamento de Futebol Feminino do América, que também é chefiado por Fabio França participará de uma reunião na FPF-PE junto com as demais equipes que participarão do certame. Enquanto a bola não rola, o time liderado pelo técnico Fabio França segue em ritmo de treino, revezando os trabalhos com bola e tático no CT do Unibol com treino na praia do Janga, em Paulista.

Na foto abaixo, parte do elenco que vem trabalhando no CT do Unibol, no bairro de Paratibe, em Paulista, municipio da Região Metropolitana do Recife, contando ainda com as atletas Suzan, Nadine, Letícia, Thaynara, Mika, Emmilly, Marcela Lima, Tuta,Thaci, Amanda, Ge, Fran e Mayse.



Em cima: Fábio França (treinador), Adriely, Queiroz (Auxiliar técnico), Barbara, Popo, Marcela, Thaty, Alanna, Luzia, Caroline, Thaynara, Fideli
Em Baixo: Lawana, Soraya, Rayanne, Duda, Rayssa, Carol Nunes, Carol Nazario, Tayane, Elisa, Bea, Tiazinha, Lalinha e PH

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Celso Muniz Filho e Omundo Bezerra na Rádio Clube AM



Um dia após o incio do novo biênio na gestão executiva do América, o Presidente da Executiva,  Celso Muniz Filho, ao lado do Diretor de Futebol, Osmundo Bezerra, foram convidados a participarem do Superesportes, programa da Rádio Clube AM apresentado por Pedro Luiz e Claudemir Gomes.

Entre os assuntos abordados no programa, estiveram os planos de Celso Muniz Filho para o biênio de 2014/2015 a frente do América, a implantação e evolução das categorias de base no clube, a situação no Campeonato Pernambucano, Waldemar Lemos, futebol feminino, futsal e o centenário do time da Estrada do Arraial, que chegará aos seus 100 anos no dia 12 de abril de 2014.

Pra quem não acompanhou ao vivo, na Rádio Clube, vale a pena conferir.

Um pouquinho de alegria


Mesmo com a ressaca da decepção ainda assolando nossas cabeças, a torcida Americana teve um momento de alegria nesta quarta-feira com mais uma vitória do time Esmeraldino.

Naturalmente para os desinformados o América passa como pato morto, mas isso é natural para uma imprensa que mal enxerga alguns centímetros além de seus narizes. E assim, o América "surpreendeu" o Porto. O jogo começou quente com o Mequinha fazendo uma blitz no ataque e aos oito minutos já tinha três escanteio ao seu favor. O Porto por sua vez também era eficiente. Aos seis minutos o time da casa teve a chance mais clara até então. Mas depois de uma jogada bem trabalhada que teve início com Maurício e foi finalizada por Otacílio o América abriu o marcador. Depois disso o Porto foi pra cima, mas o América continuou tendo oportunidades e por muito pouco Alef não ampliou o placar.

Foto: Franklin Portugal / TV ASA Branca
No segundo tempo o Porto voltou muito melhor que o América e foi a vez do goleiro Diego brilhar. Suas defesas importantíssimas e milagrosas garantiram o placar até o final do jogo. Além dele o sistema defensivo do América funcionou bem e arrefeceu as iniciativas do Porto quando foi necessário. E nessa pisadinha o jogo se estendeu até os 50 minutos mas o placar já estava definido desde o primeiro tempo: Porto 0 x 1 América.

Novamente, e seguindo o que já foi anunciado, o time que entrou em campo basicamente foi formado por "reservas" e mostrou serviço. Na verdade, vem mostrando serviço. Desde o último jogo contra o Central o América joga bem e de acordo com as circunstâncias. Jogadores como Bia e Otacílio aumentaram a produção e vem sendo fundamentais nesta organização. Mas as surpresas mais gratas naturalmente estão entre os mais jovens, a postura, o compromisso e a melhoria da qualidade tem se mostrado visível. No entanto, ainda temos problemas seríssimos no ataque. Na verdade, quase não temos ataque.

De qualquer forma vencemos, meio tarde para o desejo da maioria dos Esmeraldinos, mas bem cedo para o desafio que vem pela frente.

Foto: Federação Pernambucana de Futebol/Divulgação

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Hoje tem América em campo


Depois de uma avalanche de informações a cerca da posse do nosso mais novo presidente do América Futebol Clube, às atenções esmeraldinas voltam novamente ao Campeonato Pernambucano. E a situação nossa por lá anda meio encardida... Infelizmente classificação para o "Hexagonal do Titulo" não da mais para o America. É fato também que os pontos obtidos na primeira fase do estadual de nada valem para o "Hexagonal da Morte", onde saberemos quais das duas equipes irão para segundona estadual. Então de que vale este jogo, em Caruaru?  Vale muito, amigos...

A primeira justificativa é a honra do clube. Independente de qual seja a situação no momento, o time que estiver escalado por Denô Araujo e Valter Mendes deverão entrar em campo pra vencer, este é objetivo de qualquer equipe, além disso, os três jogos restantes nesta primeira fase servirá como preparatório e organização do elenco alviverde para esta proxima fase. Então, é mais do que necessário que o time entre em campo com esta mentalidade, mas sabemos que não será fácil.

Do outro lado, tem o Porto de Caruaru, que também possui seus objetivos bem claros neste jogo. O Gavião do Agreste vencendo o time da Estrada do Arraial tem grandes chances de conquistar a terceira vaga que leva para o "Hexagonal do Título" e, consequentemente, a segunda vaga que credencia a participar da Série D do Campeonato Brasileiro, principalmente se observarmos a tabela e analisar que o adversário esmeraldino possui mais jogos que o seu atual concorrente, o Acadêmica Vitória.

Sobre o time esmeraldino que entrará em campo, a certeza que virá recheado de jogadores da categoria de base, deixando a dúvida se jogadores como Philip, Jaime, Bruno Jesus e Kássio entrarão em campo. Certeza mesmo é que não será o jogo mais fácil do mundo. É importante admitir a qualidade da equipe adversária no atual momento. Sorte nossa que a torcida do Gavião parece que será inexistente e farão pouca – ou absolutamente nenhuma – pressão. Má sorte dos comerciantes do estádio e dos ambulantes, pois não terão para quem vender. 

Por mais que a sorte tenha esquecido do Periquito, ainda me apego a esperança por dias melhores. E a esperança é verde, então nada mais justo que manter a confiança e o deseja do vitória.


--***--

OFF-TOPIC


Neste domingo as rádios listadas abaixo poderão transmitir Porto x América, logo mais as 20 horas:

RECIFE 
Rádio Jornal AM 780 Khz: http://bit.ly/1cnPiM2
JC News FM 90,3 MHz: http://bit.ly/1cnPmvf
Transamérica FM 92,7MHzhttp://bit.ly/1cnQBdR
Rádio Folha FM: 96,7 MHz http://bit.ly/1cnPsmK

CARUARU
Radio Cultura AM 1130 Khz http://bit.ly/1a8SllB
Radio Liberdade FM 94,7 MHz http://bit.ly/1a8Soxz
Radio Liberdade AM 910 Khz http://bit.ly/1a8Ssxx
Radio 102 FM 102,5 MHz http://bit.ly/1jU5hpl

José Amaro Moreira é lembrado na posse de Celso Muniz Filho

José Moreira, na comemoração ao acesso, no Pernambucano Série A2 2010 | Foto: Allan Lemos

Ausente na cerimônia de posse de Celso Muniz Filho a presidência executiva do América Futebol Clube para o biênio de 2014/2015 por questões de saúde, José Amaro Moreira foi bastante lembrado pelo conselheiros e dirigentes durante os discursos solenes. 

Em seu discurso, João Antonio Moreira, ex-presidente do Executivo nos úlimos dois biênios, reforçou a importância de José Amaro Moreira nos bastidores do América, ao lado de Sérgio Marcelo Serpa. "Zé Amaro está com problema visual e não pode comparecer, mas com certeza Sérgio Serpa e Zé Amaro são responsáveis diretos por tudo isso que nós estamos vivendo, que foram os dois que conseguiram manter pelo menos e no mínimo o América em "stand-by" [...], e nos permitiu que a gente ligasse novamente", elogiou o ex-comodoro esmeraldino. 

Sergio Serpa também não deixou esquecer a importância de Zé Amaro, tratando o dirigente esmeraldino com afeto em suas palavras. "José Amaro é meu amigo pessoal, meu irmão", salientou o ex-presidente do Conselho Deliberativo.

Aos 66 anos, José Amaro, sobrinho de Rubem Moreira, um dos mais lendários dirigentes do futebol brasileiro, que dirigiu por 27 o futebol pernambucano, é irmão de Alexandre Mirinda e João Antonio Moreira, todos filhos de José Augusto Moreira, um dos responsáveis pela construção da sede social do América Futebol Clube, que fica situada na Estrada do Arraial.

José Amaro, na festa de apresentação do elenco, para o PE2011. | Foto: Allan Lemos 

Após posse de Celso Muniz, Osmundo Bezerra projeta rumos da base


Sem condições de avançar para a segunda fase do Campeonato Pernambucano de 2014, onde garantiria ao América também a classificação para a Série D do Campeonato Brasileiro, Osmundo Bezerra, Diretor de Futebol do clube da Estrada do Arraial, avalia o trabalho realizado até agora no estadual e como será realizado os trabalhos visando o chamado "Hexagonal da Morte", composto pelos seis equipes desclassificadas para o "Hexagonal do Título".

Além do futebol profissional, o dirigente esmeraldino fez um mapeamento das conquistas das divisões de base e como será desempenhado o planejamento na gestão de Celso Muniz Filho, novo Presidente Executivo do América Futebol Clube para o biênio de 2014/2015.

Alexandre Mirinda comenta a sua participação na gestão de João Moreira


Um dos braços fortes da gestão de João Antonio Moreira a frente do América, Alexandre Mirinda, avaliou a sua participação nos dois biênios em que o seu irmão esteve a frente da presidência executiva do América Futebol Clube, no período de 2010 a 2013. 

Bastante atuante nos três primeiros anos da gestão de João Moreira, Mirinda justificou a sua "ausência" no futebol esmeraldino no ano de 2013 e explicou ao Blog do Mequinha como concilia o seu amor pelo Santa Cruz Futebol Clube clube do coração e o América Futebol Clube, paixão de berço herdada do seu pai Jose Augusto Moreira. 

O agora conselheiro esmeraldino também comentou o que espera de Celso Muniz Filho a frente do time da Estrada do Arraial e como poderá ajuda-lo no biênio de 2014/2015.

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 4x2 Sport, em julho de 1946

Chegamos hoje à última edição da série Calvário do Trio de Ferro I e depois de mostrarmos grandes vitórias do América um contra o Santa Cruz e uma contra o Náutico, chegou a hora de mostrarmos uma vitória contra o Sport Club do Recife no dia sete de julho de 1946 em partida válida pela primeira rodada da fase final do certame. Em 1946 tomava posse o presidente General Eurico Gaspar Dutra, que assumira depois de três meses de mandato do então presidente do Supremo Tribunal Federal, José Linhares, que assumira as rédeas do país com o apoio das Forças Armadas para garantir a realização das eleições, depois dos quinze anos do governo de Getúlio Vargas. O ano da Constituição Brasileira de 1946 também foi marcado pelos nascimentos do ex-jogador de futebol Roberto Rivelino, do cantor Alceu Valença, dos futuros presidentes norte-americanos Bill Clinton e George Bush e pelo falecimento de Júlio Prestes, que foi eleito presidente, mas que não tomou posse devido à Revolução de 1930.

Folha esportiva do Diário de Pernambuco de
07 de julho de 1946 promovendo o clássico.
A fase eliminatória do Campeonato Pernambucano de 1946 contou com os quatro grandes clubes do estado, mais Great Western e Flamengo-PE (que abandonou a disputa antes do final), tendo o América ficado com a primeira colocação. O turno final contou com apenas cinco equipes e logo na primeira rodada, estava marcado o maior clássico do estado, o “Clássico dos Campeões” América x Sport a se realizar no Estádio dos Aflitos. O “Campeão de Terra e Mar” como era chamado o Sport vinha empolgado depois de vencer o Santa Cruz na última rodada do turno eliminatório e confiava na agilidade de Manuelzinho, na raça de Chicão e na classe de Zago para poder derrotar os alviverdes. Os rubro-negros acreditavam na apurada visão de gol de Amorim, na técnica de Nelsinho e nos arremates de longa distância de Zildo para perfurar o bloqueio do adversário e conseguir a segunda vitória seguida. Vavá, João Vitor e Arnaldo comandavam o meio campo rubro negro. O meio campista Vavá do Sport não deve ser confundido com seu homônimo famoso que foi bicampeão mundial pela Seleção Brasileira em 1962, uma vez que começou no Sport em 1949, ou seja, três anos mais tarde.

Destaque do Diário de Pernambuco sobre o grande clássico
América x Sport naquele domingo no Estádio dos Aflitos.
O América vinha de derrota para o Santa Cruz e precisava de reabilitação e para isso mandaria para campo o que tivesse de melhor. Julinho, craque natural de Mossoró-RN, era dúvida para a partida e se não jogasse, Edgar seria o escolhido para fazer dupla com Jarbas no ataque esmeraldino. Fora dos gramados por contusão, Zezinho teria em seu lugar o genial Janjoca na ponta direita, enquanto que Oséas, que fora descansar em Garanhuns, estava confirmado no ataque ao lado do artilheiro Djalma. Na defesa, Galego tentaria apresentar melhor futebol, ao lado de Lucas, tendo o lendário Leça no gol. 

A linha média americana formada por Pedrinho, Capuco e Arnaldo seria a mesma que desde o começo do campeonato rebebia fortes elogios por sua excelência na arte de armar os homens de ataque. O goleiro Manuelzinho do Sport mesmo contundido estava confirmado, enquanto o defensor Zago dava lugar a Luis, em virtude de uma torção ocorrida no treino do dia anterior. No América para a surpresa de muitos, Julinho faria dupla com Edgar e não com Jarbas no setor de ataque do alviverde de Casa Amarela.

Ilustração do Clássico dos Campeões América x Sport
em 07 de julho de 1946 nos Aflitos.
O Sr. Leon Markman, árbitro da partida, iniciou o Clássico dos Campeões às 15:50 e logo no primeiro minuto, Edgar do América avança e solta o canhão, para uma defesa magistral do goleiro Manuelzinho. O time esmeraldino passou todo o primeiro tempo pressionando os leões, demonstrando maior qualidade técnica durante todo o período, todavia, a primeira etapa de jogo se encerrou com um placar de 0x0 entre os oponentes. Manuelzinho fazia um primeiro tempo com boas intervenções e a defesa do Sport apelava em muitos momentos para o jogo violento, sem que tais atitudes fossem devidamente observadas pelo juiz Leon Markman. O 2° tempo começa as 16:50 e logo aos 7 minutos o América tem uma boa chance. Pedrinho bate a falta dentro da grande área, fazendo a bola sobrar para Oséas que chuta ao gol. Manuelzinho deixa passar uma bola fácil e Djalma escora para as redes. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 1X0 SPORT.

Goleiro Leça do América fazendo grande defesa entre
dois jogadores do Sport.
Mandando no jogo, o América vai para cima e aos 12 minutos Janjoca cobra um escanteio causando um grande bate-rebate na defesa rubro negra que não consegue afastar, indo a bola encontrar Capuco que dá passe para Oséas, que chuta forte e por cima de Manuelzinho que se encontrava adiantado. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 2X0 SPORT. Aos 23 minutos, o craque Julinho recebe um belo passe matando a bola no estômago e solta um foguete no canto do goleiro rubro negro para fazer o terceiro. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 3X0 SPORT. O time do América poderia ter aumentado a vantagem se o Sr. Leon Markman tivesse assinalado o pênalti de Chicão em Janjoca que o árbitro converteu inexplicavelmente em tiro livre indireto. O desempenho dos leões não fazia jus à grandeza do clube e os jogadores resolveram se organizar para promover uma reação. Nelsinho do Sport chuta e na hora do defensor Lucas do América rebater, a bola bate em sua mão esquerda dentro da grande área e o árbitro Leon Markman marca pênalti. Aos 30 minutos Chicão do Sport cobra a penalidade e faz o primeiro gol rubro-negro. AMÉRICA 3X1 SPORT. Apenas dois minutos mais tarde, o Sport avança com Zé Pequeno que passa pela defesa americana e serve para Amorim que desconta para os rubro-negros que encostam no placar da partida. AMÉRICA 3X2 SPORT.

Folha do Diário de Pernambuco na Terça
dia 09/07/1946 relatando a partida.
A reação do Sport parou por aí e o América procurou ter mais atenção no seu setor de defesa para impedir um desastroso empate. Com 35 minutos, Luis do Sport corta com a mão um chute de Oséas e o árbitro marca falta. O próprio Oséas cobra a falta em direção a Djalma que domina a bola e solta o canhão para dentro do gol de Manuelzinho. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 4X2 SPORT. O Placar poderia ter sido maior se não fosse a violência desmedida praticada pelos defensores Chicão e Luis do Sport, que deixou toda a linha de ataque alviverde com hematomas nas pernas. 

O Diário de Pernambuco enfatizou a vitória do América
sobre o Sport Club do Recife naquele domingo.
A renda da partida alcançou os 16.000 cruzeiros, valor inferior a apenas a do clássico contra o Santa Cruz e do clássico das multidões do primeiro turno e a atuação da arbitragem foi considerada fraca. Por sorte nenhum incidente grave de agressão nem entre jogadores nem torcedores foi observado seja dentro ou fora do Estádio dos Aflitos. As equipes do Clássico dos Campeões entre América e Sport em 07 de julho de 1946 formaram com os seguintes atletas:





AMÉRICA
Leça; 
Galego e Lucas; 
Pedrinho, Capuco e Arnaldo; 
Janjoca, Julinho, Djalma, Edgar e Oséas.


SPORT
Manuelzinho; 
Chicão e Luis; 
Vavá, João Vitor e Arnaldo; 
Zildo, Baby, Amorim, Nelsinho e Zé Pequeno.

Gilberto Freire será o árbitro de Porto x América

Gilberto Freire será o árbitro de Porto x América, em Caruaru | Foto: Paulo Paiva / Superesportes PE


A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) realizou, na tarde desta ultima segunda-feira (27), o sorteio para definir os árbitros da 16ª rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano. 

A partida entre Porto de Caruaru e América, que será realizada quarta-feira, às 20 horas, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, contará com o trabalho do árbitro Gilberto Freire de Farias (CBF). O arbitro de 35 anos contará com Francisco Chaves Bezerra Junior e Fernando Antonio da Silva Junior como assistentes. Já como quarto árbitro, foi escalada a árbitra Déborah Cecília Cruz Correia.

Em 2014, Gilberto já atuou em uma partida envolvendo o Alviverde da Estrada do Arraial, mais precisamente na partida entre América e Salgueiro, no Estádio Ademir Cunha, pela nona rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano, atuando comom quarto árbitro. Na ocasião, os dois times acabaram resultando a partida em um empate sem gols.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Noite de Posse!!


Ontem, 27 de Janeiro de 2014, a sede da Estrada do Arraial abriu suas portas para receber em solenidade de posse o novo Presidente do América Futebol, o jovem empresário Celso Muniz de Araújo Filho. Escolhido por unanimidade para presidir o clube em reunião ocorrida no final do ano passado o evento foi apenas uma confirmação.

Celso já vem participando ativamente da vida clube, sendo um dos investidores da AFCSA,  indo a jogos, vibrando e sofrendo com o nosso clube. Assume no ano em que o clube comemora 100 anos de fundação, portanto tem pela frente muitos desafios e compromissos. Em seu discurso de posse ele salientou a necessidade de trabalhar  em grupo, com apoio dos verdadeiros Americanos, lembrando que o fortalecimento do América não será feito de uma única pessoa, nem será instantâneo.

Destacou a necessidade de resgatar a torcida, trazendo novos associados, de preservar o patrimônio do clube e desenvolver uma estrutura profissional no futebol com a valorização do trabalho de base.

Muita coisa positiva foi dita, a lembrança da participação do América nos campeonatos de base, o bom desempenho do sub-20 e o acesso a primeira divisão em 2014. Neste caso ele se mostrou decepcionado com a atual campanha e enfatizou a luta por mudanças para que possamos evitar o rebaixamento.

O América, que vem investindo na formação de atletas, informou que está pleiteando junto a CBF, com apoio da Federação Pernambucana de Futebol, o certificado de clube formador, documento que vai valorizar o trabalho feito pelo grupo e dar algumas garantias em relação a negociação de atletas.

A expectativa criada pela posse do novo presidente provocou alguns comentários e expectativas por parte de todos, sempre preocupados com o futuro do America. Acho que só existe uma certeza: o Campeão do Centenário está vivo!!!

Não podemos deixar de registrar e homenagear Americanos importantes, como os ex-presidentes, Ségio Serpa e João Moreira, que sempre tiveram respeito ao Blog facilitando o nosso trabalho e dando apoio. Aos dois, mais uma vez os nossos agradecimentos !!! e desde já cobranças: vamos continuar lutando!!!

A cerimonia de posse foi conduzida por Serpa, que fez a ponte entre o novo presidente e o presidente que teve seu mandato encerrado, neste caso João Moreira. Em relação a João podemos afirmar que ele prestou homenagens a pessoas que contribuíram muito nos últimos anos como Sandro Sérgio, Sr, Teofilo, Zaidan, Mirinda e o próprio Serpa. Em relação ao mandato de João Moreira podemos salientar o lado positivo: ele trouxe o America de volta para primeira divisão após um longo afastamento, foi ele também que promoveu a campanha maravilhosa do segundo turno !!, trouxe Larissa !!! trouxe Viviane Araújo!! Infelizmente o América foi rebaixado em 2012,mas, isto é futebol.


A noite reuniu pessoas importantes e personalidades , como  o presidente da FPF, Evandro Carvalho, dirigentes e  ex-presidentes do América ( não vou citar nomes para não correr o risco de deixar alguém de fora !!) , lembrando que Sr. Otacil, foi convidado e assumiu como vice-presidente do Conselho!!

Podemos afirmar que 100 já foram vividos e que hoje estamos preparando o Alviverde para mais 100!!

*******************************************************************************

RAPIDINHAS DO BLOG !!!

1. A participação de torcedores, dirigentes e ex-dirigentes de outros clubes de futebol demonstrou que o futebol é um esporte de civilidade e de difusão de amizade!!!

2. A presença da imprensa pernambucana cobrindo o evento, principalmente do Mestre do Jornalismo esportivo pernambucano Lenivaldo Aragão!!


3. Registro também o destaque dado ao Blog do Mequinha pelos dirigentes Sérgio Serpa , João Moreira e Celso Muniz Filho.



4. Pela participação e presença do grupo de investidores da AFC/SA, demonstrando interesse em contribuir para o fortalecimento do clube.

5. O Blog teve de meter as mãos na "mesa" !!

6. Fato importante: nos últimos meses o futebol brasileiro vêm padecendo pela atuação de vândalos, que se dizem torcedores, provocando confusões em estádios ou próximos a eles, pois bem, registro um fato simples, durante o evento convidamos Constantino Júnior ( diretor de futebol do Santa Cruz) para tirar uma foto com a bandeira do América e o mesmo tirou a foto. Coisa simples, não significa dizer que o mesmo é torcedor do América, demonstrou a educação e o respeito de Constantino por outro clube. Só faço este registro por que tem gente que acha errado ser educado ......


Presidente da FPF-PE esteve presente a posse da diretoria do América

Evandro de Barros Carvalho, ao lado de Celso Muniz Filho e João Moreira | Foto: Jefferson Maciel

Evandro Barros de Carvalho, Presidente da Federação Pernambucana de Futebol, esteve presente na posse do Presidente da Executiva do América Futebol Clube, Celso Muniz de Araujo Filho, para o biênio de 2014/2015 a frente da entidade. Junto com o presidente da entidade máxima do futebol pernambucano, a presença de jornalistas, torcedores, ex-presidentes e conselheiros do clube da Estrada do Arraial.

Em um bate-papo rápido descontraído com Jefferson Maciel, do Blog do Mequinha, Evandro também é conselheiro do clube esmeraldino, comentou sobre a importância do América no futebol local,  ressaltou também o o apoio dado pela da Federação Pernambucana de Futebol no desenvolvimento e consolidação do projeto de gestão sustentável implantado no clube alviverde desde 2013, dando votos que o trabalho continue e evolua.


João Moreira avalia seus dois mandatos a frente do América



Depois de 13 anos distante da Série A1 do Campeonato Pernambucano, o América conseguiu retornar em 2010 para a elite do futebol pernambucano. Após este acesso, foram quatro anos intensos, com campanhas de marketing, permanência assegurada na divisão de elite aos 48 minutos do segundo tempo da última partida, rebaixamento no ano seguinte após uma campanha desastrosa e um trabalho árduo nos bastidores para fazer do América um clube forte.

Em 27 de janeiro, João Antônio Moreira transfere o mandato de Presidente Executivo para Celso Muniz Filho. Através de uma entrevista para o Blog do Mequinha, o agora Conselheiro esmeraldino fez uma avaliação de sua gestão e deixa claro alguns aspectos que foram determinantes para o sucesso e insucesso dos seus quatro anos a frente do América Futebol Clube.

Confira a seguir essa entrevista exclusiva.

Joaquim Bezerra avalia o mau desempenho do futebol profissional nos investimentos da AFC/SA



Em conversa com Joaquim Bezerra, um dos principais investidores da AFC PARTICIPAÇÕES E PROJETOS S/A (AFC/SA) e agora, Presidente do Conselho Deliberativo do América Futebol Clube para o biênio de 2014/2015, o dirigente esmeraldino avaliou a atual situação do futebol profissional no Campeonato Pernambucano.

Sem chances de classificação para o Hexagonal do Título, no qual classificam-se os três melhores colocados do primeiro turno, Joaquim Bezerra detalha o planejamento da AFC/SA diante de três vertentes e até onde elas impactam no investimento da empresa que gere o time da Estrada do Arraial desde 2013.

Confira a sonora do Blog do Mequinha:

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Novo presidente empossado no América

Foto: Washington Vaz




Nesta segunda-feira, à noite, houve a posse do novo presidente do América Futebol Clube, o empresário Celso Muniz de Araújo Filho. Presença do presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, além de representantes de famílias tradicionais no Alviverde, como os irmãos João Antônio, José Alberto e José Alexandre Moreira Mirinda. Os três são filhos de Zezé que, juntamente com os irmãos João e Rubem Moreira, formou um triunvirato que reinou durante muito tempo no Campeão do Centenário, denominado de “os irmãos Moreira”. José Constantino Filho, o dirigente Tininho, do Santa Cruz, também esteve lá – seu avô, José Barbosa, e seu pai, Constantino Barbosa também dirigiram o clube da Estrada do Arraial.

No seu discurso de posse, o novo presidente do América disse que o clube vem passando por um processo de profissionalização no futebol, cujos resultados devem ser sentidos por volta de 2015. O time não vai bem no primeiro turno do Campeonato Pernambucano, no qual ocupa a lanterninha, mas envidará todos os esforços para permanecer na primeira divisão pernambucana. O técnico Valdemar Lemos continuará no clube, mas sem sentar no banco, missão esta confiada atualmente ao ex-craque Denô. “Valdemar foi contratado para ser o coordenador de todas as categorias do clube”, afirmou Celso Muniz Filho.

O América completará em 12 de abril, cem anos de fundado e uma comissão se encarregará de organizar os festejos comemorativos. Celso Feliz pretende dar toda ênfase possível à passagem do centenário do clube esmeraldino.

O ex-presidente João Antônio Moreira fez um balanço de sua gestão, falando das dificuldades encontradas atualmente, mas que foram removidas, dando condições para que a nova administração possa realizar um trabalho seguro.

Assistiram à posse, também, os ex-presidentes Antônio Jacarandá, Carlúcio Menezes, Sérgio Serpa, Roberto Zaidan Gama e Celso Muniz, pai do novo presidente.



__
* Lenivaldo Aragão é jornalista esportivo em Pernambuco e trabalhou em vários jornais, rádios e revistas do Recife e do Sul do País: Jornal do Commercio, Diário de Pernambuco, Diário da Noite, rádios Clube e Olinda, Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde, Jornal do Brasil, Jornal dos Sports e Tabloide Esportivo. Atualmente edita a revista Clássico.COM.

E nada de vencer em casa



O América entrou em campo neste domingo já pensando na próxima etapa do campeonato. Para isso praticamente todo o time titular foi poupado e só os reservas entraram em campo. Um teste para alguns jogadores que são da base e que ainda não tiveram a oportunidade de jogar.

Se a situação já não era boa com o time titular, quando a notícia de que jogadores importantes como Kássio, Bruno e Jaime não entrariam em campo a expectativa passou a ser a de ver o Central deitando e rolando. Mas de forma surpreendente não foi isso que aconteceu. O América tomou a iniciativa do jogo e atacou de forma organizada e inteligente e teve duas boas oportunidades logo no comecinho da partida. O Central tentou equilibrar mas não foi eficiente na saída de bola e o América conseguia se impor. A coisa ficou ainda melhor depois que Deivinho foi expulso após jogada violenta.

Mas como vem sendo a tônica das últimas partidas, a bola não entrou e o visitante acabou abrindo o marcador. De forma duvidosa, um gol onde claramente o atacante estava em impedimento foi o caminho da vitória do Central. O lance foi tão duvidoso que Sandro Meira Ricci quase voltou atrás e anulou o lance gerando polêmica. No entanto, a polêmica vai parar por aqui pois o prejudicado não foi nenhum dos grandes, tampouco a imprensa não está nem aí para o Pernambucano, por enquanto. E tudo vai ficar como está e como sempre foi... E esse não foi o único equívoco da arbitragem no jogo. Quase no final Éverton Bala sofreu pênalti, mas o árbitro marcou fora da área.

Foi gol ou não foi? Meira Ricci e o bandeira confirmaram tento duvidoso | Foto: Washington Vaz

No segundo tempo o América continuou dominando o jogo e criando algumas boas oportunidades. Mas faltou competência para o arremate decisivo. Sobretudo nos minutos finais da partida quando o América teve duas chances muito claras de gol e não foi competente para concluir a jogada. Algo que eu gostaria de destacar foi a boa cobrança de falta de Bob quase no fim do jogo, em que a bola misteriosa e caprichosamente teimou em não entrar fazendo uma bizarra curva ascendente!

Perdemos mais uma. Mas agora é outra etapa. Os resultados dos jogos decretaram numericamente o fim das chances Americanas de chegar ao G3. É tanto que hoje o time já entrou em campo pensando na próxima fase. Os titulares foram poupados e Laélson não comanda mais o Alviverde. Curiosamente o time voltou a apresentar o volume de jogo e boa movimentação no ataque que não mostrava há um bom tempo. Méritos de Denô e Válter. Além disso a vontade e determinação da equipe foram louváveis. Algo que vem sendo comum nos jogos.

Agora para aqueles que acreditam no sobrenatural eu gostaria de fazer um comentário pessoal: qualquer esporte é feito mais de transpiração do que de talento. O talento conta muito, mas o treino, o aprimoramento faz com que pessoas medianas sejam boas. E sinceramente, se a bola não entra, treinem mais finalizações... se o cruzamento não é bom... treine mais... treine mais e mais. Sabemos que o ritmo da competição não permite muito espaço para aprimorar técnica e taticamente as equipes. Mas não estamos tão mal à toa. Infelizmente a notícia que tivemos é que os ritmos e as qualidades dos treinos diminuíram muito nas últimas semanas e isso precisa ser repensado.

Um novo campeonato vai começar com um novo objetivo. E mais do que nunca é hora de trabalhar muito.


sábado, 25 de janeiro de 2014

Levantar a cabeça e manter o compromisso


As chances matemáticas de chegar ao G3 se reduziram a quase zero depois da derrota para o Vitória na última quarta-feira. Mas ainda tem muito campeonato e a necessidade de manter o América na série A1. Por isso os jogadores entrarão em campo para honrar seus compromissos e começar uma preparação para a próxima fase.

O América amarga a decepcionante última colocação mas tem que ter brio para levantar a cabeça e continuar lutando. Vencer é uma forma de expurgar o baixo-astral que anda no elenco devido a sequência de decepções e insucessos para almejar uma situação melhor no campeonato.

Quanto a qualquer análise ou previsão tática já percebemos que a tarefa é ingrata. Laélson sempre traz alguma mudança significativa, que não nos permite avaliar o que esperar para o jogo. Porém, o fato é que ele terá que ajustar muito bem o meio-campo e o ataque para fazer esses dois setores funcionarem e quem sabe, assim, trazerem gols que possam nos garantir vitórias.

Agora é esperar que neste domingo possamos ver efetivamente as coisas funcionando, mesmo que seja tarde demais para aquilo que desejávamos.


--***--

OFF-TOPIC


Neste domingo as rádios listadas abaixo poderão transmitir América x Central, logo mais as 16 horas:

PAULISTA
Radio RCE FM 95,5 MHz  http://bit.ly/1gLW6C2
Radio WEB Arena Planeta http://bit.ly/1mIoWEP

RECIFE 
Rádio Jornal AM 780 Khz: http://bit.ly/1cnPiM2
JC News FM 90,3 MHz: http://bit.ly/1cnPmvf
Transamérica FM 92,7MHzhttp://bit.ly/1cnQBdR
Rádio Folha FM: 96,7 MHz http://bit.ly/1cnPsmK

CARUARU
Radio Cultura AM 1130 Khz http://bit.ly/1a8SllB
Radio Liberdade FM 94,7 MHz http://bit.ly/1a8Soxz
Radio Liberdade AM 910 Khz http://bit.ly/1a8Ssxx
Radio 102 FM 102,5 MHz http://bit.ly/1jU5hpl

Vale a pena ver de novo...


Não foi tarefa fácil encontrar em pleno ano de 2014 um video cassete em condições de uso que não fosse o de Marcão, mas está ai!  

Depois de meses, estamos gravando o jogo do acesso, quando o time da Estrada do Arraial venceu o Olinda por 2x0, no Estádio Ademir Cunha. Time com uma boa aplicação na liderança do técnico Humberto Santos, onde alinhou Grison; David, Jonny, Mauricio e Glauber; Thiago Ramos, Deizinho (Marcio) , Kássio (Walber) e Silas; Branquinho (Jackson) e Everaldo.

E por falar deste jogo, pasmen! Foi a ultima vitoria do America como mandante. Será que neste domingo diante do Central teremos uma vitória como esta? A conferir...

Sobre o jogo, a gravação feita na íntegra a partir da transmissão da TV Nova Nordeste. A imagem não é high definition, mas vale o registro e a boa vontade do nosso amigo Marcão de Vila Rica, companheiros de anos nas arquibancadas do Ademir Cunha. 

Tudo dando certo, disponibilizaremos a película no nosso canal do YouTube, o Mequinha News.

América é desclassificado nos penaltis e dá adeus a II Copa Porto de Galinhas


Depois de empatar no tempo normal por 1 a 1 com o Intercontinenal, na manhã dessa sexta-feira no estádio Luiz Alexandrino, em Camaragibe, o América se despediu da Copa Porto de Galinhas SUB-17, nas cobranças de pênaltis. 

O jogo começou pegado, com o time esmeraldino criando mais chances. Já o time adversário, jogando de maneira recuada e tentando encaixar contra-ataque, absorvendo a pressão alviverde tentando e equilibrar o jogo. 

No segundo tempo, já com um gol para cada lado, o jogo ficou movimentado e a pressão era lá e cá. Mas as equipes não quiseram se arriscar mais, levando a sorte nas cobranças de pênaltis. Melhor para o time do Intercontinental, que capricharam nas cobranças e venceram por 4 a 2.

Com a derrota nesta ultima sexta, o time do técnico Sued Lima despediu-se da II Copa Porto de Galinhas. Em seis jogos disputados, o time juvenil do América terminou sua campanha com 3 jogos, 2 empates e 1 derrota.

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: Náutico 0x2 América,em junho de 1947


O ano que será abordado nas Memórias Esmeraldinas de hoje será o de 1947, dois anos após o fim dos conflitos da Segunda Guerra em solo europeu. Foi o ano em que houve a independência da Índia com relação ao Reino Unido, bem como a sua separação com relação à República do Paquistão. Neste mesmo ano a ONU aprovou a separação da Palestina entre árabes e Judeus, o que causou décadas de conflitos no Oriente Médio. Foi ano de nascimento de várias pessoas conhecidas como, por exemplo, do escritor Paulo Coelho, dos cantores Elton John e Alcione, da presidente Dilma Rousseff, do locutor esportivo Luciano do Vale e da atriz Regina Duarte.

Folha esportiva do Diário de Pernambuco do dia
01 de junho de 1947

Sob o governo estadual de Amaro Gomes Pedrosa, o Campeonato Pernambucano de 1947 começou com um turno eliminatório no qual o último colocado deixava o torneio. O América enfrentou o Náutico (Clássico da Técnica e da Disciplina) em 01 de junho de 1947 nos Aflitos em jogo válido pela 5ª rodada do turno eliminatório, sendo que os alviverdes possuíam 4 pontos, frutos de vitórias contra S. C. Flamengo e Íbis, enquanto que os alvirrubros, tinham 6 pontos, resultados das vitórias sobre Íbis, Moinho Recife e Flamengo. América e Náutico fariam um jogo cercado de bastante expectativa, em virtude de se esperar um alto nível técnico a ser desenvolvido por ambos, uma vez que os respectivos clubes decidiram os campeonatos de 1944 (que ficou em Casa Amarela) e o campeonato de 1945 (que ficou nos Aflitos). Na foto ao lado no canto esquerdo é possível ver que os jornais davam muita atenção não somente ao campeonato estadual mas também à Liga Suburbana de Futebol.

Nota do Diário de Pernambuco valorizando a volta do
atacante Zezinho ao América do Recife
O América tinha como grande destaque, a volta do atacante Zezinho, que acabara de voltar de um período de experiência do Rio de Janeiro, onde atuou no América/RJ. Outro destaque no time do treinador Álvaro Barbosa era a estreia do goleiro Amaury, de apenas 17 anos, que vinha sendo grande revelação do desporto pernambucano nas categorias de base do alviverde da Estrada do Arraial. A equipe do Náutico, do treinador Aurélio Munt, vinha sem grandes novidades no elenco e praticamente sem alterações no grupo alvirrubro que tinha como destaque a juventude. A maioria dos atletas era proveniente da categoria de amadores e foram os responsáveis pelo título estadual na categoria no ano anterior.

Genival do Náutico tenta cabecear a bola
se apoiando ilegalmente nas costas do
jogador Astrogildo do América
De última hora Álvaro Barbosa promoveu as entradas de Astrogildo e Ivaldir nos lugares de Julinho e Oséas, enquanto que no time vermelho e branco, Dico foi sacado do time titular e em seu lugar foi posicionado o meio campista Lulinha. 

As 15h15min daquele domingo dia primeiro de junho de 1947, o Sr. Argemiro Félix (Sherlock) deu por iniciado o clássico Náutico x América, sendo auxiliado por Armênio Brito e Hugo de Morais. O começo do primeiro tempo mostrou duas equipes que pouco se aventuraram para o ataque, dando certo clima de morosidade à partida, contudo, a partir dos vinte minutos, várias jogadas de gol surgiram tanto de um lado quanto do outro, em uma alternatividade que empolgava o torcedor presente ao Estádio dos Aflitos. Um importante detalhe na foto ao lado são as pequenas arquibancadas dos Aflitos e as enormes árvores que cercavam o local.

Goleiro Zeca do Náutico defende um chute de Jarbas do América. Sidinho
do Náutico e Valdeque do América acompanham a jogada de perto.

Apesar do empenho das duas agremiações, o placar do primeiro tempo não saiu do 0x0 e os times foram para o intervalo descansar e receber as instruções de seus respectivos treinadores. Aos 14 minutos do 2° tempo, brilha a estrela de Zezinho, que domina a bola a avança desde o meio campo, recebendo forte marcação do jogador Sidinho do Náutico. Zezinho avançou pelo lado direito de ataque forçou a entrada na grande área e no momento exato, desferiu um forte chute contra o gol defendido pelo goleiro Zeca. A pelota tocou no canto inferior da trave o balançou a relva do fundo do gol do Náutico. É GOL DO AMÉRICA! NÁUTICO 0X1 AMÉRICA.


A vitória do América bem como a atuação de Zezinho
é destaque no Diário de Pernambuco de 03/06/1943
Com apenas quatro minutos mais tarde, Valdeque do América faz belíssimo lançamento para Zezinho que avança e chuta. O goleiro Zeca do Náutico falha no lance e não consegue impedir o gol verde e branco. É GOL DO AMÉRICA! NÁUTICO 0X2 AMÉRICA nos Aflitos. O time da Rua Conselheiro Rosa e Silva sentiu os gols que levou e se desorganizou no gramado, virando um adversário que não perdeu por um placar maior, devido à falta de insistência do América, que optou por valorizar a posse de bola e garantir a vitória e mais dois pontos na tabela de classificação.

Ilustração de Náutico 0 x 2 América do Recife em 01 de junho de 1947
As ausências de Julinho e Oséas no clube esmeraldino fizeram muitos acreditarem que o Náutico venceria facilmente, pois eram atletas de grande importância no esquema do treinador Álvaro Barbosa, todavia, os substitutos fizeram um belo papel. O destaque foi a grande eficiência do meio campo comandado por Arnaldo, Capuco e Astrogildo, tendo o último recebido os maiores elogios, por ter servido o ataque de forma exemplar. No quinteto de ataque Valdeque foi a figura mais apagada, por na maior parte das vezes não ter conseguido se livrar da forte marcação imposta pelo alvirrubro Célio. Jarbas e Ivaldir receberam vários elogios pela atuação, mas não tanto quanto Janjoca, que atuando na chamada “extrema canhota” foi o criador da maioria das jogadas de ataque do América no clássico. Na proteção defensiva Seixas e Galego jogaram excelentemente bem, sempre afastando o perigo que rondava o gol defendido pelo jovem goleiro Amaury.


No lado do Náutico, o veterano Sidinho não repetiu o bom futebol de outras partidas e foi inapto para marcar o atacante Zezinho do América, autor dos dois gols da partida. Zeleão e Lulinha tiveram seus esforços reconhecidos, porém, foram improdutivos, assim como o quinteto de ataque que não conseguiu se entender e por isso passou todo o jogo de forma inoperante. Por fim, o goleiro Zeca fez arrojadas defesas no primeiro tempo, mas falhou feio no segundo gol americano, não segurando uma bola tecnicamente fraca, que fatalmente lhe escapou das mãos. Os atletas que atuaram no clássico Náutico x América em junho de 1947 foram os seguintes:

CLUBE NÁUTICO CAPIBARIBE:
Zeca; 
Ivanildo e Célio;
Lulinha, Zeleão e Sidinho;
 Zeca II, Genival, Wilson, Idimar e Carlos Alberto.


AMÉRICA FUTEBOL CLUBE:
Amaury; 
Galego e Seixas;
Arnaldo, Capuco e Astrogildo;

Zezinho, Jarbas, Valdeque, Ivaldir e Janjoca. 

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Elenco feminino do América já iniciou pré-temporada

Time feminino do América iniciou seus treinos no CT do Unibol | Foto: Fabio França

Ainda não se sabe a tabela do Campeonato Pernambucano de Futebol Feminino em 2014, mas a comissão técnica já iniciou os trabalhos visando a estréia na  competição estadual, que tem previsão de iniciar daqui a dois meses, no dia 9 de março. Para isso, o time que vem sendo comandado pelo técnico Fabio França já iniciou os trabalhos desde o dia  09 de janeiro, com um grupo de quase 40 garotas que vai representar o time da Estrada do Arraial no certame femino.

Segundo o técnico esmeraldino, que também acumula a responsabilidade no departamento de futebol feminino, o grupo vem mantendo seus treinos durante no CT do Unibol, no bairro de Paratibe, em Paulista. O grupo é base do time de 2013, com projeto iniciado com a Seleção do Paulista, que chegou as quartas de final do Campeonato Pernambucano, contando também com atletas que foram vice-campeãs brasileiras SUB-17, também no sob o comando de Fábio França.

Com a 10ª edição estadual batendo as portas, as meninas do América segue em ritmo forte em sua pré-temporada, sonhando com uma das duas vagas da Copa do Brasil de 2015.


Sandro Meira Ricci será o árbitro para o clássico entre América x Central



A Comissão de Arbitragem da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE) divulgou as escalas de arbitragem para os jogos da 15ª rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano. O América enfrenta o Central, no Estádio Ademir Cunha no domingo (26) às 16h e a arbitragem da partida será de Sandro Meira Ricci (FIFA-PE).

Ele será auxiliado por Bruno Cesar Santos de Alcantara (CBF-PE)e Marcelino Castro de Nazaré (CBF-PE). O quatro arbitro será Luiz Claudio Sobral (FPF-PE), que comandou o apito na ultima partida esmeraldina, contra o Vitória, em Vitória de Santo Antão.

Sandro tem 38 anos, é mineiro de Poços de Caldas e faz parte do quadro de árbitros da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desde 2006, e do quadro FIFA desde 2011. Ele foi escolhido o melhor árbitro do Campeonato Brasileiro de 2010 e o de segundo melhor árbitro no campeonato seguinte. Ricci pertencia ao quadro do Distrito Federal e passou a atender umas das exigências da FIFA de ter um representante de arbitragem na região nordeste, desde a aposentadoria de Wilson de Souza Mendonça. Sua primeira partida como árbitro do quadro da FPF-PE foi em 2012, quando apitou América x Porto, pela 17ª rodada do Campeonato Pernambucano.

Único árbitro brasileiro selecionado para arbitrar os jogos da Copa do Mundo, em 2013, Ricci comandou quatro jogos do Mundial SUB-20 e três jogos das eliminatórias para a Copa de 2014, quatro pela Copa Libertadores, duas pela Sul-Americana. Pelo Brasileirão foram oito jogos, além da decisão do mundial de clubes da Fifa contra Raja Casablanca e Bayern de Munique.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

América e Acadêmica Vitoria, nas quartas de final da Copa Porto de Galinhas



Divulgado na tarde desta quinta-feira o adversário esmeraldino para as quartas de final da II Copa Porto de Galinhas, competição SUB-17 que está sendo sediadas nos municípios de Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho, Olinda e Camaragibe.

Já nesta sexta-feira, o time que vem sendo comandado pelo técnico Sued Lima terá pela frente o time do Vitória, de Vitória de Santo Antão. A partida terá inicio às 10 horas da manhã e será realizada no estádio Luiz Alexandrino, em Camaragibe.

Jogando a partir de agora jogos eliminatórios, América e Vitória irão decidir em partida única a classificação para a próxima fase da Copa Porto de Galinhas. Terminando os 90 minutos com qualquer placar resultando em igualdade, as duas equipes juvenis decidirão através de penalidades.

América vence Santa Cruz por WO e garante classificação na Copa Porto de Galinhas



Estava tudo pronto para a quinta rodada na primeira fase da II Copa Porto de Galinhas, competição SUB-17 que está sendo sediada nos municípios de Camaragibe, Ipojuca, Olinda e Cabo de Santo Agostinho. Mas horas antes do inicio da partida, que estava programada para iniciar às 11h40 no Campo da Usina, no município de Ipojuca, o time do Santa Cruz acabou solicitando o afastamento da competição.

O não comparecimento tricolor foi pronunciado nesta manhã, com sua diretoria de futebol de base pedindo afastamento da equipe coral da competição juvenil. Com a desistência do Santa Cruz, o América do técnico Sued Lima chega aos 10 pontos e garante classificação para as quartas de final da II Copa Porto de Galinha.

Segundo Fernando Galvão, diretor de futebol de base do América Futebol Clube, o local, horário e adversário do time da Estrada do Arraial será divulgado ainda nesta quinta-feira.

Mais uma derrota na conta


Não esperem de mim um texto moderado, depois de mais uma derrota do América no Campeonato Pernambucano de 2014. A sexta, em 12 jogos.  A casa caiu, o banco quebrou e o sonho… o sonho? Esse não acaba jamais. Nos meus sonhos eu sou mais América do que nunca. 

Mas é bem verdade que depois do apito final no Carneirão o que eu tive foi pesadelos. Nele logo me vem o mesmo cenário de 2012: Um projeto bonito no papel, como jogadores que na teoria vem pra resolver devido ao seu famoso "Curriculum Vitae", mas como o decorrer das rodadas, vem muro abaixo, não por ter sido mal planejado, mas por ter sido pessimamente conduzido, mesmo com seus "operários" tendo todas as condições de trabalho possíveis para um clube intermediário do futebol pernambucano.

Assim como na ultima partida no Ademir Cunha, quando perdemos para o Ypiranga nos momentos finais, o filme voltou a ocorrer, desta vez com um placar um pouco mais elástico. Com um primeiro tempo sem grandes emoções, podemos destacar a boa movimentação de Careca e Everaldo, mas o time esmeraldino ou tocava muito a bola ou eram parados pelo bom goleiro Preto, do Vitória.

Veio o tempo complementar de partida e, quando a partida ilustrava um empate sem gols, o técnico Laélson Lima substituiu Junior Sertânia para a entrada de Marcio, deixando em campo três zagueiros, substituindo também a dupla de ataque por Philip e Jackson. Mas após estas alterações a vida esmeraldina na partida desandou. Aos 36 minutos, Filipe Silva avançou pela ponta direita, deixou de calcanhar para Índio, que com um belo lançamento, viu o atacante Daniel Caiçara cabecear de forma precisa no canto direito do goleiro Diego, marcando Vitória 1x0 América. Sete minutos depois, outro tento vitoriense, iniciado pelo meia taboquito Robertinho, driblando meio time esmeraldino, sendo parado justamente onde não se pode, que é dentro da grande área, por Ronaldo. O árbitro Luiz Cláudio Sobral não titubeou e marcou a penalidade cobrada por Aleandro e dando os números finais.

Nossa fome por vitórias é grande. Nossa da zaga é um calvário e nossos atacantes caducaram na arte de fazer gols. Futebol é esporte para ser praticado por quem tem sangue correndo nas veias. E o sangue esmeraldino exige uma dosagem extra de raça e vontade de vencer.  Perdemos a partida, o rumo da ascensão, a vergonha na cara e assumimos com méritos a cada rodada o posto de pior time da primeira fase. Situação que amargaremos até a próxima domingo e, da forma como este time vem jogando, eu não consigo ver salvação.

Foto: Luciano Abreu/ AAD Vitoria das Tabocas