quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

José Amaro Moreira é lembrado na posse de Celso Muniz Filho

José Moreira, na comemoração ao acesso, no Pernambucano Série A2 2010 | Foto: Allan Lemos

Ausente na cerimônia de posse de Celso Muniz Filho a presidência executiva do América Futebol Clube para o biênio de 2014/2015 por questões de saúde, José Amaro Moreira foi bastante lembrado pelo conselheiros e dirigentes durante os discursos solenes. 

Em seu discurso, João Antonio Moreira, ex-presidente do Executivo nos úlimos dois biênios, reforçou a importância de José Amaro Moreira nos bastidores do América, ao lado de Sérgio Marcelo Serpa. "Zé Amaro está com problema visual e não pode comparecer, mas com certeza Sérgio Serpa e Zé Amaro são responsáveis diretos por tudo isso que nós estamos vivendo, que foram os dois que conseguiram manter pelo menos e no mínimo o América em "stand-by" [...], e nos permitiu que a gente ligasse novamente", elogiou o ex-comodoro esmeraldino. 

Sergio Serpa também não deixou esquecer a importância de Zé Amaro, tratando o dirigente esmeraldino com afeto em suas palavras. "José Amaro é meu amigo pessoal, meu irmão", salientou o ex-presidente do Conselho Deliberativo.

Aos 66 anos, José Amaro, sobrinho de Rubem Moreira, um dos mais lendários dirigentes do futebol brasileiro, que dirigiu por 27 o futebol pernambucano, é irmão de Alexandre Mirinda e João Antonio Moreira, todos filhos de José Augusto Moreira, um dos responsáveis pela construção da sede social do América Futebol Clube, que fica situada na Estrada do Arraial.

José Amaro, na festa de apresentação do elenco, para o PE2011. | Foto: Allan Lemos 

0 comentários:

Postar um comentário