domingo, 2 de fevereiro de 2014

Em busca de mais uma vitória


Ah, esse tal do futebol… Soccer para alguns, football nos início dos tempos, fussball para outros. Esporte que poderia ser tratado como uma cachaça das bravas. Se com uma vitória é o suficiente para enxergarmos a mais perfeita das sintonias, a esperança por dias melhores e a a efusiva comemoração, o oposto disso pode deixar sonhos amigalhados e perdidos com o pesadelo de um provável rebaixamento, a vergonha de sair na rua, a zombaria dos amigos e colegas de trabalho e do escárnio em geral. Tudo isso porque esse tal futebol apaixona e faz sofrer, entorpece e enlouquece o mais lúcido dos homens.

Ah, esse Periquito… Em um 2013 que tínhamos  todos os ingredientes para oferecer à sua sofrida torcida dias melhores, caiu  (quase) tudo por água abaixo em 2014. Infelizmente não conseguimos traduzir o investimento colocados em algumas peças na prática, dentro dos gramados, mas o o que saiu dessa receita foi o filme esmeraldino queimado, mas nada está perdido, ao menos por enquanto. E é com estas esperanças que me faz sair de casa, pegar uma BR-101 ou a PE-15 e partir rumo ao estádio Ademir Cunha, em Paulista.

Voltando a pinga lá em cima, para o torcedor esmeraldino, o futebol do time da Estrada do Arraial foi uma "branquinha" de quinta categoria, daquela que derruba elefante no primeiro gole. A cada gole bebido durante a primeira fase do Pernambucano, a visão turvava. Do nada, uma sequência de resultados que nos fazia visualizar o precipício muito próximo. Mas quis o destino, esse aquele desequilibrado como um pinguço, recuperasse as suas forças sob o comando de Denô Araújo e Válter Mendes e desse à torcida esmeraldina um tanto de esperança para enfrentar as últimas rodadas nesta primeira fase. Resultados bons o suficiente para organizarmos o time para o tal do "Hexagonal da Permanência", ou da "Morte", para alguns.

O adversário de hoje será o Chã Grande. Ainda com chances matemáticas - mesmo que remotas - o time da terra do Chuchu virá ao Ademir Cunha em busca da vitória, apegado com o pouco de chance que lhe resta. Se por um lado a matemática é fávorável a Raposa, por outra ela é amplamente contra. É que o adversário do América nesta rodada encontra-se com o retrospecto de três jogos com derrotas. Caberá ao time que Denô Araujo colocar em campo se aproveitar deste eventual "desespero" do rival e jogar com sabedoria. Vencendo, não apenas tiraremos esta zica de não vencer em casa, o que é algo que não fizemos ainda neste estadual, mas também repassar esta incômoda lanterna para outra agremiação e quem sabe chegar a uma provável sexta colocação.

Independente de quem entre em campo hoje, que eles possam nos oferecer um goró mais palatável do que degustamos durante boa parte do certame. Porque sinceramente, nossa goela, olhos e coração aguentam mais. Espero que dessa cachaça amarga não voltemos a provar nem tão cedo.

--***--

OFF-TOPIC


Neste domingo as rádios listadas abaixo poderão transmitir América x Chã Grande, logo mais as 16 horas:

PAULISTA
Radio RCE FM 95,5 MHz  http://bit.ly/1gLW6C2
Radio WEB Arena Planeta http://bit.ly/1mIoWEP

0 comentários:

Postar um comentário