quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 2x1 ABC - RN em janeiro de 1981

As Memórias Esmeraldinas de hoje te levará para o ano de 1981, ano em que o América do Recife disputou o Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão (Taça de Prata), vindo a fazer uma campanha de destaque. Naquele ano nascia o ator e humorista Marcelo Adnet (ex-MTV e hoje na Rede Globo), o jogador de futebol argentino Javier Saviola hoje no Olympiakos da Grécia e o jogador espanhol David Villa do Atlético de Madrid. Ainda em 1981 falecia o ator e cineasta Amácio Mazzaropi, participante da vários filmes de comédia como “Sai da Frente” de 1952, “Zé do Periquito” de 1960 e “A banda das Velhas Virgens” de 1979.

Nota de destaque do Diário de Pernambuco sobre a partida
América do Recife x ABC na cidade de Jaboatão
No dia 25 de janeiro, o “Mequinha” entrou em campo no Estádio Jefferson de Freitas em Jaboatão para enfrentar o ABC de Natal-RN em duelo válido pela quinta rodada da primeira fase. Os alviverdes, que haviam empatado no Estádio do Arruda contra o Náutico, vinham na terceira colocação com cinco pontos ganhos, um a menos que o alvirrubros de Rosa e Silva e dois a menos que o líder Botafogo da Paraíba. A vitória do Náutico contra o Treze de Campina Grande no sábado tinha sido um resultado adverso e com isso, somente a vitória contra os potiguares interessava para que a equipe da Estrada do Arraial não se distanciasse da zona de classificação. Os jogadores comandados pelo treinador Jálber Carvalho no sábado pela manhã fizeram um treino leve no próprio Estádio Jefferson de Freitas em Jaboatão e receberam das mãos do dirigente Fernando Fraga, a premiação de dois mil cruzeiros, devido ao empate contra o Náutico na quarta feira passada e adiantou que em caso de sucesso contra os alvinegros do Rio Grande do Norte, haveria uma boa premiação de três mil cruzeiros, valor este que poderia ser aumentado a depender da produção da equipe nas quatro linhas e da disponibilidade dos conselheiros.

Lance do 1° gol do América do Recife contra o ABC de Natal no Estádio
Jefferson de Freitas em Jaboatão em 1981 pela Taça de Prata.
O jogo daquele domingo de sol na cidade de Jaboatão teria a arbitragem de Antônio Moraes e seria auxiliado por Arlindo Maciel e Hélio Ferreira. Quando o relógio apontou 16:30h América do Recife x ABC de Natal teve o seu início autorizado e desde os primeiros minutos o time pernambucano tentou sufocar o adversário em seu setor de defesa. Os alviverdes de Casa Amarela tiveram duas grandes chances de gol que deixaram o torcedor jaboatonense aflito nas arquibancadas, entretanto aos 38 minutos Valdir lançou Rivaldo, ex-juvenil do Sport, que se livrou dos marcadores e chutou indefensável contra o gol do goleiro Carlinhos. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 1X0 ABC – RN e a emoção tomava conta do Jefferson de Freitas, vindo minutos mais tarde a se encerrar o primeiro tempo de jogo.

Ilustração de América x ABC-RN no Estádio Jefferson de Freitas em Jaboatão
em 25/01/1981 pelo Brasileirão Série B (Taça de Prata)
Para o segundo tempo o treinador Jálber Carvalho resolveu fazer duas alterações que foram as entradas de Williams Rocha e Agnaldo nos lugares de Pedrinho e Valdir respectivamente. No alvinegro no Rio Grande do Norte, Gérson entrou no lugar de Sílvio e Arié entrou no lugar de Paulinho. O segundo tempo começa e o ABC de Natal foi para cima tentando se recuperar do gol sofrido. Em um destes lances, aos 9 minutos, o defensor Geraílton do América corta cruzamento com a mão e o árbitro Antônio Moraes aponta pênalti para o ABC! O pernambucano Jonas foi para a cobrança e venceu o goleiro Batista e empatou a partida em Jaboatão. AMÉRICA 1X1 ABC – RN. O clube esmeraldino não se abateu e partiu para o ataque em uma boa sequência de jogadas que deixaram o torcedor de Jaboatão esperançoso. Aos 22 minutos Marcos Costa recebeu a bola e avançou e vendo uma brecha entre a trave e o goleiro alvinegro, desferiu um forte chute para colocar o América do Recife em vantagem no placar. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 2X1 ABC – RN e o torcedor de Jaboatão transformava o estádio da cidade num caldeirão verde e branco, que em muitos momentos assustaram os jogadores do time potiguar.

Foto de uma tentativa de ataque do América
A pressão americana continuou até o final da partida, valendo citação para o incrível gol perdido pelo atacante Marcos Pintado, que poderia ter aumentado a vantagem dos pernambucanos no placar. 3.026 pagantes estiveram presentes no Estádio Jefferson de Freitas em Jaboatão naquele dia, o que proporcionou uma renda de 189.010 cruzeiros. O treinador Jálber Carvalho apontou que a vitória foi importante, mas que a grande quantidade de gols perdidos foi um detalhe que o chamou a atenção e que deveria ser corrigido. Marcos Costa, de contrato renovado há poucos dias, tentou mostrar com o gol da vitória, que o investimento feito nele não seria em vão. De acordo com a reportagem do jornal Diário de Pernambuco, o ex-dirigente Celso Muniz estava eufórico e avisou que mesmo não fazendo parte da atual diretoria, sempre acompanhou os jogos do América na Taça de Prata.


Folha esportiva do Diário de Pernambuco de 26 de janeiro
de 1981 destacando a bela vitória contra os potiguares





O dirigente Fernando Guerra avisou que o prêmio pela vitória contra o ABC superaria as expectativas e que o valor a ser entregue aos jogadores seria de 4 mil cruzeiros, como forma de premiação. Humberto Barradas, diretor do clube esmeraldino, avisou que em caso de vitória contra o Confiança de Sergipe, tentaria trazer o jogo contra o ASA de Arapiraca para Jaboatão em vez de ser jogado em Alagoas, pois a respectiva agremiação alagoana já estava fora da disputa pela classificação e que a renda seria benéfica tanto para o América quanto para o ASA. As equipes do jogo entre América – PE x ABC – RN formaram com as seguintes escalações:



AMÉRICA FUTEBOL CLUBE (PE):
 Batista;
Gonçalves, Nilo, Gerailton e Escada;
Givaldo, Pedrinho e Rivaldo;
Valdir, Marcos Pintado e Marcos Costa.


ABC FUTEBOL CLUBE (RN)
Carlinhos;
Sílvio, Ticão, Cláudio e Joel;
Paulinho, Zezinho e Noé Soares;
Juarez, Jonas e Babá.



0 comentários:

Postar um comentário