quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Vacilamos e perdemos de virada



Estava parecendo que seria diferente. O Pesqueira entrou em campo mais concentrado e melhor, mas o América abriu o placar na primeira chance que teve.

E a torcida Esmeraldina se animou, mas em sequência dois vacilos. O primeiro: fazer uma falta perto da grande área contra um time que mostrou que tem um cara que bate muito bem na bola, como Elton. E o segundo, um vacilo coletivo em que errou quem estava dentro de campo, os comandantes do banco de reservas e todo mundo que não alertou o posicionamento imperdoavelmente errado do América em um escanteio. Posicionamento que permitiu um contra-ataque fulminante que resultou na virada.

Goleiro Hebert, do Pesqueira, ajoelhado após o gol de virada | Foto: Washington Vaz

Não fosse por esses vacilos o jogo teria uma cara só: muita marcação, briga pela bola e poucos lances claros de gol. O Pesqueira tinha mais qualidade na criação, no toque e mais posse de bola. Mas criou relativamente pouco. Já o América ainda esboçou algumas jogadas, mas os principais lances mesmos surgiram de um chute de fora da área de Saulo e de jogadas de bola parada. Em uma delas, ainda no primeiro tempo quando o jogo já estava 1 a 2, Maurício subiu sozinho e cabeceou para baixo, como manda o roteiro, mas a bola foi para fora. Talvez esta tenha sido a oportunidade mais clara de gol de toda a partida. No minutos finais o América pressionou o Pesqueira, mas a experiência e a retranca dos visitantes não permitiram que o Verdão chegasse ao gol.

Não podemos dizer que o América jogou mal, mas continua correndo muito e criando pouco no ataque, embora desta vez Saulo tenha feito um gol, chutado algumas vezes de fora da área e Phillip tenha sido mais agressivo. Mesmo assim ainda não vemos o setor de criação produtivo e para piorar, desde a última partida o apoio das laterais tem diminuído muito. No segundo tempo Jaime subiu mais, e ao longo do jogo nas duas únicas vezes que ele fez isso, o América chegou na área e finalizou.

Erramos feio e fomos penalizados: perdemos e caímos duas posições. Mesmo assim estamos em quarto lugar distantes dois pontos do penúltimo e três do último. Precisaremos buscar algum resultado fora de casa. Nada impossível, para um time que infelizmente tem se dado melhor jogando na casa dos outros do que na sua própria casa.

Placar final do Ademir Cunha | Foto: Washington Vaz

0 comentários:

Postar um comentário