segunda-feira, 24 de março de 2014

Despedida com derrota


E com uma derrota simples, no placar de 1x0 para o rebaixado Chã Grande, o América conclui a sua participação da centésima edição do Campeonato Pernambucano, em uma campanha abaixo do esperado pela torcida e pelos que acompanham de fato o futebol pernambucano e não apenas o trio Sport, Náutico e Santa Cruz. Uma partida onde já no sábado não havia grandes justificativas colocar dois times em campo, uma vez a única motivação do América (talvez) fosse vencer pra conquistar a liderança do Hexagonal da Permanência, que convenhamos, o que convenhamos, não há muita diferença do primeiro para o quarto colocado, a não ser uma hipotética desistência do Porto de Caruaru na Série D.

Com o horário da partida alterado para as 15 horas, Chã Grande e América entraram em campo no Estádio Severino Cândido Carneiro, o popular Carneirão, localizado no município em Vitória de Santo Antão. Uma partida esquecida até mesmo pelos veículos de imprensa local, onde geralmente transmitem as partidas do Chã Grande e da Acadêmica Vitória. Em ritmo de amistoso, com poucas faltas e com a equipe mandante um pouco mais de posse de bola contra o mistão alviverde, o único gol da partida apenas no final do tempo complementar, com Aílton, que havia entrado minutos antes, dando a vitória ao rebaixado Chã Grande, chegando aos 11 pontos, mas inerte na vice-lanterna. Já para o América, a derrota não custou nenhuma mudança na tabela, até porque mesmo se vencesse, permaneceria na terceira colocação, já que o Serra Talhada venceu o Ypiranga em seus domínios no estádio Nildo Pereira, pelo mesmo placar no Carneirão.



Se o América mesmo no ano do centenário não fez uma campanha digna do objetivo inicial que era a classificação para o Hexagonal do Titulo, ao menos fica o alento de não ter sido rebaixado. E analisando com cautela, mesmo com todos os imprevistos ocorridos ao longo do campeonato, com o América voltando a Série A1 no dia 10 de novembro de 2013 e tendo menos de um mês de pré-temporada, fazendo sua estréia no dia 08 de dezembro contra o Serra Talhada, contratando jogadores tarimbados e que não vingaram ou não renderam o esperado e tendo quatro técnicos ao longo do certame. Fazendo uma breve análise por este lado, a permanência na primeira divisão de fato tem que ser comemorada. 

Agora, teremos de sete a oito meses para planejamento do Campeonato Pernambucano de 2015, que assim como no estadual de 2014, terá seu inicio em dezembro. Tempo o suficiente para dar experiencia aos que subiram ou subirão do juniores para o profissional e de analisar as opções que despontarem na Série A2 ou nos outros mercados. Enfim, que 2015 seja o ano de um novo América, construindo uma nova história de glórias após o seu centenário.

0 comentários:

Postar um comentário