sexta-feira, 11 de abril de 2014

A evolução dos distintivos do America



O escudo é um dos principais símbolos de um clube de futebol, ao lado de suas cores,nome, hino e mascote. Todos estão definem a caracterização da agremiação, registrado inclusive no estatuto e modificado geralmente apenas sob decisão do Conselho Deliberativo. No caso do escudo, é comum uma leve transformação com o tempo, principalmente com a evolução técnica da arte gráfica, mas sobretudo, na customização de uniformes. 

Na Estrada do Arraial, o escudo do América passou diversos reajustes. Talvez dentre os quatro campeões pernambucanos ainda em atividade, só perca em mudanças para o Santa Cruz, devido a complexidade do escudo coral. Todas estas análises só foram possíveis através das pesquisas de Bruno Barros, traduzida em suas "Memórias Esmeraldinas", aqui no Blog do Mequinha.

O escudo tradicional esmeraldino, que possui a letra C sobreposta as letras A e F também sofreu várias mudanças,  passando de traços rebuscados para uma concepção mais arrojada. Com uniformes fabricados no sul e sudeste do país, era bastante comum o Alviverde atuar com um escudo semelhante ao do homônimo carioca, fato este que recorrente nas décadas de 50 até os anos 80.

Durante os anos a tonalidade e as disposições das cores verde e branca também tiveram várias alternâncias, justificada muitas vezes pela tecnologia gráfica acessível a época. Contudo, vale salientar que a tonalidade correta do escudo do América Futebol Clube é o verde bandeira, conforme ratificado no estatuto do clube. Em valores CMYK e Pantone, são definidos por RGB 0/168/89, CMYK 100/0/100/0 e Hexadecimal 00A859.

As estrelas nos escudos apenas identificamos a partir da década de 90, destacando os seis títulos estaduais. A partir de 2008, o clube passou a destacar o título estadual de Campeão do Centenário da Independência do Brasil, de 1922, com uma estrela dourada. Nos uniformes de 2014, a Garra apresentou uniformes com uma sétima estrela, simbolizando o título do Troféu Nordeste, de 1923.

Fundado como João de Barros Foot Ball Club em 1914 e mantendo este nome até meados de 1915 com homenagem prestada ao desportista Belfort Duarte, em virutda da excursão do America do Rio de Janeiro ao Recife, até hoje não há indicios da existência de um distintivo do clube.


Confira abaixo evolução gráfica de alguns dos escudos utilizados pelo América, ao longo dos seus 100 anos.


0 comentários:

Postar um comentário