segunda-feira, 21 de abril de 2014

América vence Jaguar no futebol feminino



Neste domingo a cidade de Jaboatão dos Guararapes foi palco de mais um evento esportivo, válido pelo campeonato pernambucano de futebol feminino 2014. O Jaguar de Jaboatão recebeu às 16:00 no Estádio Jefferson de Freitas (JF), o América Futebol Clube do Recife estando estas equipes em situações completamente opostas na tabela de classificação.

Vista do gramado sentido oeste
A equipe do Jaguar, que em cinco jogos faturou apenas dois pontos frutos de dois empates, ocupa a quinta e última colocação do grupo B, enquanto que “As Periquitas” do clube da Estrada do Arraial aparecem na segunda colocação com nove pontos frutos de três vitórias em cinco partidas disputadas, seis pontos a menos que o líder Sport. O Jaguar vem de um empate no domingo passado contra o CODIF, enquanto que o América foi derrotado no Estádio Ademir Cunha em Paulista, pela equipe rubro negra da Ilha do Retiro, que acabou se isolando na liderança, portanto, a vitória seria de suma importância para o quadro esmeraldino.

Cabines de imprensa Geraldo Melo | Foto: Bruno Barros

Com um bom público de cerca de quarenta torcedores (apenas um do América!) a partida Jaguar x América foi iniciada no majestoso estádio jaboatonense e o que se viu durante o primeiro tempo foi o América tendo uma melhor posse de bola e um visível controle das ações, muito em virtude de ter percebido certa fragilidade no lado esquerdo da defensiva jaguarina, fazendo com que quase todas as boas jogadas de ataque, saíssem por aquele setor do gramado.



Vista do gramado sentido leste

Antes da metade do primeiro tempo as atletas Bea e Rayssa Nerys anotavam dois gols em favor time visitante, para a frustração da torcida do Jaguar, que já começava a olhar torto para o único torcedor do América presente no lado contrário das arquibancadas do Estádio JF. Depois dos dois gols iniciais, o América caiu um pouco de rendimento e começou a errar passes com certa frequência, o que fez com que a equipe do Jaguar se lançasse para cima buscando reverter aquele resultado extremamente negativo de então, porém, o último chute sempre parava nas mãos da goleira do “Mequinha” de Casa Amarela.


Visão mais ampla do estádio | Foto: Bruno Barros
As orientações dadas pelo treinador alviverde fizeram com que as meninas do Mequinha voltassem mais atentas à partida e mais uma vez, usando na maior parte das oportunidades, o lado direito de seu setor de ataque, visto que a fragilidade mostrada pelo adversário nesta localidade, não pôde ser corrigida no intervalo. As garotas do América “voaram” em campo no segundo tempo e anotaram mais quatro gols, sendo mais dois de Bea, mais um de Rayssa Nerys e um de Marcela, fechando o score da partida em 6x0 para o América do Recife, em uma tarde brilhante para a equipe centenária, em meio a gritos de “Uh-vai morrer! U-vai morrer!” pronunciados por membros da torcida do Jaguar em direção ao único torcedor americano presente ao estádio, vulgarmente chamado por mim de “eu”. Sem problemas, Jaboatão com Jaboatão, no final fica tudo “de boa”.
Vista do gramado sentido norte | Foto: Bruno Barros
Durante o segundo tempo foi nítida as reclamações acintosas do treinador do Jaguar a respeito da qualidade do trio de árbitros que prestaram seus serviços, o que levou inclusive a uma áspera discussão ao final do prélio. Interessante que quando já presente no gramado para a foto do “pôster”, uma atleta do Jaguar veio me questionar sobre minha saúde mental, gerando uma resposta sutil que a deixou sem argumentos e capaz apenas de entoar a seguinte frase: “Vai embora, carniça, vai procurar teu time!” e foi justamente isto que fiz, fui atrás de “o time”. Grande vitória do América em terras jaboatonenses no mesmo estádio de glórias passadas na década de 1980 e “As Periquitas” seguem firmes e fortes rumo à classificação para a segunda fase do campeonato.

                                                                                                                                                          Foto: Bruno Barros.

0 comentários:

Postar um comentário