terça-feira, 15 de abril de 2014

Em seu centenário, América é oficialmente um clube formador

Evandro Barros de Carvalho lendo o certificado de clube formador | Foto: Jefferson Maciel

Aos poucos o América vai reconstruindo o seu status dentro do cenário estadual e regional. Se a sua última participação do Campeonato Pernambucano não condiz com a realidade que o clube apresenta em termos de estrutura, tradição, outros fatores acabam por justificar a força e a grandeza que o clube tem no futebol, acreditando firmemente no trabalho de base.

A entidade máxima do futebol no país, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) certificou o América como “Entidade de Prática Desportiva Formadora de Atleta”, categoria “A”, título entregue para apenas outros seis clubes de Pernambuco até agora. O certificado foi recebido com uma salva de palmas nas mãos de Evandro Barros de Carvalho, presidente da Federação Pernambucana de Futebol e Conselheiro do América Futebol Clube.

Antes de entregar o certificado nas mãos de Celso Muniz Filho, presidente da executiva do América Futebol Clube, Evandro fez questão de ler o certificado para os mais de 200 convidados presentes na sede da Estrada do Arraial. O presidente da FPF-PE ratificou ao público presente que o América agora é reconhecido como Entidade de Prática Desportiva Formadora de Atleta, categoria “A”, em virtude de ter comprovado o preenchimento cumulativo de todos os requisitos previstos nos incisos I e II do §2º do art. 29 da Lei nº 9.615/98, com lastro na verificação, comprovação e parecer conclusivo da Federação Pernambucana de Futebol, entidade regional de administração do desporto com competência para atuação no Estado de Pernambuco, cabendo-lhe controlar e fiscalizar o cumprimento das exigências e requisitos contidos nos incisos I e II do §2º do artigo 29 da Lei nº 9.615/98, com redação dada pela Lei nº 12.395/11.

Com isso, muito mais que uma mera formalidade, este certificado garante ao América um prazo de 02 (dois anos), trazendo uma série de benefícios jurídicos, em relação ao contrato dos jovens jogadores e o modo com que agora trabalhará suas categorias de base. Mais do que isso, atesta que o trabalho que o clube vem realizando desde 2013 com a criação da AFC/SA tem qualidade, principalmente com os resultados obtidos nos estaduais SUB-15 (6º), SUB-17(10º) e SUB-20 (4º), na temporada passada. Uma das grandes vantagens a partir de agora, é que o clube pode garantir o vínculo documental com um atleta antes mesmo dos 16 anos, idade que sinaliza a possibilidade da assinatura do primeiro contrato. Com o certificado, também está garantido ao Clube Formador a prioridade dos direitos de um jogador criado na própria base, mesmo que algum outro clube tente a contratação do atleta, evitando o assédio de outras agremiações para contratar jogadores de sua base.

Esta certificação, entregue apenas aos clubes que comprovadamente são especialistas em formação de jogadores e que foi enviada oficialmente pela CBF, é fruto de um trabalho árduo, realizado nos bastidores, pela diretoria do América e pelo apoio da Federação Pernambucana de Futebol. Durante meses, foram recolhidos documentos e comprovações de que o América garante todos os requisitos para a aquisição deste certificado. De acordo com o Evandro Barros de Carvalho, este é um momento histórico, que vem ao encontro de um ano marcante na vida do América, que chega aos seus 100 anos de fundado: “por tudo o que o América fez para o futebol pernambucano, corremos atrás desta vitória e conseguimos", ressalta o presidente da FPF-PE.

Entrega do certificado de clube formador ao América | Foto: Jefferson Maeicl

0 comentários:

Postar um comentário