terça-feira, 24 de junho de 2014

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 2x0 Íbis em setembro de 1974

Folha do Diário de Pernambuco de 12 de setembro de 1974
relatando os jogos da rodada
Em 1974 nasciam a atriz norte-americana Amy Adams (atriz em filmes como “Segundas Intenções 2” de 2000 e “O Homem De Aço” de 2013), o ex-jogador Caíco (campeão da Copa do Brasil em 1992 com o Internacional/RS e do Mundial sub-20 em 1993 com a Seleção Brasileira), o músico Alexandre Carlo (vocalista e guitarrista da banda de reggae Natiruts), o ator brasileiro Bruce Gomlevsky (ator no filme “Chico Xavier” de 2010 e na série “A Grande Família” de 2009), o ex-goleiro argentino Cavallero (campeão da Supercopa Libertadores de 1996 com o Velez Sarsfield), o ex-jogador Fernando Diniz (campeão paulista de 1997 com o Corinthians (como jogador) e da Copa Paulista de 2010 com o Paulista de Jundiaí (como treinador)), o ex-jogador Flávio Conceição (campeão brasileiro de 1994 com o Palmeiras e da UEFA Champions League de 2002 com o Real Madrid), o ex-zagueiro Erlon (campeão pernambucano com Sport em 1996), o ex-goleiro Isaías (campeão pernambucano com o Santa Cruz em 1995) e o ex-jogador Geraldo (com passagem pelo Náutico em 2008). Faleciam neste ano Ana Kucinski (ativa lutadora contra a ditadura militar), o coronel Chico Heráclio (latifundiário e ícone do coronelismo da cidade de Limoeiro/PE entre as décadas de 1920 e 1960), a atriz Rachel Martins (atriz de filmes como “A Difícil Vida Fácil” de 1972 e “Crime no Sacopã” de 1963 e nas novelas “O Céu É De Todos” de 1963 e “A Pequena Órfã” de 1968) e o ex-jogador austríaco Franz Wagner (defendeu a seleção da Áustria na Copa de 1934 e a Alemanha na Copa de 1938). Na música, haviam destaques como “O Portão” de Roberto Carlos e “João de Barro” de Sérgio Reis.

A décima primeira rodada do campeonato pernambucano de 1974 começou com a vitória do Sport sobre a Desportiva Pitu e com o empate entre Ferroviário do Recife e Central e teria continuação naquela quinta-feira, dia 12 de setembro de 1974 com as partidas Náutico x Santo amaro e América x Íbis, que ocorreriam em sequencia no Estádio dos Aflitos. O América dividia a quarta colocação com o Ferroviário do Recife, ambos com oito pontos ganhos, enquanto que o Íbis era o vice-lanterna com apenas três pontos ganhos, três a mais do que o Santo Amaro.

Nota do Diário de Pernambuco destacando a possível entrada de Ronaldo
Astrogildo Néri, treinador do América, vinha animado com o bom resultado que o time obteve contra o Central na rodada passada e acreditava numa boa vitória conta o “Pássaro Preto” assim como havia ocorrido no primeiro turno. A ideia era escalar o meia Ronaldo, que vinha de contusão, e que era peça de suma importância no esquema tático de Astrogildo Néri. Tudo indicava que deveria entrar Nilo na defesa em lugar de Antonino, que não vinha tendo boa produtividade, além da entrada de Vítor na lateral direita no lugar de Teco. Por outro lado, segundo a crônica esportiva local, o Íbis, do treinador Cidinho, fazia uma campanha já esperada por todos, tendo três pontos na competição e que até aquele momento só havia ganho do Santo Amaro. Era uma equipe que jogava na base da força, mas que dependendo do vacilo, poderia complicar os alviverdes naquela noite de quinta-feira nos Aflitos.

Ilustração de América x Íbis no Estádio dos Aflitos pelo campeonato
pernambucano de 1974
Com a arbitragem de Inácio Gonçalves, auxiliado por Manuel Amaro e Armindo Tavares, a bola rolou no tapete verde do Estádio Eládio de Barros Carvalho para América x Íbis. A equipe rubro-negra suburbana na base da força e na tentativa de superação durante todo o primeiro tempo conseguiu suportar a pressão esmeraldina imposta, fruto principalmente das boas jogadas armadas por Elói e Evandro, que até o momento eram peças de destaque. Tendo realizados boas defesas, o goleiro Pedrinho do Íbis conseguiu segurar o 0x0 no primeiro tempo, o dava uma esperança para o futuro clube de Mauro Shampoo para a segunda etapa. No segundo tempo, o melhor preparo físico dos jogadores americanos rendeu resultado e logo nos primeiros minutos de jogo, o “Mequinha” abriu o placar com um chute forte de Geraldo, indefensável para o goleiro Pedrinho. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 1X0 ÍBIS e festejava a torcida verde e branca nas arquibancadas. Com o relógio caminhando para a metade do 2° tempo, o treinador do América resolve fazer duas alterações, que foram as entradas de Ronaldo e Batoré nos lugares de Paulo Roberto e Geraldo.

Diário de Pernambuco destacando a vitória do América contra o Íbis
Com Ronaldo no jogo as jogadas de perigo contra o gol defendido pelo goleiro ibiense foram mais frequentes e o treinador Cidinho para tentar impedir estas jogadas, optou pelas entradas de Misa e Adauto nos lugares de Ademilson e Fernando respectivamente. Já perto do final da partida veio o golpe fatal em cima do pior time do mundo. Numa grande jogada armada por Ronaldo, a bola foi cruzada para dentro da pequena área e sem querer, o zagueiro Normando do Íbis tocou contra seu próprio gol. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 2X0 ÍBIS e assim terminou mais uma grande vitória do América pelo campeonato pernambucano. No jogo de fundo, o Náutico venceu o Santo Amaro por 5x0. As equipes de América 2x0 Íbis estavam em campo escaladas da seguinte forma:





AMÉRICA:
Carlos;
Victor, Birunga, Antonino e Jaminho;
Otávio Souto e Paulo Roberto;
Valdir, Evandro, Geraldo e Elói.

ÍBIS:
Pedrinho;
Cláudio, Roberto, Normando e Aldo;
Nilton e Carlos Couto;
Fabi, Eduardo, Ademilson e Fernando.



0 comentários:

Postar um comentário