segunda-feira, 16 de junho de 2014

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 5x0 Sete de Setembro em julho de 1989

Folha esportiva do Jornal do Commercio de 8 de julho
de 1989 destacando América x Sete de Setembro
Em 1989 nasciam a nadadora britânica Rebecca Adlington (medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008), o jogador maranhense Ananias (campeão da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano com o Sport, ambos em 2014), o jogador Anderson Lessa (campeão pernambucano Sub-20 com o Náutico em 2008), o jogador espanhol Cézar Azpilicueta (campeão da Liga Europa de 2013 com o Chelsea), o jogador Cassiano (campeão gaúcho com o Internacional e atualmente defende o Santa Cruz-PE), o jogador de basquete congolês Christian Eyenga (jogador do Cleveland Cavaliers dos EUA) e o jogador Elkeson (revelação do Vitória/BA e atualmente no futebol chinês). Faleciam em 1989 o jogador belga Paul Henry (defendeu a Seleção da Bélgica na Copa de 1938), o ex-treinador Osvaldo Brandão (campeão brasileiro de 1960, 1972 e 1973 com o Palmeiras e do Torneio Bicentenário dos EUA em 1976 com a Seleção Brasileira), o ator norte-americano Guy Williams (ator de filmes como “A Espada de Damasco” de 1953 e “Capitão Simbad” de 1963), a atriz Yara Amaral (atriz na novela “Cambalacho” de 1986 e do filme “Parada 88, o Limite de Alerta” de 1977), o ator norte-americano Lee Van Cleef (ator nos filmes “A Roda da Vingança” de 1953 e “O Machado Sangrento” de 1954) e o jogador Manuel Rosas (defendeu a Seleção do México na Copa de 1930).


Destaque do Jornal do Commercio sobre a situação das equipes
A décima segunda rodada do segundo turno do campeonato pernambucano de 1989 aconteceu em um sábado, dia 8 de julho e foi movimentada com o acontecimento de quatro partidas que foram o duelo entre Náutico e Central nos Aflitos, o confronto Paulistano e Santa Cruz na Ilha do Retiro, Estudantes e Sport que se enfrentariam em Timbaúba e por fim, o jogo mais importante, pelo menos para as memórias esmeraldinas, que foi o embate entre América e Sete de Setembro de Garanhuns no Estádio da Ilha do Retiro em Recife. Faltando três rodadas para o término do turno, América (com sete pontos) e Sete de Setembro (com cinco pontos) viriam a campo para tentar não ser relegado ao grupo secundário para o campeonato de 1990, destino da equipe que fosse a última colocada, posto este que no momento era dedicado ao Paulistano, que possuía apenas três pontos. Uma vitória esmeraldina na preliminar associada a um tropeço do Paulistano contra o Santa Cruz no jogo de fundo na rodada dupla na Ilha do retiro, era a receita americana para se garantir no bloco dos grandes clubes do campeonato do ano sucessor. Toda a rodada foi realizada no sábado, pois, no domingo o Recife seria palco de jogo válido pela Copa América e o Estádio do Arruda receberia a partida Colômbia x Peru com o craque colombiano Valderrama em campo.

Valdir Santos, treinador do América, lamentava muito o fato de não poder contar com jogadores importantes como o lateral Luciano e o meia Marcelo, que foram expulsos no clássico contra o Clube Náutico Capibaribe na rodada anterior e decidiu que em seus lugares deveriam aparecer os atletas Luis Pereira e Mica para tentar dar conta do recado. Os problemas do lado adversário eram parecidos, pois o treinador do Sete de Setembro, Ivanildo Spíndola, não poderia contar com os atletas Adelson e Luciano, que haviam sido expulsos na derrota por 2x0 contra o Central de Caruaru, dentro do Estádio Gigante do Agreste em Garanhuns na rodada anterior e com isso, a montagem do time titular para a partida contra o “periquito” de Casa Amarela ainda era uma incógnita no dia anterior à partida, muito devido a pequena quantidade de jogadores disponíveis no banco de reservas. O treinador do “Lobo-Guará” de Garanhuns tinha como meta escolher bem os atletas substitutos, para dar à equipe uma melhor desenvoltura.

Ilustração de América x Sete de Setembro de Garanhuns em 1989 no Estádio
da Ilha do Retiro em Recife pelo campeonato pernambucano
A partida começou às 15:15h e teve a arbitragem de Francisco Domingos, sendo auxiliado nas laterais por Alírio Ferreira e Elias Damásio. O time recifense tratou logo no início do jogo mostrar quem era quem mandava e Roberto Potiguar inaugurava o placar na Ilha do Retiro. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 1X0 SETE DE SETEMBRO. Impulsionado pela presença de grande número de torcedores, o América seguiu em cima da equipe garanhuense e não demorou para que o placar sofresse alteração. Numa grande jogada de Nado em meados dos 20 minutos do primeiro tempo, o América marcaria o segundo tento e dava mais tranquilidade ao seu torcedor. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 2X0 SETE DE SETEMBRO. 

Folha esportiva do JC do dia 9 de julho de 1989
destacando todos os resultados da rodada
A partida caiu de produção e poucos lances de gol surgiram à medida que o 1° tempo chegava ao seu final, todavia, a torcida esmeraldina ainda festejaria com um belo gol de Roberto Potiguar que deixava mais um, no final do primeiro tempo. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 3X0 SETE DE SETEMBRO e assim as duas equipes iam para o intervalo. No “Mequinha” duas alterações seriam feitas, que eram as entradas de Eduardo no lugar de Wilson no meio campo e a entrada de Washington no lugar de Nado no setor de ataque, enquanto que do lado da equipe da “Cidade das Flores” entrariam Carranca no lugar de Zé Carlos na defesa e Muller no lugar de Índio no setor ofensivo. Vem então o segundo tempo e o ritmo do América continuou e logo no começo numa grande jogada de Helinho, o América chegaria ao seu quarto gol, para a comemoração da torcida. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 4X0 SETE DE SETEMBRO. Após este gol o América recuou e chamou o adversário para o jogo, mas a desmotivação dos “setembrinos” era grande e não chegaram a preocupar demais o goleiro Roberto do América. As coisas pioraram para o lado do Sete de Setembro depois da expulsão do goleiro Carijó, o que fez o treinador Ivanildo Spíndola  colocar as mãos à cabeça devido a tamanha preocupação para o jogo seguinte. Roberto Potiguar, que não tinha nada haver com isso, aproveitou novo descuido da defesa adversária para, quase no fim do jogo, fazer seu terceiro gol na partida e o quinto dos americanos. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 5X0 SETE DE SETEMBRO e desta forma terminou mais uma grande vitória do campeão do centenário. Nos outros jogos o Náutico ficou no 0x0 contra o Central, o Santa Cruz venceu o Paulistano por 2x1 e o Sport bateu o Estudantes por 2x0. As escalações das equipes foram as seguintes:





AMÉRICA:
Roberto;
Mário, Luís Pereira, Alfredo Santos e Almir;
Lira, Mica e Wilson;
Nado, Roberto Potiguar e Helinho.


SETE DE SETEMBRO:
Carijó;
Zé Carlos, Edmilson, Gena e Milton;
San, Val e Gonga;
Índio, Didi e Mimi.


0 comentários:

Postar um comentário