segunda-feira, 4 de agosto de 2014

A bela campanha nacional do América no Handebol Masculino




Há décadas o América não disputava uma competição de porte nacional, seja em que modalidade for. Antes acostumado a desfilar seu potencial não apenas no futebol, mas também no desporto amador, como o ciclismo e o salonimso, estas participações acabaram se extinguindo no Alviverde da Estrada do Arraial ao longo dos anos. A última talvez tenha sido o Campeonato Brasileiro da Série B em 1991, quando esta era a última divisão do certame futebolístico. De lá pra cá, um provável hiato de 23 anos. Neste ano, o clube da Estrada do Arraial vem buscando forças e parceiros para resgatar esta tragetória que ficou escondida no passado.

Durante os dias 29 de julho a 03 de Agosto, o América voltou a disputar uma certame de chancela nacional através do Handebol. Pelo Campeonato Brasileiro Adulto Masculino desta modalidade, o América foi até o municipio de Afogados da Ingazeira ser um dos representantes de Pernambuco na competição, ao lado do Clube Português, que já conta com quatro títulos nacionais de Handebol Masculino e era uma das favoritas ao título, ao lado do Caçador-SC, até então, a campeã da última edição do nacional.

Logo na estréia, vitória esmeraldina, diante da equipe do Colégio Sucesso-PA pelo placar de 14 x 12. A primeira derrota viria diante do Clube Português no dia seguinte, que junto com seu favoritismo, venceu os alviverdes por 28x15, mas nada que abalasse o sonho de classificação da equipe do técnico Felipe Rego Barros. O acesso para a semifinal histórico veio de um WO diante do Palmas-TO, fazendo os Periquitos enfrentarem a forte equipe do Caçador-SC, que acabou cumprindo o seu favoritismo bateu os América pelo placar de 26 a 18.




Se a garantia de participar da semifinal de um campeonato brasileiro já era um grande feito, a conquista do terceiro lugar no Handebol ganhou ainda mais valor, com o América vencendo os mineiros do Liespe no placar de 30 a 24, fechando uma campanha de três vitórias e duas derrotas. Na decisão, o título ficou com outro pernambucano, com o Clube Português faturando seu quinto título nacional e que foi um dos parceiros do América nesta campanha.



0 comentários:

Postar um comentário