segunda-feira, 11 de agosto de 2014

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 5x1 Santo Amaro em fevereiro de 1972

Diário de Pernambuco de 23 de fevereiro de 1972 sobre a
rodada dupla América x Santo Amaro e Ferroviário x Íbis
Nasciam neste ano o ator Selton Melo (ator na novela “Braço de Ferro” de 1983 e no filme “A Mulher Invisível” de 2009), o ator Eriberto Leão (ator na novela “Serras Azuis” de 1998 e no filme “De Pernas Pro Ar 2” de 2012), o músico Mike Dirnt (baixista da banda de rock Green Day), o goleiro tcheco Jaromir Blazec (campeão tcheco de 2007 com o Sparta Praga), o ex-jogador francês Zinedine Zidane (campeão mundial de clubes em 2002 com o Real Madrid e da Copa de 1998 com a França), o ex-jogador português Luis Figo (campeão espanhol de 1999 com o Barcelona), o ex-zagueiro Lima (campeão pernambucano de 1994 com o Sport), o ex-meiocampista Serginho (campeão pernambucano com o Santa Cruz em 1993) e o ex-atacante Stênio (campeão pernambucano com o Náutico em 2001). Vinha a óbito o cineasta norte-americano Sidney Lanfield (diretor de filmes como “O Invisível Trovador” de 1937 e “O Caradura” de 1943), o escritor baiano Eugênio Gomes (autor de livros como “O Enigma de Capitu” de 1968 e “A Neve e o Girassol” de 1967), o escritor japonês Yasunari Kawabata (autor de livros como “A Dançarina de Izu” de 1926 e “O País das Neves” de 1937 e vencedor do prêmio Nobel de literatura de 1968) e o ex-jogador uruguaio Angel Romano (campeão olímpico de 1924 com a Seleção Uruguaia de Futebol). Neste ano, os discos de vinil giravam com “Dança da Solidão” com Paulinho da Viola, “A Montanha” com Roberto Carlos, “Águas de Março” com Tom Jobim, “Vou Tirar Você Desse Lugar” com Odair José, “Pérola Negra” com Luis Melodia e “Alô Fevereiro” com Dóris Monteiro.

Em 23 de fevereiro de 1972 ocorreu a sexta rodada do primeiro turno do campeonato pernambucano de futebol. O América entraria em campo para enfrentar o Santo Amaro, os alvirrubros suburbanos, no Estádio dos Aflitos para tentar a sua segunda vitória no certame. Os alviverdes de Casa Amarela apareciam na sexta colocação com 3 pontos e vinham de uma grande vitória contra o Íbis por 4x1, enquanto que, o Santo Amaro figurava na sétima colocação com apenas 1 ponto ganho e vinha de derrota por 3x1 frente ao Ferroviário do Recife, a sensação do campeonato devido as vitórias conquistadas em cima de Náutico e Sport. Na noite do dia anterior, o Santo Amaro do treinador Pêu, realizou um forte treinamento no campo da Escola de Aprendizes Marinheiros em Olinda na intenção de aprimorar suas virtudes e corrigir erros para evitar nova derrota. Já o “Mequinha” havia feito na manhã do dia 22 uma preleção entre jogadores, comissão técnica e diretoria na sede do clube na Estrada do Arraial, com a presença do então presidente do América, o Sr. Fernando Guerra e do treinador Caiçara. Após o treino no Campo do Arte, a dúvida ainda persistia, pois, devido à expulsão goleiro Naércio no jogo contra o Íbis, a única opção para o gol era Carlos e a presença do goleiro João Adolfo, contratado as pressas, no banco de reservas era algo que dependia da liberação por parte da Confederação Brasileira de Desportos.

Ás 17:15h o árbitro Erílson Gouveia, auxiliado nas laterais por Geraldo Alves e Francisco de Assis Furtado, deu autorização para o início da partida. A primeira grande jogada do jogo foi do América, que armou um belo ataque que começou nos pés de Paulinho, tocando a bola para o atacante Everaldo, mas, após o chute, a bola foi defendida pelo goleiro Corinto. O Santo Amaro, do presidente Alcides Teixeira, atacou aos 30 minutos, numa jogada começada com o meia Ajalmar, lançando a bola na frente para o atacante Aurino, que chutou forte, porém, para fora. O jogo seguia morno e as equipes valorizavam muito a posse de bola no meio campo, torando escassas outras jogadas de perigo ao gol adversário. Sem maiores lances, o primeiro tempo chegou ao fim sem alterações no placar.

Ilustração de América x Santo Amaro no Estádio dos Aflitos pelo
campeonato pernambucano de 1972
No intervalo, o treinador Caiçara do América optou pela entrada de Bosco no lugar de Antônio Carlos no setor ofensivo, enquanto que, no Santo Amaro, o treinador Pêu solicitou as saídas do lateral Ivan e do meia Ajalmar e as entradas de Zeca e Zuzinha em seus respectivos lugares. O “Verdão” voltou bem melhor para a etapa final, tanto que, logo aos 5 minutos Edson cruzou a bola para os pés de Bosco (que acabara de entrar) e este chutou indefensável contra o goleiro Corinto. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 1X0 SANTO AMARO. Os alvirrubros começavam a não se entender em campo e se aproveitando da situação de desmantelo do oponente, o América se lançou para cima e com 10 minutos de bola rolando, foi a vez de Brito tocar para Everaldo vencer o goleiro santamarino. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 2X0 SANTO AMARO. O clube de Alcides Teixeira, ainda conhecido pelos mais antigos pelo seu nome antigo de “Vovozinhas”, fechou-se na defesa para evitar que um placar elástico fosse registrado. Apesar do esforço dos zagueiros Beto e Djair, o América ampliou a vantagem depois do passe de Pedrinho para Bosco que soltou o torpedo para balançar as redes. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 3X0 SANTO AMARO e o segundo gol de Bosco na peleja. O time rubro quis mostrar que não estava morto em campo e aos 30 minutos foi a vez de Lourinho tocar para Aílton, batendo na saída do goleiro Carlos, diminuindo a contagem no Estádio dos Aflitos. AMÉRICA 3X1 SANTO AMARO.

Destaque do Diário de Pernambuco de 24/02/1972 sobre vitória do América
Apenas cinco minutos mais tarde em uma grande jogada armada pelo lateral Teco a bola sobrou na grande área nos pés do atacante Everaldo, que fez Corinto mais uma vez, buscar a bola no fundo do barbante. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 4X1 SANTO AMARO e festa nos Aflitos. Aos 40 minutos a defesa alvirrubra bateu cabeça e viu o meio-campista Batista acertar um forte chute no canto do gol para aumentar a vantagem dos esmeraldinos. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 5X1 SANTO AMARO e desta forma terminou mais uma página de sucesso na história americana. Na preliminar (categoria de juniores), o América venceu o mesmo adversário pelo placar de 3x1 e mais três jogos encerraram a rodada, que foram a vitória do Ferroviário por 3x0 contra o Íbis e os empates entre Central e Sport por 0x0 e do Náutico contra o Santa Cruz por 1x1. As equipes do América e do Santo Amaro estiveram assim escaladas:

AMÉRICA
Carlos; 
Fernando, Ugiéte, Brito e Teco;
 Batista e Paulinho; 
Pedrinho, Edson, Everaldo e Antônio Carlos.
SANTO AMARO
Corinto;
Ivan, Beto, Djair e Edmílson; 
Neco e Ajalmar; 
Lourinho, Jairo, Aílton e Aurino.


0 comentários:

Postar um comentário