sexta-feira, 7 de novembro de 2014

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: América 2x1 Esporte Caruaru em julho de 1977

Nasceram a atriz norte-americana Danielle Harris (atriz em filmes como “Halloween – O Início” de 2007 e “Lenda Urbana” de 1998), o ator britânico Orlando Bloom (ator em filmes como “Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra” de 2003 e “O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos” de 2014), o jogador Jeovânio (campeão pernambucano com o Santa Cruz em 2011 e que defendeu o América/PE na Série A-2 de 2013), o jogador Gianluca Zambrotta (campeão da Copa de 2006 com a Seleção Italiana) e o jogador francês Mikael Silvestre (campeão mundial de clubes com o Manchester United/ING em 1999). Faleceram o ator britânico Peter Finch (ator em filmes como “No Caminho dos Elefantes” de 1954 e “Uma Cruz À Beira do Abismo” de 1959), a atriz Joan Crawford (atriz nos filmes “O Andarilho” de 1926 e “Grande Hotel” de 1932) e o cantor Elvis Presley (conhecido por musicas como “Love Me Tender” de 1956 e “Loving You” de 1957). Alguns sucessos musicais foram “Carro de Boi” com Milton Nascimento, “Baião de Dois” com Luiz Gonzaga, “Espelho Cristalino” com Alceu Valença e “Você Pode me Perder” com Paulo Sérgio.

Diário de Pernambuco de 6 de julho de 1977.
A sexta rodada do segundo turno do campeonato pernambucano de 1977 foi aberta numa quarta-feira, dia 6 de julho de 1977 com a partida entre América e Esporte Caruaru no Estádio Pedro Victor de Albuquerque (atual Luis Lacerda) em Caruaru, marcando o início dos jogos de volta do turno. Os alviverdes, que vinham de vitória em cima do mesmo Esporte Caruaru no Estádio dos Aflitos por 1x0 quatro dias antes, ocupavam a quinta e penúltima colocação com apenas dois pontos ganhos, enquanto que, os caruaruenses, que haviam amargado derrota para o América na rodada anterior, figuravam na última colocação com apenas um ponto ganho. O América, do treinador Leonildo Vilanova, na tarde de terça-feira realizou um treino envolvendo todos os atletas no Campo do União no bairro da Macaxeira e teria todos eles a sua disposição para o confronto do dia seguinte, enquanto que, no lado rubro-negro, do treinador Paulo Leal, a frustração seria a não possível escalação do meio-campista Diva, devido a fortes dores no tornozelo.


Nota do Diário de Pernambuco de 6 de julho de 1977.
Um pouco mais cedo, os aspirantes do América bateram os aspirantes do Esporte Caruaru por 3x1 sob a arbitragem de Ernande Carneiro, auxiliado por José Gomes da Silva e Achiles Sales nas laterais. Tendo Dirceu Arruda como árbitro e a dupla Ozéas Gomes e Luis Gonçalves como bandeirinhas, a bola rolou no tapete verde do Estádio Pedro Victor de Albuquerque às 21h e foram os visitantes que primeiro se lançaram ao ataque por intermédio do meia Mozart, que avançou em velocidade e tocou a bola para o atacante Valdir e este, após se livrar da marcação de Chaparral, mandou a pelota por cima das traves de Idalécio aos 2 minutos. O América começou melhor na partida e aos 12 minutos o lateral Neco cruzou a bola na grande área para o atleta Roberval, que a dominou e mandou um torpedo no canto para abrir o marcador em Caruaru. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 1X0 ESPORTE CARUARU.

O rubro-negro da capital do agreste resolveu acordar na partida e aos 23 minutos, o meia Firmino deu grande passe de bola para o atacante Admilton, que driblou o zagueiro Nilo e chutou colocado, porém, o goleiro alviverde Adeildo pulou com categoria no canto esquerdo e evitou o gol de empate do adversário. Marcos Costa do América aos 32 minutos ganhou a disputa de bola no meio campo para o meia João Luis do Esporte Caruaru e disparou até tocar o balão de couro para o atacante Roberval, que se livrou da marcação de Carlos e chutou para uma boa defesa do arqueiro Idalécio. Aos 39 minutos, o clube caruaruense teve uma ótima chance de empatar, quando o atleta Birino lançou a bola para o atacante Paulo e ele soltou a bomba por cima do gol de Adeildo, para alívio momentâneo dos esmeraldinos, isto por que, quatro minutos depois, o Esporte Caruaru teve nova chance de deixar tudo igual no placar, quando o lateral Fonseca cruzou bola vinda da direita nos pés de Vavá, que se desvencilhou da marcação de Alexandre e chutou no canto, para mais uma grande defesa do guarda-meta Adeildo do clube recifense.

Diário de Pernambuco de 7 de julho de 1977.
Para o segundo tempo, o América do Recife voltou com o atleta Amílton no posto do meio-campista Cordeiro, enquanto que, no clube de Caruaru se observou as entradas de Beto no lugar do atacante Paulo e de Hélio Lima no lugar do também atacante Admilton. As mudanças fizeram com que o Esporte Caruaru fosse para cima dos americanos aos 5 minutos com o jogador Firmino levantando a bola para o atleta Beto, que chutou firme vencendo o goleiro Adeildo, mas, Alexandre afastou o perigo. Os garotos da Estrada do Arraial aproveitaram os avanços do Esporte para jogar no contrataque e aos 11 minutos o meia Mozart disparou em velocidade no meio da defensiva caruaruense e tocou a bola para o companheiro Robertinho, que livre de marcação não teve dificuldades para ampliar a vantagem no placar. É GOL DO AMÉRICA! AMÉRICA 2X0 ESPORTE CARUARU e comemoração recifense no Pedro Victor de Albuquerque. O terceiro gol esmeraldino quase surgiu aos 22 minutos por meio da grande jogada do atleta Amílton, que ganhou na velocidade do rubro-negro Fonseca e tocou a bola para Valdir e este chutou por cima do gol de Idalécio. A torcida caruaruense recobrou as esperanças de um bom resultado aos 29 minutos, quando o atleta Nado do Esporte Caruaru entregou a pelota para o jogador João Luis, que disparou em direção a meta e vendo Vavá corendo pela esquerda em melhores condições de finalizar, lhe deu passe de bola e ele não desperdiçou. AMÉRICA 2X1 ESPORTE CARUARU.


Nota do Diário de Pernambuco de 7 de julho de 1977.
Os caruaruenses chegaram perto de empatar a partida aos 31 minutos, quando o atleta Chaparral entregou a bola para o atacante Hélio Lima, que de fora da área soltou o míssil e Adeildo mandou para fora com as pontas dos dedos, evitando o empate do adversário. A última boa chance de gol da partida ocorreu aos 42 minutos por meio da grande jogada criada pelo atleta Marcos Costa, que se livrou da marcação de Nado e bateu no canto baixo para uma defesa magistral do arqueiro Idalécio. O América venceu o Esporte Caruaru por 2x1 fora de casa sob os olhares de um público de 254 torcedores, que proporcionaram uma renda de 2.789 cruzeiros naquela noite de quarta-feira em Caruaru.

AMÉRICA
Adeildo; 
Vassil, Nilo, Alexandre e Neco; 
Marcos Costa, Cordeiro e Mozart; 
Roberval, Robertinho e Valdir.

ESPORTE CARUARU
Idalécio; 
Fonseca, Nado, Carlos e Chaparral; 
João Luis, Birino e Firmino; 
Paulo, Vavá e Admilton.


0 comentários:

Postar um comentário