quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

O CRESCIMENTO, AS ESPECTATIVAS, A PREOCUPAÇÃO.


 Desde que o Blog surgiu em 2007, sonhavamos e almeijavamos um América melhor figurando entre os grandes novamente ou pelos menos figurando entre os intermediáros, mas mantendo a sua tradição.
Digamos que entre 100% de mudanças, 45% nós já caminhamos. Mas é necessário sempre muita atenção para não regredirmos ou ficarmos estagnados.
Em 2007, o América encontrava-se licenciado da FPF pra a Série A2 naquele ano, voltando a dispulta-la em 2008. Em 2008 batemos na trave contra a Cabense quando mandavamos os jogos em Timbaúba. Em 2009 com uma fraca campanha, não passamos da primeira fase em jogando em Vicência. Em 2010 veio a redenção. Não bastou a volta do América a jogar na Região Metropolitana do Recife (cidade do Paulista), como de quebra e de forma emocionante, voltamos á Elite do Futebol Pernambucano após 15 anos.


Á partir de 2010 tudo mudou. Os olhos da imprensa esportiva pernambucana e do grande público apaixonado por futebol, voltaram seus olhos para o Mequinha e na surpresa agradável que trouxe o tradicional Periquito ao seu lugar de origem. De lá pra cá, o Estádio Ademir Cunha se tornou a casa do América, onde lá travou-se jogos emocionantes. 


O mais bem lembrado deles, o de 4x2 sobre o rival Náutico, na heroica campanha da permanência em 2011 onde o time já era dito como rebaixado por toda a imprensa pernambucana.


Em 2012 com um orçamento melhor, e com direito á manchete nacional com a Larissa Rquelme apresentando os novos uniforme de jogo daquele ano, infelizmente o time “não deu liga” nas suas contratações, e o time amargou um rebaixamento, voltando para a Série A2 do Estadual.


Em 2013 com um bela campanha, carimbou o acesso em casa vencendo o Olinda pelo placar de 2x0, e a festa tomou conta do Estádio Ademir Cunha em Paulista. O título da A2 por pouco não veio, e perdemos para o Vitória nos penaltis.







Se fizermos uma análise de forma fria, vemos um contante avanço no América com o passar dos anos. De um clube quase esquecido por todos, onde algumas uns gatos pingados na internet mantinha o nome do América sendo divulgado nas redes sociais, hoje vemos um América de fato como um clube esportivo, tendo não só o futebol profissional masculino, como também o futebol feminino,  basquete masculino e feminino, o Fut7 masculino e handebol masculino. E ainda temos as nossas divisões de base e o futebol master.  Claro que o sucesso disso também é graças á desportistas que acreditam e valorizam a marca AMÉRICA FUTEBOL CLUBE, e claros á nós torcedores que mantém viva a chama do Clube da Estrada do Arraial.
Felizmente no ano de seu Centenário, 2014, o América conseguiu se manter na Elite do Estado, fazendo uma campanha modesta, pois o time mesmo com melhores condições financeiras, o time mais uma vez “não deu liga”, mas foi o suficiente para nossas pretensões. Infelizmente de negativo temos o impasse do Ademir Cunha, que graças a sua Prefeitura, cuida do estádio com bastante descaso e frusta o povo de Paulista que acostumou-se com o América e criaram um espaço no coração de cada cidadão da cidade do Paulista em pról do Mequinha.
O ano de 2015 já começa para nós em 2014, assim foi ano passado graças ao regulamento da FPF. E mais uma vez começamos a competição jogando nos Aflitos.  A expectativa e a esperança de ver nosso clube de volta em uma competição nacional sempre se renova, mas devemos manter os pés no chão.
O time é formado por jovens valores, muitos deles na boa campanha do Pernambucano Sub-20 desse ano, em que caímos nas semi-finais para o Náutico nos penaltis.
Todo o apoio e paciência é necessário para a garotada que mesclado com alguns jogadores experientes e com identificação com a Camisa Esmeraldina, tenho certeza que mostrará um bom trabalho.  Devemos ficar atentos para absolutamente nada nos atrapalhe nesse campeonato, pois nosso futuro será decidido nele. E nós torcedores, compramos essa briga.

Nosso medo é um fantasma de rebaixamento mais uma vez nos assombrando, ou bater na trave em uma vaga para a Série D. Mesmo com nossas limitações, nossa tradição obriga SEMPRE a brigarmos pela Série D.
Podemos esperar qualquer coisa do América esse ano, mas que os deuses do futebol sejam generosos conosco nos dando esse final de 2014 e todo o ano de 2015 repleto de alegrias e sucesso em todas as modalidades, mas é claro em especial ao nosso futebol profissional.

Não se pode vacilar, e começar a competição com o pé direito é bastante importante para dar tranquilidade e confiança no trabalho é desenvolvido.  Mas que os deuses do futebol sejam generosos conosco , e nos conceda um excelente final de 2014 e um 2015 repleto de conquistas de glórias e feitos para todas as modalidades, mas em especial é claro, o futebol profissional masculino.


0 comentários:

Postar um comentário