sábado, 17 de janeiro de 2015

Coluna Sérgio Serpa : Diretor ...!


Resolvi criar esta coluna para registrar histórias e estórias sobre o América !!! A primeira história vai ser uma homenagem aos diretores do América, vai começar a Coluna Sérgio Serpa!!

A primeira história não tem nada a ver com os meus amigos diretores, nem com o grande Serpa, o nome é um pouco inusitado, vamos ao Diretor Mijão!!!
O América passou, durante alguns anos, por diferentes cidades, sempre em busca de um estádio para jogar e o apoio de uma Prefeitura. Goiana, Bonito, Timbaúba, Vicência....foram cidades que abriram suas portas para o time alviverde do Recife.
O ano era 2006 e o América foi mandar seus jogos em Goiana, no estádio Agamenon Magalhães, sendo bem recebido na cidade, seja pela população, já que o estádio recebia um bom público, ou pela municipalidade!
Esta história tem Goiana como pano de fundo, porém, ela trata da convivência entre diretores e jogadores. Uma relação que vai do céu ao inferno rapidinho, quando o time está vencendo e o salário esta em dia, tudo é maravilha! Mas, quando uma coisa dá errada! É confusão!
No período das vacas magras, o salário atrasava um pouco, um pouquinho... Mas sempre havia promessas de bicho gordo, de regularização do salário e as cobranças!! Sei que em determinado jogo, um jogador dá entrevista na rádio e reclama do atraso de salários, do excesso de promessas e no final diz que no América só tem diretor cagão!!!
Rapaz, a confusão foi grande! Um diretor do time vai ao vestiário, cobra satisfação e exige respeito dos jogadores! Ninguém lembra se o homem era militar, secretário do município ou comerciante de Goiana, só lembram que o silêncio foi total!
Quando a situação parecia se acalmar surge o motorista do ônibus, que fazia o transporte de jogadores e dirigentes entre Recife e Goiana. O motorista pergunta a um jogador sobre o motivo da bronca e o atleta fala baixinho: "estão procurando um diretor cagão."
Em alto em bom som o motorista diz:
"- Cagão não tem não, mas, eu tô cansado de parar o ônibus para diretor mijão!".
Foi aí que se descobriu que tinha um diretor "bexiga frouxa", o homem tomava umas cervejinhas durante o jogo e na volta do time ao Recife pedia para o motorista parar na BR... ia urinar! De Goiana ao Recife irrigando os canaviais!!!



4 comentários:

  1. Boa coluna, nos diverte e nos insere nos bastidores do Mesquinha tão querido.

    ResponderExcluir
  2. Que resenha.... muito boa a ideia Tércio.
    Tércio Trindade, o homem dos causos achados.

    ResponderExcluir
  3. QUEBRAMOS O TABU DE NUNCA TER VENCIDO O YPIRANGA HOJE,E AINDA POR CIMA O REI DE PE FAZENDO GOL.
    DÁ-LHE BALA,E SE VENCERMOS O SERRA FORA,SÁBADO OS AFLITOS VIRA UM ALÇAPÃO.

    ResponderExcluir