segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Efeito borboleta

Como ações aparentemente irrelevantes têm atrapalhado o América.



O efeito borboleta é um princípio da teoria do caos, o qual propõe que uma pequena interferência em um sistema pode provocar resultados desastrosos e imprevisíveis. Pois bem, o que isso tem que ver com o América na sua atual conjuntura?

A reflexão é decorrente dos últimos acontecimentos do domingo, que parecem ser completamente desconectados mas não são. O time do América entrou em campo muito desfalcado devido a contusão de jogadores como Maycon, Douglas Silva e Kássio. E mesmo assim ainda entrou capengando, pois Márcio e Jaime nem de longe estavam 100% e jogaram no sacrifício. Um fato que tem se repetidos nos dois últimos jogos. 

De qualquer forma o time estava bem postado e não demorou para sair o primeiro gol. Aí começou o efeito borboleta imediato, Jaime sofreu um pisão que o tirou de campo ainda no primeiro tempo. Maurílio o substituiu por Yuri e passou a jogar com três zagueiros, para não ter que improvisar mais ainda. Veio o desmantelo e o bate cabeças desesperador. Para piorar, Jackson também saiu machucado e novamente Maurílio ficou com uma bomba sendo obrigado a fazer mais algumas improvisações. Resultado: time mais limitado do que já é, e perda de dois pontos muito importantes.

Mas o efeito borboleta não para por aí. Muito antes do início do campeonato uma contenda entre alguns jogadores e a diretoria acabou por afastar duas importantes revelações do América dos últimos anos que, de certo modo, fazem falta. Por outro lado, a diretoria também fica de mãos atadas, pois algumas contratações recentes não podem estrear já que a FPF só volta a regularizar atletas a partir de quinta-feira. Falta de planejamento ou vítima do descaso da Federação com seu campeonato de "filiados miúdos"? Talvez erro dos dois lados.

Temos que de alguma forma reconhecer o esforço de todos, os que estão fora e dentro de campo e que superam muitas dificuldades. Pelo menos ontem não faltou vontade e dedicação. Mas nem sempre isso é suficiente quando pequenas ações tem seus piores resultados no momentos mais indesejados.  

2 comentários:

  1. EU SEMPRE DIGO,PODEREMOS IR DO INFERNO AO CÉU COM UMA SIMPLES VITÓRIA EM VITÓRIA AMANHÃ CONTRA O VERA CRUZ.

    ResponderExcluir
  2. Se ganhamos como o Marcão falou ganharemos animo.

    ResponderExcluir