sábado, 21 de março de 2015

Fatos e reflexões sobre 2014-2015 VI



Dando continuidade à esta série que está perto de chegar ao fim, agora vamos falar sobre as dificuldades de compra de camisa pelo torcedor.

Não é nenhuma demagogia dizer que o tratamento que a Garra dá ao torcedor Alviverde é bem melhor do que o que tínhamos com o outro fornecedor, pelo menos assim o foi em 2013 e 2014. Além disso, a beleza das camisas produzidas pela Garra é um dos pontos altos da parceria inciada em 2013. A tradição Alviverde é preservada nos uniformes dando espaço a desenhos modernos, equilibrados e bonitos que valorizam e muito as cores do clube Esmeraldino.

Mas esse ano fatos aconteceram negativos que irritaram o torcedor. As camisas vistas nos primeiros jogos do time animaram o torcedor para se lançar às compras, mas demorou muito para o produto começar a ser vendido. O mesmo aconteceu no basquete, que teve até dificuldades de receber o material para treino e posteriormente para venda. Além do basquete, o FUT7 foi campeão de um torneio importante usando o jogo de uniforme emprestado de outra agremiação! Lamentável.

O problema foi sanado, mas com um certo atraso que trouxe chateação para a torcida Alviverde. E mais chateação ainda por que a camisa era vista entre alguns torcedores, jornalistas e etc, mas não estava à disposição para a venda.

Antes de publicar essa reclamação passei no quiosque da Garra no Shopping Boa Vista (na última sexta-feira 21 de março), e lá haviam camisas do centenário, camisas da temporada e camisas do basquete. Os produtos já foram praticamente vendidos e não havia disponibilidade de camisas da temporada em tamanhos que não fossem o G e o GG. A informação que obtive é que o material chegaria nos próximos dias para a reposição do estoque e venda. Nos próximos dias voltaremos a checar novamente para exigir nosso direito de compra do material.

0 comentários:

Postar um comentário