domingo, 30 de agosto de 2015

BASQUETE, TREINADORA AMERICANA NO RECIFE

UAxAM3 A equipe do UNINASSAU/AMÉRICA trás ao Recife Carol Ross, técnica de basquete com grande experiência no circuito profissional e profissional norte-americano. Ela vem ao Recife para realizar uma Clínica Internacional de Basquete nos dias 31 de agosto a 5 de setembro.


Na prática uma grande oportunidade para os estudantes de educação física, professores, técnicos de basquete em conhecer novas práticas ou dinâmicas de treinamento. O evento irá acontecer no Centro Esportivo da Faculdade Salesiano, na Boa Vista.


Informações gerais:
Data: 31 de agosto a 5 de setembro.
Local: Colégio Salesiano – Rua Dom Bosco, 551, Boa Vista, Recife/PE, CEP 50070-070
Valor:  R$ 120  e R$ 60 (estudantes)

"ESTRAÇAIADO"

Na partida deste sábado, os juniores do América impuseram uma verdadeira "lapada" no time do Jaguar, um acachapante 6 x 2. Como diria o boxeador  Luciano TODO DURO  Torres :" o Jaguar foi estraçaiado".

Alguns fatos neste jogo merecem destaques, vejamos:

1. a partida demorou a começar devido ao atraso da Ambulância e do Policiamento;
2. o estado do gramado era horrível, a chuva transformou o campo de jogo num mangue;
3. a torcida do América compareceu em grande número ( abraços aos meninos da Império e minhas saudações a pobre da mãe do Mudo);
4. O América saiu do Jefferson de Freitas mostrando que tem time para chegar longe.



Durante toda a partida o time esmeraldino apresentou um bom volume de jogo, pressionou bem o time adversário mostrando que o time verde estava lá para vencer. Acredito que o estado do gramado prejudicou muito a equipe do América, mas, os gols foram saíndo aos poucos.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, Dentinho acerta um belo chute e abre o placar para o América, Jackson fez o segundo gol aos 24 do primeiro tempo. O Jaguar marcou o seu primeiro gol, de pênalti, aos 40 do primeiro tempo. Placar do primeiro tempo: Jaguar 1 x 2 América.

Havia uma preocupação nas arquibancadas relacionada ao resultado da partida entre Atlético x Náutico, isto pode ter refletido um pouco no comportamento dos atletas, que bateram cabeça em determinados lances e chegaram a se estranhar.

 Mesmo assim Jackson fez América 3 x 1 aos 4 minutos do segundo tempo numa jogada de oportunismo. O  Jaguar conseguiu diminuir aos 11 do segundo tempo,  num lance complicado ( na jogada o atleta do Jaguar fez falta no atleta do América, só que o Juiz inverteu a falta, o Jaguar bateu rápido e diminuiu).Jaguar 2 x 3 América.

O segundo tento do Jaguar fez os jogadores do América se " ligarem" e correram atrás do resultado, Jackson acreditou em nova



jogada e fez o quarto do América, gol que mostrou aos adversário que a derrota era eminente. O placar foi complementado por gols de Dentinho e Tiago, final América 6 x 2 Jaguar.

A vitória confirmou o América na segunda colocação do grupo A, o primeiro lugar ficou com o Atlético Pernambucano, classificando-se para o quadrangular da segunda fase.O América vai participar do grupo F, juntamente com o Sport, Ypiranga e Pesqueira.

A primeira partida já tem data marcada, dia 7 de setembro as 15 horas no Olindão, o adversário será o Sport.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

DECISÃO NO SUB 20

   Teremos neste sábado a primeira partida decisiva do Campeonato Sub 20, trata-se da classificação para próxima fase. A classificação do grupo A, grupo do América segue embolada, o Náutico está em primeiro, o Atlético em segundo, o América em terceiro e o Jaguar em último.Só os dois primeiros se classificam para próxima fase.

A equipe alviverde vai visitar o estádio Jefferson de Freitas, em Jaboatão, para enfrentar a equipe do Jaguar, um jogo que tem suas complicações. A equipe local não tem mais chances de classificação, vem de resultados humilhantes, porém, venceu o Náutico neste estádio, todo cuidado é pouco.

A diferença técnica entre as duas equipes é gritante, na abertura do campeonato o América venceu por 3 x 1. Uma vitória simples classifica o Mequinha para a próxima fase portanto temos boas chances de sucesso.

Para quem gosta de história é uma oportunidade de conhecer o Jefferson de Freitas, estádio que abrigou o América nos anos 80. A partida terá seu início as 15 horas deste sábado.


ArbitroTiago Nascimento dos Santos
Arbitro Assistente 1Francisco Chaves Bezerra Junior
Arbitro Assistente 2José Daniel Torres de Araújo

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

UMA VIDA DENTRO DO AMÉRICA

Parte da história do América foi revelada este ano através do livro " América, o Campeão do Centenário" de autoria de Roberto Vieira, falo parte porque tem histórias que não deram para ser relatadas.

Histórias de um América visto por dentro, através dos dirigentes que vivenciaram o dia-a-dia do clube. Grandes Alviverdes, que lutaram para manter o clube ativo. Pessoas como Sandenelson Ferrão, Antônio Jacarandá, Humberto Barradas ou Celso Muniz. Tem ainda Roberto Zaidan, Francisco Bicalho, Sergio Serpa, Otácil ou os irmãos Moreiras.
Neste caso resolvi registrar um pouco destas experiências, de reunir mais informações sobre o Clube, com personagens que vivenciaram esta história. O primeiro nome que veio a minha mente foi o de José Amaro Moreira.

Recentemente fiz uma visita a este homem , passando uma tarde agradável e conhecendo o América através de alguém que realmente viveu o América. Zé Amaro ainda está ativo, mente aguçada, procurando sempre informações sobre o clube e preocupado com o futuro do América: " esta história não pode parar! ".

Ele esta afastado do futebol por problemas de saúde, que deixou algumas sequelas, mas, muito atuante.

A história de " Zé Amaro" começou com o pai, José Augusto Moreira, que foi sócio, conselheiro, diretor, presidente do América.....

" lembro de ter 6 anos de idade, talvez um pouco mais ou pouco menos, e estar na concentração do América, almoçando com jogador!! Meu pai vivia dentro e eu era o filho do presidente!!
Lembro quando o América concentrava em Apipucos, lá no alto, casa boa.
Ser América estava dentro de mim!! tenho irmão que é Sport, outro é Santa Cruz, eu sou América!!
Lembro de grandes times, de jogos memoráveis! de Jogadores bons mesmo..."

A conversa começou assim, ao longo da tarde foram surgindo grande passagens da história de nosso clube. A escalação do time de botão, a passagem do América por Salvador, num jogo contra o Bahia onde o " Pau cantou" mesmo!! Lembrança de Lessa!!

" Lessa foi goleiro do América, um dos melhores que vi jogar, ele teve grande passagem pelo futebol baiano, foi eternizado por Caetano Veloso em uma de suas músicas. Foi ídolo no Bahia, não deixou a briga prosperar."
Walter Lessa foi, talvez, o melhor goleiro que guardou as barras alviverdes, campeão pelo América em 1944 foi transferido para o Bahia onde se destacou.Foi homenageado por Gilberto Gil em um verso da música tradição.

"Cresci dentro do clube, quando menino brincava lá, o meu time de botão era o América, um time forte...convivi com grandes dirigentes, grandes jogadores, pessoas que viviam em torno da sede, que com o passar do tempo foram saíndo..."

Zé Amaro acompanhou a vida do clube " de dentro", a disputa pelo poder, as eleições, lembra com tristeza da licença do clube nos anos 60 e dos anos 90. A falta de oxigenação do clube ( novos dirigentes), as brigas, a ausência de títulos, a falta de recursos.. tudo isto provocou o apequenamento do América.

"Nesta fase eu fiz de tudo para ajudar, seja no futebol ou vendendo bebidas nas festas que promovemos!!"

O lado social do clube foi ativado revitalizado com o objetivo de capitalizar o clube, teve show de tudo, de artistas da terra, nomes de sucesso  e até desconhecidos. Tradicionalmente tinha o Baile das Rosas e o carnaval do América.

"Que eu lembre tem dois shows que lotaram o América, era tanta gente na Estrada do Arraial que mandei abrir os portões, o primeiro foi o show dos Pholhas e o outro de José Augusto ( na época em que estava explodindo com a música chuvas de verão)".

Ele lembra que varou noites vendendo cerveja no balcão do bar do clube.

Uma tarde é pouco tempo para ouvir as histórias de Zé Amaro.....



domingo, 23 de agosto de 2015

EMPATE

Neste sábado tivemos a realização da penúltima rodada da 1ª Fase do Campeonato Pernambucano Sub 20, em Olinda o América enfrentou o Atlético Pernambucano. A partida terminou em 0 x 0.

O jogo foi marcado pela igualdade, o time alviverde teve um bom volume de jogo, porém chegou poucas vezes ao gol adversário, inclusive,a partida teve poucas finalizações. As equipes entraram em campo como líderes do grupo, com a mesma pontuação, porém, o Atlético levava vantagem no saldo de gols.

Esta igualdade fez com que as duas equipes se respeitassem muito, esperando uma falha ou oportunidade. O América teve 3 boas jogadas de ataque porém com fraca finalização, já o Atlético chegou duas vezes, numa delas o goleiro Ruan fez excelente defesa.

Na outra partida do grupo o Náutico detonou o Jaguar por 9 x 0, resultado que eliminou a equipe de Jaboatão e leva os alvirubros a liderança do grupo A.

No próximo sábado teremos a última rodada, 3 clubes ( Náutico, Atlético e América) lutam por duas vagas para próxima fase. A equipe do Jaguar já está eliminada.

*********************************************************************************

EXTRA:

A diretoria do América confirma o retorno do Prof. Valter Mendes, vai assumir a equipe Sub 17, no final do jogo encontrei com o profissional que volta mais motivado e lutando por bons resultados.


Acompanhe a classificação atual:


1NAUTICO95302134900
2ATLÉTICO PE.85221104610
3AMERICA8522164200
4JAGUAR35104320-1701

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

ATLETA DO AMÉRICA VAI JOGAR NO CANADÁ!!


A atleta Bianca Cavalcanti, meia-atacante que defendeu as cores do América na última temporada, recebeu convite para atuar em clube do Canadá.


Bianca B. CavalcantiBianca, de apenas 16 anos, vem colecionando êxitos em sua trajetória esportiva, foi convocada para defender a seleção brasileira e agora vai jogar em outro país.
A trajetória esportiva da " menina" iniciou aos seis anos de idade, com passagens por diferentes clubes e alternando o Futebol de Campo com o futsal. Este ano, ela atuou com a camisa do América, conquistado o troféu Bola de Ouro do PE 2015 e o terceiro lugar .
Ela foi homenageada pelo clube no intervalo de uma partida da Liga de Basquete Feminino. No Canadá ela terá oportunidade de estudar e praticar esportes.
O Blog do Mequinha aproveita para desejar a Bia toda a sorte do mundo nesta oportunidade, que ela faça uma boa viagem e aproveite esta chance. Esta conquista valoriza o trabalho do professor Fábio França!!

AMÉRICA X ATLÉTICO

AMERICA
X
ATLÉTICO PE


Teremos neste sábado mais uma partida válida pelo Campeonato Pernambucano Sub 20 2015, no Olindão o América recebe o Atlético Pernambucano. Uma partida chave já que trata-se do encontro dos líderes, uma vitória praticamente garante a classificação do vencedor.

O Atlético vem de duas vitórias em cima do Jaguar, venceu em casa por 5 x 0 , depois venceu novamente,partida de volta por 3 x 1. Um empate pode ser perigoso para o Atlético já que na última rodada vai enfrentar o Náutico nos Aflitos.

O América vem de uma grande vitória contra o Náutico, 1 x 0, numa partida que teve expulsão e pênalti defendido pelo arqueiro esmeraldino. Na verdade o América enfrentou o time dos Aflitos por duas partidas, perdeu uma e ganhou a outra. Vai jogar a última partida contra o Jaguar no Jefferson de Freitas, na teoria um jogo mais fácil.

A partida vai ocorrer no estadio Eugênio Araújo, o Olindão, as 15 horas deste sábado, vamos torcer por uma nova vitória.

ARBITRAGEM

FunçãoNome
ArbitroLuiz Cláudio Sobral
Arbitro Assistente 1Fernando Antônio da Silva Junior
Arbitro Assistente 2Gilson Braz do Nascimento

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

VITÓRIA ALVIVERDE!

O Sub  20 do América conseguiu a sua segunda vitória no campeonato ao derrotar o Náutico pelo placar de 1 x 0. O jogo ocorreu no último sábado.

A partida foi bem disputada, com muitas movimentações e cartões amarelos para os dois lado!!

O gol do América foi marcado por Jackson aos 25 minutos do segundo tempo, o time do Náutico perdeu um pênalti que foi defendido pelo goleiro Ruan do América.

Na outra partida do grupo o Atlético Pernambucano derrotou o Jaguar por 3 x 1, este resultado deixou a equipe de Carpina na liderança. O Atlético tem 7 pontos, o América tem 7 também ( fica em segundo por causa do saldo de gols), o Náutico está em terceiro com 6 pontos e o Jaguar é o lanterna 3 pontos.

No próximo sábado teremos o encontro de líderes: América x Atlético Pernambucano.

********************************************************************************

Agradecimentos : Júnior Lambão, Otacil e Boy da Império Verde
Cobrança de Penalti.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

AMÉRICA X NÁUTICO


X              





Teremos neste sábado o prosseguimento do Campeonato Pernambucano Sub 20, em Olinda o América vai enfrentar a equipe do Náutico em partida válida pela 4ª rodada  do grupo A. Na verdade trata-se da abertura do returno, ou, dos jogos da volta.

As duas equipes se enfrentaram no fim de semana passada,no estádio dos Aflitos, onde o Náutico saiu vitorioso do confronto, vencendo por  2 x 1.

O grupo A é formado pelas seguintes equipes: Náutico, América, Atlético Pernambucano e Jaguar.

Após 3 rodadas o Náutico segue líder do grupo A ( tem 6 pontos), sendo seguido pelo Atlético e pelo América ( empatados com 4 pontos, os esmeraldinos ficam atrás pelo saldo de gols) e tendo na última posição a equipe do Jaguar que tem 3 pontos.

O time alviverde precisa de um resultado positivo para continuar na luta pela classificação, precisa ter mais atenção nas jogadas de área, principalmente cabeceio e ser mais preciso no ataque.
Provavelmente teremos o retorno de Jackson, expulso na partida contra o Atlético, se o mesmo não for penalizado pelo TJD ( Tribunal de Justiça Desportiva) local.

A partida será realizada no estádio Eugênio Araújo, Olindão, em Jardim Brasil, as 15 horas deste sábado.

ARBITRAGEM

Arbitro:VANDERLEY DO NASCIMENTO PEREIRA
Arbitro Assistente 1:MARLON RAFAEL GOMES DE OLIVEIRA
Arbitro Assistente 2:GILSON BRAZ DO NASCIMENTO

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MEMORIAS DA FONTE NOVA, OU, RECORDAÇÃO DA CASA AMARELA,TÍTULO ORIGINAL!!

Recordações da Casa Amarela

 A Casa Amarela do bairro do mesmo nome em Recife
                                     
O América FC de Pernambuco já foi um dos grandes clubes do Nordeste. Não surgiu com este nome, mas sim com a denominação de João de Barros FC em função da rua onde se instalava. Precisou uma visita do próprio zagueiro Belfort Duarte, em 1915, para que mudasse de nome, adotando o que ganhou o reconhecimento da aristocracia pernambucana.
Nas duas primeiras décadas de sua existência o novo clube brilhou bem alto. Também não é pra menos. O “mequinha” faturaria dois bicampeonatos, em 1918 e 1919 e em 1921 e 1922, e o certame de 1927, sem contar com os vices de 1923, 1924 e 1930. Mas o maior feito mesmo seria o título do primeiro campeonato nordestino realizado em 1923 que, entre outros clubes, teve a participação do EC Vitória e do Botafogo da Bahia.
Nesta época passou a contar com as simpatias da colônia portuguesa do estado e atingiu outros bairros de classe média e até populares, além do da Casa Amarela. Os clubes de Pernambuco, porém, só começaram a jogar na Bahia no final dos anos trinta. Veio o Santa Cruz, o Náutico, o Sport, mas o ameriquinha só chegaria por aqui, na Bahia, perto do fim da Segunda Grande Guerra, após no ano anterior ter voltado a conquistar o título estadual.
Será que sua diretoria era pacifista? Seja como for passaria uma semana em Salvador pisando no campo da Graça no dia histórico de onze de março de 1945 quando o exército de Hitler já estava encurralado em Berlim e poucas cidades. O ditador nazista se suicidaria no fim do mês seguinte, mas a equipe americana não estava “nem aí”, tanto que estrearia ganhando do Galícia, que tinha faturado o inédito “tri” baiano, por dois a um. A boa impressão dos baianos não diminuiria nem com a derrota para o Bahia por três a zero quando dormiu nos louros do triunfo. Neste ano ficaria com o vice no certame pernambucano.
O “mequinha” voltaria ainda por duas vezes nesta década. A Bahia vivia uma nova situação política. Haviam acabado os interventores e prosperava o nacional-desenvolvimentismo que iria dar os primeiros frutos com as construções do Hotel da Bahia, a CHESF, a Refinaria Landulfo Alves – RLAM e a Fonte Nova. Em 1946 faria duas partidas contra o tricolor, em fevereiro e em setembro no campinho da Graça. A primeira, nas proximidades do carnaval e com os jogadores de banzo com a admirável folia pernambucana, resultou em nova derrota, quatro a dois. Mas a segunda um dia após a data magna da chamada independência do Brasil, se desforraria vencendo por três a dois.
O verdão seria “bi vice” nos dois anos seguintes, e pisaria de novo as terras baianas em julho de 1949 jogando com a dupla BA-VI.  O Vitória não resistiria a sua boa equipe na ocasião, caindo por dois à zero. No entanto, o tricolor, continuaria atravessado na sua garganta, experimentando nova derrota por quatro a dois. Sua despedida do velho estádio da Graça de arquibancadas de madeira seria em primeiro de setembro de 1950. Era véspera de eleições e as obras do novo estádio da Fonte Nova já estavam bem adiantadas. Estava terminando uma época esportiva na Bahia e quem pagou foi o “mequinha” à custa de uma goleada de cinco a um para o mesmo esquadrão de aço.
                                           João Cabral de Melo Neto, um americano "roxo"
O América seria um dos primeiros clubes do Brasil a jogar na Fonte Nova, apenas quatro dias depois da celebração da data magana dos baianos o Dois de julho de 1952. A resistência dos pernambucanos foi grande, mas o tricolor acabou ganhando por dois a um. Doravante a sua presença se daria durante as comemorações da independência.
O América brilharia no ano seguinte. Sua temporada lembrou os heróis pernambucanos que deram uma contribuição decisiva para a vitória baiana e brasileira na Batalha de Pirajá elogiados pelo próprio General Labatut. No próprio dia dois de julho empataria heroicamente em três gols. Três dias depois obteria novo empate contra o Vitória, deste vez em um gol. E se despediria com novo empate, com o seu conterrâneo Sport, por dois gols.
O América não ganharia mais títulos estaduais, mas dois anos depois venceria o torneio início daquele certame, voltando a Bahia no início do ano de 1956. Já não tinha a mesma boa equipe de três anos atrás e este irreconhecível na estreia perdendo para a grande equipe do Botafogo por cinco a zero. A reabilitação veio dois dias depois contra o mesmo Bahia que era uma pedra em seu sapato, empate em dois gols. O tricolor, porém, pediu revanche e o “mequinha” acabou concedendo. Veio assim a Salvador, três semanas depois, exclusivamente para fazer este jogo onde foi derrotado por dois a zero. Dois meses depois voltaria a Fonte Nova, desta vez pra enfrentar o Galícia, antigo “demolidor de campeões”, sendo novamente derrotado, agora por três a dois.

Os anos de ouro do futebol brasileiro deixariam á margem o América. O time perde a condição de terceira torcida do estado para o Náutico e tem campanhas pouco honrosas no certame pernambucano, a exceção da conquista de dois torneios inícios em 1967 e 1970. Os convites para excursões que sempre recebia passam a rarear. Até os ingratos dirigentes esportivos baianos se esqueceram do América.
Mas, quando inauguraram seu anel superior em 1971 foi a própria Fonte Nova que exigiu o retorno do América. Ela se lembrava daquele time valente e leal que desde cedo tinha frequentado os seus gramados. Foi por isto que trouxeram de novo o “mequinha” nos início dos anos setenta. A discriminação era ainda mais odiosa, pois o time participava da Segunda Divisão em 1972 e os times baianos jogariam com o Sport, Náutico e Santa Cruz no certame da Primeira.  
Mas não adiantou as intrigas da oposição. No dia cinco de maio de 1973 os pernambucanos voltavam ao nosso histórico estádio para enfrentar o EC Vitória. Foi um embate difícil, assim como a maioria daqueles que o América representou Pernambuco em terras baianas, ao final um a zero para o rubro negro. Um ano depois viria a despedida da Fonte Nova. Foi um jogo contra o Botafogo em 26 de maio. Quem foi ao estádio naquele dia não imaginou que seria a última vez que veriam os bravos pernambucanos que demonstraram isto em campo obtendo um empate sem gols.
Mas depois não teve choro nem vela. Nunca mais trouxeram o ameriquinha. Demos o azar de nas quatro vezes que o verdão disputou a Segunda, e no ano em que disputou a Terceira, não encontrou clubes baianos por lá. O Vitória construiu seu próprio estádio, o “Barradão”, e largou a fonte do futebol. Nesta época, pra piorar as coisas, o América foi rebaixado para a Segunda Divisão do campeonato pernambucano.
Desde então o Bahia ficou jogando sozinho na Fonte Nova. Esta, porém, entrou o novo milênio com saudades do ameriquinha. Sempre que havia na programação um América ela se excitava toda. Mas o que vinha era o de Minas, o do Rio de Janeiro, e até o de Manaus. Mas, se é dado a alguém “morrer satisfeito” isto ocorreu com a Fonte Nova. No ano em que ocorreu sua morte matada, através de implosão, ela soube que o América tinha voltado a Primeira Divisão do estado irmão.
Há certo tempo o cineasta português João César Monteiro fez um filme, Recordações da Casa Amarela, que lembra a história do América. Na obra o personagem central, João de Deus, passa por doenças, vicissitudes, chega a ser internado em um hospício, mas não perde o gosto das belas coisas. Ao fim do filme continuamos vendo um ser humano cheio de planos. O América voltou ao lugar onde nunca deveria ter saído. A Fonte Nova não existe mais, mas os baianos esperam que o verdão volte aos seus grande dias!
Postado por Franklin Oliveira Jr. em 22 de fevereiro de 2011 no Blog Memórias da Fonte Nova
·         Agradeço as informações dos sites do América (PE), do blog do mequinha, Wikipédia e Futipédia.Sou grato as imagens dos blogs lenaeocinema.blogspot.com,recife.pe.gov.br,yellowhouse.news.blogspot.com e revista.agulha.nom.ba. 

domingo, 9 de agosto de 2015

AMÉRICA SOFRE DERROTA

Em partida válida pelo campeonato pernambucano Sub 20 a equipe do América perdeu para o Náutico de virada, 2 x 1.

A partida teve dois tempos distintos, no primeiro tempo o jogo foi mais equilibrado com uma ligeira vantagem para o América que fez boas jogadas e conseguiu abrir o placar após uma grande jogada de Jônatas ( Rei), que numa jogada de força e habilidade passou por 3 defensores do Náutico,chegou na entrada da pequena área e tocou para trás. Matheus chutou e faz América 1 x 0.

O primeiro tempo acaba com o América na frente do placar. No segundo tempo o jogo mudou.....
O América fica postado mais na defensiva e deixa os alvirubros ocuparam todo o campo. O time ficou muito pressionado, não conseguia sair de trás e ficou a mercê do Náutico.

O Náutico teve boas oportunidades para empatar o jogo, perdendo praticamente 3 gols, ao 20 minutos do segundo tempo, após um cruzamento, o Náutico empata o jogo com Juan. A virada aconteceu com certa naturalidade aos 25 minutos do segundo tempo, foi o resultado do jogo, Náutico 2 x 1 América.

Em outra partida do grupo o Atlético venceu o Jaguar por 5 x 0, veja abaixo a classificação atualizada:

1NAUTICO6320143100
2AMERICA4311154100
3ATLÉTICO PE.4311173400
4JAGUAR3310228-600


sexta-feira, 7 de agosto de 2015

SÁBADO É DIA DE CLÁSSICO !!!

NAUTICO
X
AMERICA




Neste sábado teremos mais uma reedição de um clássico tradicional da história do futebol pernambucano, o Clássico da Técnica e Disciplina, o clássico entre Náutico x América.Desta vez pelo Campeonato Pernambucano Sub 20 de 2015.

A equipe do América chega a este jogo na condição de líder e de time invicto, disputou dois jogos, venceu o Jaguar por 3 x 1 e empatou com o Atlético em 2 x 2 em Carpina.

O time alvirubro jogou 2 partidas também, venceu o Atlético por 2 x 1 e perdeu do Jaguar por 1 x 0. Jogando em seu campo a equipe do Náutico é favorito e precisa da vitória.

Os esmeraldinos jogam para confirmar a campanha, dar mais corpo ao time e mostrar que tem condições de surpreender.

A partida vai ser disputada no estádio dos Aflitos, com inicio as 15 horas e entrada franca.

BOA SORTE GAROTOS!!

****   ***   ***   ***   ***

Arbitragem: 

Arbitro:NIELSON NOGUEIRA DIAS
Arbitro Assistente 1:CLOVIS AMARAL DA SILVA
Arbitro Assistente 2:ELAN VIEIRA DE SOUZA