quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Adeus de cabeça erguida


Nesta quarta-feira o América encerrou sua participação na Copa São Paulo 2016 após perder para o Confiança por dois a zero. Mas a desclassificação nem de longe é motivo para se lamentar.

O time do Confiança foi superior ao América nos dois tempos de jogo. No primeiro tempo se lançou ao ataque em busca do gol e teve as melhores chances. O América apostou na defesa para segurar o empate que o levaria a segunda fase da competição. Mas erros de posicionamento quase levaram o Confiança a abrir o marcador ainda na primeira etapa.

No segundo tempo Luciano tentou corrigir esses erros e o América entrou disposto a equilibrar o jogo. Mas logo no início da segunda etapa o Confiança conseguiu uma penalidade e abriu o marcador. O América se lançou em busca do empate e esboçou uma reação. Criou pelo menos duas situações boas de gol, mas se expôs ainda mais, no tudo-ou-nada. E o Confiança mantendo sua eficiência tática e técnica chegou ao segundo gol definindo os destinos das duas equipes.

Depois de uma estreia fantástica e de um jogo muito bom contra o Santos, o América gerou grandes expectativas mas acabou não conseguindo o objetivo da classificação. Talvez isso fosse um grande motivo para lamentar e reclamar. Mas longe disso, a participação na copinha mostrou definitivamente que o trabalho de base dos últimos três anos tem gerado bons talentos. O América chegou em São Paulo como o vice-campeão pernambucano e não decepcionou. Fez boas partidas e algumas promessas que integrarão o elenco profissional se consolidaram, como o goleiro Ruan, o zagueiro Miranda e Dentinho, o artilheiro do SUB-20. Nas últimas três competições estaduais o América chegou entre os quatro primeiros colocados e o saldo da Copa São Paulo mostra que a base Alviverde tem que ser levada mais a sério por quem acompanha futebol.

A participação na Copa São Paulo fechou um ciclo no SUB-20 que começou cheio de dúvidas. Dificuldades no planejamento, a contratação do questionado Luciano Ribeiro e o desconhecimento de alguns novos talentos. Mas no fim o resultado parece ser promissor. Jogadores ainda mais promissores que outros recém-formados e muita esperança.

A dúvida que paira agora é: com a possível reformulação da diretoria e as mudanças de responsabilidades, esse trabalho será mantido? Haverão melhorias no trabalho que possam de fato prover o desenvolvimento de todo o potencial de nossos jovens talentos?

A torcida Americana espera que o futuro seja promissor e torce para que nossos jovens jogadores se concretizem para o América e para eles mesmos. Mas nem de longe esquecemos de agradecer pelas alegrias que o sub-20 nos proporcionou nesses últimos meses.

2 comentários:

  1. O TRABALHO VOU REALIZADO COM SUCESSO FICOU UM GOSTINHO DE QUERO MAIS SER ANILISAMOS A VOLTA ESTA PROXIMA O VERDAO VOLTOU

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a garotada.... conseguiram um fato inédito para o clube,a participação na copinha.
    Isso mostra se houver mais empenho poderemos colher bons frutos, pois o América teve um aproveitamento percentual melhor do que alguns times com melhor estrutura.

    ResponderExcluir