quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Passaporte carimbado! Estamos classificados!



Depois de seis jogos, o primeiro turno do Campeonato Pernambucano chegou ao seu fim, decidindo desta forma os classificados para a segunda fase do estadual. No Estádio Joaquim de Brito, o América entrou em campo necessitando apenas de um simples empate diante do Pesqueira, donos da casa. Sem chances de classificação, o Pesqueira trocou de técnico - agora é comandado por Cícero Monteiro - e sua única pretensão era atrapalhar a vida do América e mostrar serviço ao novo comandante da Águia.

Sem contar com Cesinha e Thiago Laranjeiras, lesionados ainda da partida contra o Vitória em Paulista, a partida iniciou com pelo menos dez minutos de atraso na falta de ambulância no estádio. Com a bola rolando, as duas equipes fizeram um jogo morno e poucos se agrediram no primeiro tempo. O ritmo da partida se perpetuou no tempo complementar de jogo, deixando o placar do jogo inalterado até o fim da partida. 

Com a outra partida do Grupo B empatada em 1x1 entre Serra Talhada e Vitória, o resultado recolocou o tradicional alviverde da Estrada do Arraial novamente em competição nacional após 25 anos, além de disputar o título do Campeonato Pernambucano no hexagonal da segunda fase, junto com Central (líder do Grupo A), Sport, Santa Cruz e Salgueiro. A primeira partida do América no segundo turno será neste domingo, às 16 horas, diante do Central, no Estádio Ademir Cunha, em Paulista.

9 comentários:

  1. Sou torcedor do Sport, mas já vi a estória do América-PE e não gostaria que esse clube desaparecesse. Seria interessante a ida deste clube para Petrolina, que vez ou outra fica mudando de clube: Petrolina, Grêmio Petrolina etc. A própria Petrolina tem verde e branco como cores municipais, tem uma cidade rica e grande onde se pode ter apoio de patrocínio local e da prefeitura. Seria a chance de cativar torcedores fora da RMP que já tem grande concorrência. Assim a rica e grande Petrolina teria um clube de história e o América-PE teria maiores oportunidades de apoio, podendo o clube rivalizar com o Central como os grandes do interior. Petrolina é muito maior e mais rica que a cidade de Salgueiro, até aeroporto tem a cidade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, obrigado por comentar no Blog do Mequinha. Mas três ressalvas. Petrolina você não acha que é um pouco longe não? risos... Sem contar o fato da cidade já possuir três ou quatro clubes que uma Liga de Futebol Amador forte. Além do Petrolina e 1º de Maio (licenciado), lá há o tradicional América. E sem contar que o América tem raízes e sede no Recife. Não se muda isso depois de 100 anos.

      Excluir
  2. Amigo , em Petrolina tem um clube chamado América!!

    ResponderExcluir
  3. Paulista/PE tem Time pra torcer e esse Time é o América

    O Estádio Ademir Cunha há tempos procurava um Time Mandante; Desde o fechamento do extinto Paulistano, alguns times passaram pelo Estádio, mas não vingaram.

    o América está conseguindo aos poucos conquistar uma potencial Torcida num universo populacional de 325.000 habitantes, que apreciam a idéia de possuir um Time Forte na Cidade

    Uma campanha de marketing mais agressiva poderia ser estendida ao Litoral Norte até Goiana e aí teríamos um universo 2 com outras 325.000 pessoas residentes em Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma, Itamaracá e Goiana/PE que podem vir a ser futuros Torcedores/Sócios

    Enfim o América é radicado em Paulista e permanecerá em Paulista! Para o bem do Litoral Norte

    .
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, bem que o América poderia investir numa campanha de Marketing mais forte e acabar atraindo estas cidades do litoral norte. Acredito que o próprio Náutico que acabar atraindo torcidas de São Lourenço e Camaragibe que são cidades populosas e mais distantes da RMP. Só acredito que Petrolina daria maiores oportunidades de crescimento para o América devido o futebol não ter um time certo, já que de ano em ano aparece um clube novo que não se firmar por lá, apesar da região ser rica e populosa. Se o Salgueiro, Ypiranga de SCC e outros clubes do interior conseguem levar bons públicos para seus estádios, então imagina uma cidade como Petrolina que não sofre tanta influência dos times da capital e que poderia adotar o América-PE como seu time? Seria charmoso a cidade adotar o quarto maior campeão Pernambuco, um clube centenário com muita história. O interesse local para patrocinar o clube seria maior doque o interesse dos patrocinadores da RMC. Se o Salgueiro jogou uma a Série B do brasileirão com os recursos de uma cidade muito menor, imagina um time mais tradicional, fortalecido por se encontrar numa cidade mais forte e valorizada que tem aeroporto pra todo o Brasil e que não sofre tanta influência dos clubes da capital? Em poucos anos provavelmente o América iria conseguir mais adeptos doque se passasse décadas e décadas tentando em Paulista e região, onde o jovem sofre influência maciça dos 3 grandes...

      Excluir
    2. Otima analise, Argel. Defendo também este ponto de vista. O America é e sempre continuará sendo o Alviverde da Estrada do Arraial. Mas de 2010 pra cá o América também é o Alviverde do bairro da Aurora. E só não é mais porque as autoridades paulistenses não colaboram. Se hoje o Ademir Cunha vem mandando jogos profissionais, isso é graças ao América Futebol Clube, que buscou forças em 2010 pra mandar seus jogos lá e retirar o veto do Ministério Publico, que proibia jogos no estádio desde 2006 por conta de um muro que caiu na partida entre Estudantes x Sport. De 2010 a 2012 o América custeou reformas estruturais e parcerias pra deixar o estádio pintado e melhor conservado. Mas em 2014 foi expulso na nova gestão municipal e, depois de dois anos jogando nos Aflitos, conseguiu retornar este ano.

      Excluir
    3. Eu me lembro que há alguns anos atrás o Sporting Lisboa de Portugal tinha interesse em apoiar a base do América-PE, dando um centro de treinando para o time de base, senão me engano em Abreu e Lima ou próximo... Alguém sabe se esse projeto ainda existe?

      Excluir
  4. Washington, o grande problema é que o Prefeito de Paulista/PE é potiguar e flamenguista, eleito em 2012 por indicação do falecido coronel Eduardo Campos. Daí a dificuldade do América em conseguir melhorias pra um Estádio que é MUNICIPAL

    Um prefeito com esse perfil provavelmente não se importe muito com o que acontece no futebol da região, já que ele torce pra um clube carioca. Espero que nas eleições municipais desse ano esse quadro político mude, para o bem de Paulista e do América

    .
    .

    ResponderExcluir