terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

E porque não, sonhar?

 

Indiscutivelmente 2016 segue segue sendo o ano do América. No primeiro turno o clube esmeraldino fez uma grande campanha, terminando de forma invicta e no segundo, mesmo com o tropeço fora de casa diante a equipe do Santa Cruz, num jogo bastante conturbado assim pode-se dizer, o elenco esmeraldino não deixou abater e no último domingo jogando no Ademir Cunha conseguiu uma boa vitória diante do Central e de quebra alcançando a vice-liderança.

Essa boa fase vem sendo resultado do trabalho feito pela comissão técnica encabeçada por Charles Muniz, a cada jogo demonstra ter domínio dos seus atletas, dos jogadores que vem desempenhando tudo aquilo que podem fazer dentro de campo a exemplo da apresentação diante o Sport na Ilha do Retiro onde encarnaram o espírito de clássico, aquele cujo encontro entre Leão e Periquito deveria ser tratado como tal, mas por culpa de terceiros acabou tendo a imagem desgastada ao longo dos anos, e também da direção do alviverde da Estrada do Arraial que vem fazendo um importante trabalho nos bastidores e acreditem, não é tarefa fácil.

Alguns podem até afirmar que o futebol apresentado não é o mais vistoso dentre os clubes da competição, lembramos que apesar da tentativa de outras partes tentarem vender o Campeonato Pernambucano como algo maravilhoso na verde isto segue bem longe de ser verdade, é um certame deficitário, baixo índice técnico e a cada nova edição fica mais evidente, os resultados vão aparecendo. Claro, não é simples, mas a cada nova rodada vamos quebrando barreiras e pensar em objetivos maiores passar ser questão de tempo.

4 comentários:

  1. caramba imagino o mequinha na final contra o santa cruz no arruda lotado.e o mequinha campeao!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Moro no Tocantins mas sou pernambucano e americano de coração. Vamos lá, Maquinha!!!
    Antônio Belo da Silva

    ResponderExcluir