quarta-feira, 30 de março de 2016

América inicia peneira para equipes infantil, juvenil e juniores



Nos últimos anos, revelar talentos vem sendo um dos objetivos América, para retomar o respeito e grandeza de tempos atrás. E os resultados vem sendo apresentados, com resultados expressivos nas categorias de base e com seu elenco profissional recheado de pratas da casa. Pensando em seguir neste caminho traçado, o clube da Estrada do Arrail inicou seu período para testes, que iniciou nesta segunda-feira (28), sob a supervisão de Valter Mendes.

Os garotos serão divididos de acordo com a idade. Os nascidos nos anos de 1997 e 1998, que formarão a equipe de Juniores deverão comparecer toda segunda-feira pela manhã, à partir das 8 horas. Já os que nasceram em 1999 e 2001, serão avaliados para formação da equipe juvenil durante todas as terças e quintas pela manhã, a partir das 8 horas. Para os nascidos até 2002 e que formarão a equipe infantil as avaliações também serão realizadas todas terças e quintas, mas no turno da tarde, a partir das 14 horas.

Segundo Valter Mendes, o propósito é dar oportunidade de começar uma carreira no futebol a atletas da região e lapidá-los. A peneira ocorrerá no Campo da Campina do Barreto, que fica próximo a Policlínica Dr. Amaury Coutinho, situada no bairro de Campina do Barreto, no Recife. Para participar, os pequenos craques não pagam nada e devem levar apenas o material esportivo.

As avaliações serão realizadas até o final do mês de abril, podendo se prolongar caso o departamento de categorias de base veja necessidade.

RESUMO:

JUNIORES (SUB-19), nascidos entre 1997 e 1998: Todas as segundas pela manhã (8h)
JUVENIL (SUB-17), nascidos entre 1999 e 2001: Todas as terças e quintas pela manhã (8h)
INFANTIL (SUB-15) nascidos até 2002: Todas as terças e quintas pela tarde (14h)

LOCAL: Campo da Campina do Barreto,  fica próximo da Policlínica Dr. Amaury Coutinho, situada no Recife.

O QUE LEVAR: Chuteira e calção, sem distintivo de clube. Necessário apresentar documento oficial com foto.

RESPONSÁVEL: Valter Mendes

Valter Mendes será o responsável pela seleção dos novos atletas alviverdes | Foto: Blog do Mequinha

Rodada de decisão



América entra em quadra para enfrentar um desafio enorme e tentar trazer para Pernambuco os jogos decisivos da fase de mata-mata.

Começa nessa quinta-feira (31/03) a última rodada para o UNINASSAU/América na fase de classificação da Liga de Basquete Feminino. Os dois jogos contra o Corinthians/Americana são decisivos e podem definir o primeiro colocado que terá direito a disputar as partidas finais em casa.

No primeiro turno o confronto entre as duas equipes foi equilibrado. Na rodada dupla em Recife o América venceu uma partida e perdeu outra. Um cenário parecido com o que ocorreu contra o Sampaio Correa, outro concorrente direto na briga pela primeira colocação. Contra o Sampaio o América também devolveu a derrota em casa. Essas combinações só reforçam a tese de Dornelas de que o equilíbrio entre as equipes fala mais alto do que o mando.

E o América precisa fazer valer esse equilíbrio e brigar por duas vitórias. Só nessas condições poderá chegar a primeira colocação. Mas para que os triunfos sejam premiados com a liderança o América precisa também torcer por ao menos uma derrota do Sampaio Correa. O time maranhense entra em quadra a partir de hoje para enfrentar o conterrâneo Basquete Maranhão.

A torcida Alviverde precisa ficar ligada. E vai ter condições para isso. O segundo jogo, que ocorrerá no próximo sábado, dia 02/04 será transmitido pela SportTV ao vivo a partir das 10 horas da manha. 

domingo, 27 de março de 2016

Seguimos vivos e fortes

Empate que vale muito na ultima rodada | Foto: Andre Nery/JC Imagem

Jogue a primeira pedra aquele jornalista, cronista, radialista ou o que quer que seja que acreditava que o América chegaria tão longe neste Campeonato Pernambucano. O Alviverde da Estrada do Arraial empatou na Ilha do Retiro, conquistou um ponto, mas, ganhou mais que isso. Ao enfrentar o atual campeão estadual, o time esmeraldino entrou em campo com a proposta de não sair derrotado. E tinha justificativas para isso. 

Arrisco dizer que uns 70% dos que "trabalham" comentando futebol não ligaram para isso, mas a partida entre América e Santa Cruz era um confronto direto pela quarta vaga da semifinal. Arrisco porque só vieram a comentar ou lembrar do fato no intervalo de jogo, quando o Clássico da Amizade terminou com um empate sem gols. Nada fora do comum de uma imprensa que vive a serviço dos outros três clubes da capital.

Fazendo a sua reestreia a frente do América, o técnico Paulo Junior ousou e modificou praticamente todo o time base que vinha sendo trabalhado com Charles Muniz. A defesa não sofreu grandes alterações, com exceção do trio de zaga formado por Yuri, Marcio e Danilo Cirqueira, sendo apoiados por Ricardinho e João Victor nas laterais. No meio de campo Gaibú deu lugar a Nunes e que junto com Laranjeiras e Danyel, formaram o meio de campo. E no ataque, Carlinhos Bala entrou de frente e segurou a barra até os 30 minutos do segundo tempo, ao lado de Odair.

Diferentemente dos últimos jogos, o time voltou a ser aquele time forte da defesa e com espírito de luta. E melhor do que isso: o time veio com uma marcação mais encorpada com o meio campo marcando e atacando, tentando forçar erros na saída de bola do Santa Cruz e evitando deixá-los criando oportunidades próximo a meta de Delone. Mesmo com esta atenção, o Periquito pode contar com a sorte aos 20 minutos de jogo. No vacilo na esquerda com Nunes, Wallyson cruzou a bola na medida e Grafite furou finalização com a perna esquerda. Na sequência do lance, o Santa Cruz teve outra oportunidade novamente pela esquerda, em um lance praticamente idêntico ao primeiro. No lance, Keno furou mas a sobra ficou novamente para Grafite, que chutou em cima de Delone. Ainda no primeiro tempo o América também criou algumas oportunidades de abrir o placar. Aos 34 minutos em cobrança de falta Marcio bateu falta com perigo e, aos 45 minutos, Odair recebeu belo passe, ficando cara a cara com Tiago Cardoso, mas arbitragem marcou impedimento inexistente.

Veio o segundo tempo e o América voltou melhor e mais ofensivo. Na volta do intervalo, Nunes deu lugar para Gaibu. A mudança deu ao América mais velocidade na armação dos contra-ataques, sem perder o empenho na marcação. E por muito pouco o América não abria o placar com Odair. Aos 21  segundos do tempo complementar, Danyel achou Odair livre no meio da defesa coral e o atacante só não abriu o placar porque faltou calma. O Santa Cruz tentou responder a altura, sempre procurando Grafite, mas neste jogo a sua sombra era Marcio, que estava praticamente impecável, sem dar chance ao centroavante coral e, quando superava o trio de zaga esmeraldino, esbarrava nas mãos de Delone, responsável por evitar que o placar fosse aberto por Daniel Costa e Raniel na ultima chance do Santa Cruz.

Com a mesma quantidade de vitórias que o Santa Cruz, o América agora necessita vencer o Central lá em Caruaru e torcer pela derrota dos tricolores diante do Sport na ultima rodada. A vitória diante da Patativa na Capital do Forró e um eventual tropeço tricolor no Clássico das Multidões coloca o América o Periquito com os mesmos dez pontos que a Cobra Coral, mas com a vantagem de uma vitória a mais. Algo imprevisível para muitos, mas palpável para quem crê e segue acreditando no América. É verdade que falta muito para voltarmos a brigar pelo topo, principalmente na estrutura e financeiramente comparando com os clubes có-irmãos,  mas dentro de nossas reais necessidades, mostramos que com vontade e organização o Davi pode derrotar o Golias. Se manter essa pegada a gente chega. Caruaru nos espera e a semifinal é logo ali.


FICHA TECNICA: América 0x0 Santa Cruz
Estádio: Ilha do Retiro, Recife | Público: 1.148 | Renda: R$ 13.500,00
Árbitro: Émerson Sobral. Assistentes: Elan Vieira e Francisco Chaves. 

AMÉRICA: Delone; Ricardinho (Dentinho), Yuri, Paulo Márcio e João Victor; Danilo, Danyel, Nunes (Gaibu) e Thiago Laranjeira; Odair Silva e Carlinhos Bala (Victor). | Técnico: Paulo Júnior.

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor, Alemão, Leonardo e Allan Vieira; Wellington, Uillian Correia e João Paulo; Wallyson (Leandrinho), Keno (Raniel) e Grafite. | Técnico: Adriano Félix

CARTÕES AMARELOS: João Victor, Delone e Odair (Améria); Wellington, Uilliam Correia (Santa Cruz)


sexta-feira, 25 de março de 2016

HOJE TEM AMÉRICA X SANTA !!

 Teremos neste sábado, 26/03, mais uma rodada do Campeonato Pernambucano 2016, na Ilha do Retiro, o América enfrenta o Santa Cruz sonhando com a última vaga das semifinais do Pernambucano.

O time alviverde vem de uma sequencia negativa de 6 derrotas, neste caso perdeu do Salgueiro, do Náutico e Sport. Resultados que provocaram a queda do treinador Charles Muniz e a chegada de Paulo Júnior.
Paulo Júnior treinou o América em outras ocasiões (2010,2011 e 2012), assumiu o trabalho no domingo passado e realizou uma semana de treinamentos.

A equipe alviverde está na 5ª posição da tabela, a 3 pontos da última vaga para as semifinais do campeonato, vaga esta que, no momento, pertence ao Santa Cruz, portanto disputa direta por uma vaga.

O time tricolor chega a campo num momento de crise já que seu treinador foi demitido na última quarta-feira. O Santa Cruz está na 4° colocação da tabela com 9 pontos, já o América tem 6 pontos, uma vitória do tricolor garante a classificação antecipada, uma vitória do América deixa a vaga em aberto.

Vai ser observado um minuto de silêncio antes do pontapé inicial da partida em respeito a Srª Carmem Moreira, conselheira do América que faleceu na quinta-feira a noite. Os ingressos podem ser adquiridos nas bilheterias da Ilha do Retiro a preços de R$ 30,00 ( inteira) e R$ 15,00 ( meia entrada). A torcida do Santa Cruz deve adquirir os bilhetes na bilheteria do arco e os torcedores do América na bilheteria das sociais do Sport.
Local: Ilha do Retiro (Recife-PE)
Horário: 18h30
Árbitro: Emerson Sobral (PE)
Assistentes: Elan Vieira (PE) e Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE)



BOA SORTE AMÉRICA !!

NOTA DE PESAR

O Blog do Mequinha, representando a torcida do AMÉRICA FUTEBOL CLUBE,  vem por meio desta se solidarizar com a Família Moreira neste difícil momento de pesar, dado ao falecimento da Srª. Carmem Moreira.
Filha de José Augusto Moreira, cresceu na torcida pelo AMÉRICA, participando da vida social e institucional da agremiação da Estrada do Arraial. Nossas condolências a família Moreira!!

Ela foi Conselheira do Clube, sendo irmã dos ex-presidentes, José Amaro e José Antônio, irmã de Alexandre Mirinda e tia do nosso atual presidente José Augusto.

DESCANSE EM PAZ !!

domingo, 20 de março de 2016

O que passa, América?

Nova goleada no Arruda. Sem mais | Foto: Bobby Fabisak /JC Imagem

Faltou de tudo um pouco: confiança, qualidade, sorte, calma, paciência e gols. Bom, na verdade gols não faltaram, mas infelizmente não entraram nas redes adversárias e sim nas nossas. E isso nas ultimas três rodadas vem sendo a tônica das partidas do Alviverde da Estrada do Arraial. Da primeira partida diante do Salgueiro até aqui sofremos quinze gols e marcamos apenas um. Resultado que mostra a fragilidade do time ou a falta de confiança dos que vestem a camisa do esmeraldina.

Diante do Sport no Arruda, vimos novamente um time limitado e com muitos desfalques. Infelizmente a derrota diante da equipe rubro negra foi questão de tempo. E nem precisou muito pois assim como nas últimas partidas o primeiro gol adversário saiu com menos de três minutos de jogo. Detalhar os 90 minutos da partida é cair no mesmice das ultimas três rodadas.

O pior é pensar que a derrota contra o Sport, mesmo de goleada, não assusta. Assusta o quão comum virou ser goleado e quanto isso não causa mais surpresa. E isso não é bom. No Arruda, o Periquito entrou na roda criada pelo Leão e de lá não saiu. De equipe sensação no Hexagonal do Título, transformou-se num bobo eterno deste Pernambucano, uma piada de mal gosto para quem esperava mais do América. Deixou para trás um time que jogava pensando no coletivo e agora mostra a todos um futebol inconsistente e pouco produtivo.

Será que muda? Será que tem jeito? Respondendo e restringindo apenas no Campeonato Pernambucano tudo dependerá do Clássico das Emoções. Uma derrota tricolor no Arruda neste domingo ainda deixa o América em igualdade para a próxima sábado diante do Santa Cruz na Ilha do Retiro e, pelo menos matematicamente, as chances continuarão existindo sem realizar qualquer façanha do outro mundo para garantir a classificação para semifinal. Resta saber o que os nossos representantes que entram no gramado querem para o clube e, particularmente para cada um deles, para os seus currículos. 

E ainda nos dois questionamentos acima, ampliando a  resposta para algo maior que está por vir que é a Série D do Brasileirão: pra que este time não vire "café com leite" no campeonato brasileiro, há muito o que fazer. Talvez seja por isso que a diretoria do América mudou o comando do time, tirando o comando de Charles Muniz  para o já conhecido técnico Paulo Junior. Como justiça e futebol são palavras que nem sempre cabe no mesmo contexto, vamos torcer pra que esta mudança sirva como algo positivo e mude a forma do elenco nestas ultimas rodadas restantes no segundo turno.

A grande tarefa, agora, é aproveitar a mudança de comando e buscar dias melhores na Estrada do Arraial. E principalmente, não escurecer nas dificuldades que com toda certeza irão aparecer. Quem sabe assim o América consegue acordar para a vida e dar um pouco de alegria para o torcedor. Um América forte é bom para todos.

FICHA DO JOGO
AMERICA: Delone; Da Silva, Danilo Cirqueira, Carioca e João Victor (Thiago Laranjeira); Danyel, Kletinho, Ewerton Bala e Alex Gaibu; Nunes (Márcio) e Cajá | Técnico: Charles Muniz.

SPORT: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Henríquez, Durval e Renê; Rithely, Serginho, Luiz Antônio, Lenis (Everton Felipe) e Gabriel Xavier (Maicon); Túlio de Melo (Vinícius Araújo) | Técnico: Paulo Roberto Falcão. 

Local: Estádio do Arruda | Árbitro: Deborah Cecília. Assistentes: Albert Júnior e Marcelino Casto. 
Gols: Durval (2"1T), Túlio de Melo (8"2T), Henríquez (22"2T), Serginho (25"2T) | Cartões amarelos: Nunes e Carioca (América); Rithely (Sport)

Um mestre que vai, outro mestre que volta

Após uma sequência de marcantes goleadas, Charles Muniz se despede do comando do América. Em seu lugar assumiu Paulo Jr. que já iniciou os trabalhos esta manhã com parte do elenco que não jogou ontem.

Charles Muniz deixa o América após amargar uma péssima sequência que não pode apagar seus feitos recentes.

A saída de Charles Muniz não foi como gostaria o torcedor Esmeraldino. E a péssima sequência recente ameaça jogar uma pá de lama na história construída pelo experiente treinador pernambucano no América. Mas nossa responsabilidade é de registrar os fatos e não deixar o calor do momento obliterar os legados. 

Charles se despede do América após realizar uma verdadeira façanha, ou algumas. Assumiu o compromisso de comandar o time para a disputa da competição e enfrentar em seu bojo a dificuldade financeira imposta pela atual conjuntura do nosso futebol. Ajudou a montar um elenco às vésperas do início da competição e a primeira impressão foi de desconfiança da torcida Alviverde e daqueles que cobriam o início do campeonato pernambucano. A desconfiança só fez se acentuar depois da estreia. Sobrepujando os problemas internos e externos conduziu o elenco à uma campanha invicta que levou o América à fase de disputa do título do certame e ao retorno histórico à uma disputa nacional de futebol. Continuou surpreendendo todos com uma vitória histórica e heroica na estreia da segunda fase sobre o Sport e manteve o América na fase de classificação para as semi-finais até a quarta rodada da competição. 

Mas seu esquema tático que pouco variou e um certo excesso de confiança em alguns jogadores que não renderam tanto se aliaram ao clima atribulado dos últimos dias dos bastidores do Alviverde com as derrotas sucessivas e acachapantes. Receita que levou ao fim de sua passagem pelo América. Saldo final: Charles deixa um América ainda esperançoso em alguma classificação para as semi-finais, com a melhor campanha do clube no estadual desde seu retorno à divisão de elite em 2011 e com resultados históricos. Apesar do momento, temos que agradecê-lo.

Paulo Jr. volta ao América: o que esperar, o Paulo Jr. de 2010 e 2011 ou o de 2012?
Mas a partir de hoje talvez se inicie uma nova história no campeonato. Algo que serve para reanimar ou balançar as motivações. Paulo Jr. foi anunciado como novo comandante do Alviverde e já começou a trabalhar. Relatar a história de Paulo Jr. no Alviverde é quase desnecessário, mas podemos resumir em dois altos e um baixo: retorno à série A1 em 2010, campanha histórica de permanência em 2011 e uma passagem fracassada em 2012. Dessa vez esperamos que o mestre Paulo Jr. não repita os erros de 2012 e que possa dar ao América o mesmo brilho de suas passagens anteriores. Que seja muito bem vindo.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Hora de lutar!



Se as memórias da última partida contra o Sport estão entre as melhores no ano para o América, a lembrança do jogo da última rodada traz certo temos ao torcedor Esmeraldino para este sábado. O que esperar?

Pois bem... viemos de um jogo onde fomos goleados e o time nem de longe demonstrou a mesma pegada de partidas passadas. O adversário que vamos enfrentar é favorito em todas as hipóteses e ainda tem a motivação de pode alcançar a liderança com uma vitória consistente. Além disso, o América contará com alguns desfalques importantes para essa partida.

Nós Alviverdes sempre temos esperança... a partida do Arruda pode ser uma redenção do último jogo e uma grande oportunidade de recuperação. Mas o espírito dos que vão entrar em campo tem que estar renovado e animado. Para isso é sempre bom lembrar que um resultado positivo diante de um adversário tão forte é algo que tem repercussão acima da expectativa e ainda, as nossas chances de voltar ao grupo de classificação são reais.

Então é hora de levantar a cabeça, esquecer os problemas que nos cercam e lutar muito. É hora de resgatar o espírito que embalou os primeiros jogos dessa fase e nos trouxe até aqui.

Iniciada a venda de ingressos para América x Sport



No próximo sábado (19), América e Sport se enfrentam, às 18h30, no Arruda. Em partida é válida pela oitava rodada do segundo turno do Campeonato Pernambucano 2016.

Na tarde desta quinta-feira (17), a diretoria de futebol do América divulgou as informações sobre as vendas de ingressos para o jogo. As vendas dos bilhetes iniciaram nesta sexta-feira, pela internet, através do site www.guicheweb.com.br

Para a equipe visitante, os ingressos também estarão sendo vendidos na Ilha do Retiro nesta sexta-feira, a partir das 8h e até às 18h, na bilheteria do arco. No sábado, a venda dos ingressos serão realizadas nas bilheterias do Estádio do Arruda, tanto para a torcida do América, quanto para torcida visitante. Os preços dos ingressos são: Cadeira R$50,00; Inteira: R$30,00 e Meia R$15,00.

terça-feira, 15 de março de 2016

UNINASSAU/América perde para Maranhão



O UNINASSAU/América deixou a vitória escapar no segundo tempo. E com ela a liderança da Liga de Basquete Feminino. Na segunda partida diante do Maranhão Basquete na noite da última segunda-feira, no Castelinho, as donas da casa venceram por 68x63. Iniciando a partida com Tainá Paixão, Ariadna, Tati, Lacy e Erika, o América começou a partida impondo o ritmo diante das donas da casa. Com boa participação de Ariadna e Tati, o Mequinha terminou o primeiro período de jogo vencendo pelo placar de 22x16.

No segundo quarto, o América voltou com Débora em quadra. O Maranhão encostou no placar, mas graças a Tati Pacheco com duas bolas de três, o América conseguiu manter a vantagem e foi para o vestiário vencendo por 36x29, 14x13 no segundo quarto.

A derrota da equipe estadual começou a se desenhar no terceiro quarto. No retorno do intervalo, o América começou a cometer erros e parar de pontuar, enquanto que as donas da casa foram pra cima e conseguiam reverter o domínio de jogo em pontos, vencendo o quarto por 28x18 e levando a partida para a etapa final com o Maranhão Basquete vencendo por 57x54.

No último período, as duas equipes pontuaram pouco comparado com os outros três quartos. O UNINASSAU/América chegou até a empatar por 63x63, mas mas não conseguiu vencer a partida, fechando o quarto periodo em 11x9 para a equipe maranhense e consolidando o placar de 68x63 para as donas da casa.

Com este resultado, o América caiu para a segunda colocação 14 vitórias em 18 jogos, mesma quantidade de vitórias que o Corinthians, no entanto, a equipe paulista conta com um aproveitamento melhor por ter um jogo a menos que o Alviverde. O América volta à quadra no próximo dia 31, em mais uma rodada dupla, justamente diante do Corinthians/Americana, no ginásio Centro Cívico, em Americana-SP. Confronto direto que vale a liderança da primeira fase.

A apatia entrou em campo



Não é difícil achar palavras para descrever o momento vivido ontem no Arruda. Mas nenhuma delas é agradável. Nem mesmo aquela “garra” que servia como muleta para continuar acreditando no time vem existindo mais nas últimas três partidas.

Diferentemente do último Clássico da Técnica e Disciplina, não há como culpar a arbitragem pelo resultado. E mesmo se houvesse nenhum erro explicam ou justificam a derrota esmeraldina da forma que foi. O América simplesmente foi pior, foi horrível, foi vergonhoso. Chances de gol mesmo só com Cajá, que teve três oportunidades claras de diminuir o marcador, mas não deu em nada. Aliás, sobre o nada, nada se pode tirar de proveitoso ontem diante do Náutico, no Arruda. Só críticas.



Faltou postura do time e combatividade no meio campo, pois sem muito esforço o Náutico construiu sua vitória, tamanha era a liberdade para criar suas jogadas. E fez o que quis e os gols saíram quando quiseram, tamanha foi a maneira que o time alvirrubro comandou a partida e dosou o ritmo de jogo. A defesa que era um dos destaques do América na competição hoje é a mais vazada, com 17 gols sofridos. Ontem, vimos a dupla de zaga batendo a cabeça várias vezes. As laterais estavam nulas, nem apoiavam o ataque, nem ajudavam no sistema defensivo. 

Charles Muniz, pelo que vem expondo ao publico não sabe o que fazer daqui pra frente. Alega sempre que o elenco é limitado em peças de reposição e vem tirando leite de pedra entre contusões e suspensões. Isso não cabe questionamentos, o que aqui se questiona é a queda de rendimento nos últimos três jogos. E aqui não cabe qualidade técnica, mas a falta de postura em campo, o foco a cada lance, a garra, a vibração, a vontade e a perseverança que tanto nos orgulhamos desde a primeira partida do primeiro turno.

A matemática e o desempenho regular do Santa Cruz nos colocam ainda com chances de avançar para as semifinais. Mas pelo visto ontem e caso o time não tome uma dose motivacional e psicológica para as ultimas três partidas do Hexagonal do Título, é difícil ver alguma saída neste cenário sombrio. Torço pra que este time não tenha chegado ao seu limite.

domingo, 13 de março de 2016

NÁUTICO X AMÉRICA


Teremos nesta segunda o complemento da 7ª rodada do Campeonato Pernambucano de 2016, o Náutico recebe o América no Arruda. Este jogo inicialmente estavas programado para acontecer na Arena Pernambuco, porém, foi transferido para o Arruda por causa do encontro entre Brasil x Uruguai... na distante sexta-feira santa, dia 25 de março, as 21h45. A recomendação da CBF foi de  preservar o gramado da Arena .
O pessoal da Rosa e Silva chega ao Arruda com a pretensão de conquistar uma vitória para antecipar a sua classificação as semifinais do Pernambucano. Classificação que facilitaria sua vida, já que o Náutico se prepara para disputa de outra competição, desta vez a Copa do Brasil.

O time alviverde vem de resultados negativos, derrotas, vem procurando mostrar que ainda tem aspirações neste campeonato. O time trabalhou ao longo da semana,mas, ainda vem com desfalques, alguns atletas ainda estão em recuperação.


O treinador Charles Muniz trabalhou ao longo da semana com jogadores que estavam a disposição, organizando a defesa, cobrando mais movimentação do time e uma postura afirmativa. A equipe americana pretende mostrar que ainda está viva e pode se candidatar a uma das vagas das semifinais.


A partida terá seu início as 20h30. deverá ser transmitida pelo Premiere, no apito teremos o Sr.Diego Fernando, auxiliado por Albert Junior, Fabricío Sales e na reserva Deborah Cecília. Os ingressos já estão sendo comercializados a preços de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada).






América x Náutico no Arruda, há 22 anos...


Mais um América x Náutico no Mundão do Arruda. E o último aconteceu a 22 anos, pelo Campeonato Pernambucano de 1994. Anos difíceis e de crise na Estrada do Arraial, bem longe do seu passado vitorioso. 

O América vinha de uma campanha sofrida tendo amargado duas goleadas do Sport e Santa Cruz logo nos primeiros jogos, e perdido os dois jogos seguintes para Destilaria e Central por placares magros de 1x0 ficando na lanterna até aquele momento. Além disso, o clube atravessava uma crise financeira e não possuía estádio próprio para mandar seus jogos. Foi nessa situação que o América encarou o Náutico no Arruda na noite de 2 de fevereiro de 1994.

Desmotivado e sendo o franco atirador do jogo, o América, anonimamente contava com um trunfo: a estréia de Edvaldo no ataque.

Aparentemente um mero desconhecido, mas os seus companheiros sabiam de seu potencial e contavam com sua estréia para melhorar o ataque Alviverde. Como o próprio Edvaldo nos contou, em conversa recente com o Blog do Mequinha, a sua estréia era aguardada entre os colegas, pois ele sempre se saía bem nos treinos e a sua documentação havia atrasado, impedindo de participar dos jogos anteriores.

Eu cheguei no inicio do campeonato, tinha vindo do estudantes e o atraso da documentação adiou minha estreia, com isso, fiquei treinando no time de baixo e sempre fazia gols, por isso quando entrei motivei o restante do elenco. Lembro como hoje, o time não vinha bem, o Jeferson de Freitas estava em reformas e vínhamos mandando nossos jogos Arruda. [...] Ainda fico arrepiado quando lembro dos gols, graças a DEUS fiz 2 gols,o primeiro por sinal muito bonito [...]

Edvaldo não se fez de rogado e garantiu a vitória do América sobre o Náutico com dois gols naquela noite inspirada. O primeiro deles o mais bonito e que o faz lembrar ainda com emoção daquele jogo. Em seguida Edvaldo ampliou para o Mequinha e o Náutico não conseguiu vencer a barreira alviverde contentando-se apenas em reduzir o placar. O time do Náutico contava com um bom sistema defensivo na época tendo no gol Marco Aurélio e na zaga a dupla Araújo e Paulo Roberto, sob o comando de Givanildo Oliveira. Mesmo assim, o estreante Edvaldo não tomou conhecimento dos adversários e entrou para a história Alviverde como o autor dos gols que deram a última vitória do Mequinha sobre o trio de ferro.

Depois daquele jogo o América emplacou uma reação e obteve mais dois empates, o que o tirou da zona de rebaixamento e assegurou sua classificação para a fase seguinte. Edvaldo ainda marcou gols importantes nesse campeonato, como o que deu a vitória do América sobre o Tricolor das tabocas, tirando o Alviverde da degola do rebaixamento.

UNINASSAU/América vence Maranhão e se isola na liderança



Líder isolado da Liga de Basquete Feminino. Com a vitória diante do Maranhão Basquete fora de casa por 73 a 63, foi esta a excelente situação que o UNINASSAU/América conquistou neste sábado, no Ginásio Castelinho. 

Em um jogo equilibrado, o Roberto Dornelas iniciou a partida alinhando em quadra Tainá Paixão, Ariadna, Tati Pacheco, Kelly e Erika. O primeiro quarto foi totalmente favorável ao América, com a pivô Erika marcou 8 pontos e recuperando 6 rebotes. Kelly também foi outro destaque com a camisa alviverde no primeiro período, anotando 8 pontos e pegando 4 rebotes. O primeiro período foi vencido pelas alviverdes por 23 a 18.

Já no segundo período, as donas da casa engrossaram pro lado do Mequinha. Com o UNINASSAU/América errando bastante, o time não foi tão produtivo quanto foi no primeiro quarto, fechando o primeiro tempo com quatro pontos de vantagem (38x34), mas acabou saindo de quadra perdendo a segunda parcial por diferença de um ponto.

Na volta do primeiro tempo a pressão das donas da casa continuou. Mesmo com o América sempre à frente no placar durante os três primeiros períodos, o Maranhão não deixou o time de Dornelas abrir grande vantagem, isso fez com que a partida entrasse no período derradeiro separada por apenas dois pontos (55x53), além de nova vitória maranhense na terceira parcial por 19x17.

No quarto e último período, depois de ver o Maranhão vencer o segundo e terceiro período, e diminuir a desvantagem no placar, o América voltou mais seguro em quadra e dominou os dez minutos finais da partida, venceu o período por 18x10 e assegurando sua 14ª vitória na LBF. Destaque no quarto periodo ficou por conta da Jennifer Lacy, marcando 13 pontos nos últimos 10 minutos.

Com a pivô Érika novamente fazendo uma grande partida, além de aumentar sua sequência de partidas com duplo-duplo para oito jogos seguidos, a pivô Érika de Souza recuperou 20 rebotes diante do Maranhão, segunda melhor marca da temporada 2015/2016 da LBF, e bateu seu recorde pessoal no fundamento na LBF, que era de 18 sobras. Além de Erika, o América contou com grande destaque do trio da ala/pivô Lacy, com 19 pontos, da ala Tatiane, com 14 pontos, e da pivô Kelly, com 12 pontos e nove rebotes.

Após o confronto direto na manhã deste sábado, Maranhão e América voltam a se enfrentar na LBF nesta segunda-feira (14/03), novamente no Ginásio Castelinho, em São Luís, às 20 horas.

sábado, 12 de março de 2016

AMERICA'S OLD PLAYERS: O ATACANTE JAÍLTON

A coluna America’s Old Players está de volta para falar sobre um meio-campista que brilhou com a camisa do América no começo dos anos 1990. Jaílton Araújo de Paiva ou simplesmente Jaílton, filho do Sr. Antônio Soares de Paiva e da Sra. Josefa Araújo de Paiva, nasceu no dia 26 de dezembro de 1972 e viveu sua infância e adolescência no bairro de Águas Compridas na cidade de Olinda.

Jaílton do América
Sua carreira futebolística iniciou-se em 1986 nas categorias de base do Sport Club do Recife, de onde se transferiu em 1991 para o América Futebol Clube do então treinador Moacyr Fernandes. Com a camisa americana, Jailton participou de inesquecíveis partidas como a vitória por 3x0 sobre o Íbis no dia 14 de julho de 1991, o empate por 1x1 contra o Santa Cruz no dia 3 de julho de 1992, o empate em 1x1 contra o Náutico no dia 2 de maio de 1993, assim como, as vitórias no ano de 1994 contra o Náutico por 2x1 no dia 2 de fevereiro e sobre a Desportiva Vitória no dia 27 de fevereiro, em pleno estádio Severino Cândido Carneiro.
O América FC de 1994

O já conhecido atacante do time do bairro de Casa Amarela teria seu momento de consagração no Campeonato Pernambucano de 1995. O América não fez um bom campeonato e chegou a fazer um jogo-extra contra o Estudantes de Timbaúba na Ilha do Retiro, valendo a permanência na elite do futebol pernambucano. Com a arbitragem de Djalma Cândido, o América venceu por 4x0, tendo o ponta-esquerda Jaílton anotado o segundo, o terceiro e o quarto gol em favor do quadro esmeraldino.
À esquerda, a comemoração de Jaílton após a marcação do 2º gol americano contra o Estudantes. À direita, entrevista após o jogo e a comemoração pelos três gols marcados naquela tarde na Ilha do Retiro.
O Ypiranga de Santa Cruz do Capibaribe foi a casa de Jaílton no ano de 1996 e comandando o ataque da “Máquina de Costura”, o Ypiranga conseguiu grandes resultados como a vitória sobre o Central por 3x2 em Caruaru no dia 02 de março e a vitória sobre o Centro Limoeirense por 2x0 no dia 13 de março.
Jaílton com a camisa do Ypiranga em 1996.

Em 1997, Jaílton trocou o agreste pernambucano pelo interior cearense, onde defendeu as cores rubro-negras do Guarany de Sobral no campeonato estadual, levando o “Cacique do Vale” à honrosa 6ª colocação com 48 pontos em 30 jogos, com destaque para o empate em 0x0 contra o Ceará no dia 13 de junho e a vitória por 1x0 contra o Fortaleza no dia 27 de abril.
Querendo quebrar com o jejum de oito anos sem títulos estaduais, O Moto Clube de São Luís do Maranhão o contratou junto ao Guarany/CE. O time rubro-negro da capital do “reggae” bem que tentou, mas, teve que contentar-se com um quarto lugar, obtendo 40 pontos em 24 jogos, com destaque para as vitórias por 3x0 contra o Sampaio Correa no dia 29 de julho e de 5x0 contra o Imperatriz no dia 25 de junho.
Jaílton com a camisa do Moto Clube/MA em 1998.

Sem Jaílton, o Guarany de Sobral foi rebaixado no Campeonato Cearense de 1998 e portanto, precisava montar um time forte para conquistar o seu retorno à elite na terra de José de Alencar. Em 1999, o nosso ponta-esquerda estava de volta à equipe sobralense e a equipe sobrou em campo. O time conquistou 54 pontos em 24 jogos disputados e se tornou por antecipação campeão cearense da segunda divisão, voltando à primeira divisão ao lado do Crato Esporte Clube. Na campanha, pode-se destacar as belas vitórias por 5x0 contra o Itapajé no dia 28 de fevereiro e por 6x0 contra o Terra e Mar no dia 11 de julho.
Jaílton com a camisa do América em 1991 ao lado do alvirrubro Bizu.

No ano seguinte, foi chamado para compor o elenco do Galícia Esporte Clube no Campeonato Baiano da Segunda Divisão. A campanha não foi suficiente para conseguir o acesso e os “Granadeiros da Cruz de Santiago” ficaram na quarta colocação, com 34 pontos em 18 jogos, tendo como destaque as vitórias de 2x0 contra o Bahia de Feira de Santana no dia 16 de abril de 2000 e de 3x2 no clássico contra o Ypiranga/BA no dia 23 de abril.
Com apenas 28 anos, Jaílton resolveu pendurar as chuteiras e desde então, reside em Natal no Rio Grande do Norte com a sua família. Devido a um acidente de moto em 2014, nosso ponta-esquerda adquiriu paraplegia e vive atualmente em uma rotina de fisioterapias a fim de retornar a andar. A equipe do Blog do Mequinha junto com os inúmeros torcedores do Alviverde da Estrada do Arraial torcemos por mais esta vitória em sua vida.
Jaílton hoje vive com sua família em Natal/RN

Se o Fantástico não o homenageou em 1995 pelos três gols marcados contra o Estudantes, a gente faz o serviço. Quem faz três gols num jogo também pede música aqui no Blog do Mequinha e a música escolhida pelo nosso atacante é "Tá Escrito" do Grupo Revelação, que pode ser acessada logo abaixo.









sexta-feira, 11 de março de 2016

UNINASSAU/América enfrenta o Maranhão em São Luís


Esmeraldinas voltam à quadra neste sábado, de olho na vitória | Foto: Robson Neves


O UNINASSAU/América é o atual líder da Liga de Basquete Feminino. Após o confronto direto entre Corinthians/Americana e Sampaio Corrêa/MA na última terça (08) e quarta-feira (09) na cidade de Americana, os resultados das partidas recolocaram as alviverdes novamente no topo da tabela. Na primeira partida, vitória maranhense por 76x73 e, no segundo jogo, triunfo corintiano por 81x68. O resultado colocou o América dividindo a liderança com o Corinthians com 16 jogos e 13 vitórias e um aproveitamento de 81.3%, contudo, a equipe comandada por Roberto Dornelas está na frente na tabela pela vantagem adquirida nos confrontos diretos.

Faltando apenas quatro jogos para iniciar os playoffs da Liga de Basquete Feminino, toda e qualquer partida agora será uma decisão para ir ao mata-mata com a vantagem de jogar as partidas de volta com o apoio da torcida. E as duas primeiras decisões já serão neste próximo sábado (12) às 10 horas e na próxima segunda-feira (14) às 20 horas, contra o Maranhão Basquete. A equipe esmeraldina retorna a São Luís com a missão de voltar para o Recife com duas vitórias. Na tarde desta última quinta-feira (10), o técnico Roberto Dornelas comandou o seu último treino no Recife, focado na combinação de jogadas e no aperfeiçoamento do posicionamento e arremessos. A delegação alviverde viajou no sábado pela manhã com destino a São Luís.


Lesionada, Adrianinha é desfalque certo diante do Maranhão | Foto: Robson Neves

Com uma lesão crônica no tendão da panturrilha esquerda, o América não contará com a capitã e a armadora Adrianinha, no entanto, o time volta a contar com a pivô Fran, que se recuperou de uma lesão no joelho esquerdo assim com a armadora Débora e a pivô Fabi Caetano, que estão quase 100% recuperadas da virose e a priori, estarão relacionadas para este sábado.

Com 100% de aproveitamento nos confrontos diante do Maranhão Basquete, este será o sexto confronto das Periquitas diante da equipe maranhense. Pela LBF 2014/15, vitórias alviverdes por 93x53 no SESC Santo Amaro e 61x93 no Castelinho. Pela LBF 2015/16, novas vitórias do UNINASSAU/América, por 82x61 e 72x55, ambas no Ginásio Wilson de Souza Campos no SESC de Santo Amaro.

quarta-feira, 9 de março de 2016

América fará sua estréia no Torneio Inicio de Handebol



A temporada de handebol em Pernambuco está de volta! Com suas tradicionais equipes a modalidade retorna essa semana nas categorias masculina e feminina com o Torneio Inicio. Junto com o América/BPE, estarão disputando o primeiro titulo de 2016 as equipes do Náutico e Barroso pelo Grupo B. Já na outra chave, estarão o IFPE, UFPE e a Liga de Handebol de Pernambuco (LHPE).

Os jogos do Torneio Inicio acontecerão a partir desta sexta-feira (11), na quadra do Clube Português do Recife e outras partidas no sábado (12) e domingo (13) também acontecerão no Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem. Com equipes adultas nas categorias masculino e feminino, o América/BPE fará sua estréia diante do Barroso às 18h40, com as mulheres. Já os homens entrarão em quadra às 21h20 fazendo o clássico diante do Náutico. Ambas as partidas serão no Clube Português.

Desde o retorno do América no handebol em 2014, a equipe alviverde vem colecionando grande resultados na modalidade. Em 2014 o América foi terceiro colocado no Campeonato Brasileiro e vice-campeão pernambucano. Já em 2015 veio o primeiro título do Periquito com a conquista da Recife Open, além de repetir a campanha da temporada anterior no Campeonato Pernambucano e fechar a participação no Campeonato Brasileiro em quinto lugar.

Jogos do América no Torneio Inicio:

FEMININO:
11/03 18h40 - Barroso/IAPS x América/BPE (Clube Português)
12/03 13h20 - UFPE x América/BPE (Clube Português)
12/03 18h40 - Semifinal 1º x Semifinal 4º (Clube Português)
12/03 19h00 - Semifinal 2º x Semifinal 3º (Clube Português)
12/03 20h20 - Terceiro 1º x Terceiro 2º (Clube Português)
13/03 19h40 - Vencedor 1º x Vencedor 2º (Santos Dummont)

MASCULINO:
11/03 21h20 - América/BPE x Náutico (Clube Português)
12/03 12h40 - América/BPE x Barroso/IAPS (Clube Português)
12/03 14h40 - Repescagem 2ºA x Repescagem 3ºB (Clube Português)
12/03 15h20 - Repescagem 2ºB x Repescagem 3ºA (Clube Português)
12/03 17h20 - Semifinal 1ºA x Vencedor Repesc. 2 (Clube Português)
12/03 18h00 - Semifinal 1ºB x Vencedor Repesc. 1 (Clube Português)
12/03 19h40 - Perdedor Semi 1º x Perdedor Semi 2º (Clube Português)
13/03 10h40 - Vencedor Semi 1ºx Vencedor Semi 1º (Santos Dummont)

domingo, 6 de março de 2016

Complicou a missão para semifinal

América voltou do sertão sem pontuar e segue na quinta colocação | Foto: Tercio Trindade

O time do América lutou e tentou criar oportunidades, mas não conseguiu ser páreo para o time reserva do Salgueiro. No calor escaldante do sertão pernambucano, dando direito a tempo técnico aos 30 minutos de jogo, o time do técnico Charles Muniz segurou a peteca no primeiro tempo, mas na volta para o gramado do Cornélio de Barros o Periquito não conseguiu manter o ritmo de jogo apresentado, imprimindo a marcação da saída de bola, sofrendo três gols na etapa complementar.

Com o elenco reduzido, o América viajou para o sertão sem algumas peças no elenco. Durante a semana, Laranjeiras e Neto Bala sofreram com a maldita chikungunya e apenas Bala conseguiu ir pra jogo neste domingo. Já Thiago Laranjeiras, sequer viajou para Salgueiro. Outra perda foi a dupla de zaga esmeraldina. Sem Cirqueira e Yuri, também lesionados, entraram no jogo Márcio e Carioca. O resultado foi um banco de reservas sem opção para Charles Muniz realizar modificações durante a partida na zaga alviverde. Outros dois desfalques neste domingo foram o volante Danyel, que encontra-se no departamento médico desde a partida contra o Náutico, além do lateral esquerdo Jair, que já está fora do time a pelo menos um mês. Com estas baixas deu pra ver que o América foi para o sertão cheio de improvisações.

Mesmo com os desfalques, o América entrou em campo pensando em não sofrer gols diante do Carcará. A postura do time montado pelo técnico Charles Muniz foi de colocar o time atrás, focando na marcação e tentando investir nos contra-ataques. Apesar do América optar pelo esquema defensivo, o Salgueiro pouco ameaçou o América no primeiro tempo. A primeira grande chance do jogo surgiu aos 41 minutos com Paulinho Mossoró ameaçando o América após cruzamento de Alexon, mas Delone estava atento no lance e salvou o Mequinha. Logo após este lance, o América quase abriu o placar, mas o goleiro Gleibson (que já defendeu o América em 2010 e 2011), mandou a bola pra escanteio.

Time alviverde volta a campo na próxima segunda, contra o Náutico na Arena PE | Foto: Tercio Trindade


Veio o segundo tempo de jogo e pelo o que pareceu, o time do América sentiu a temperatura no segundo tempo. A pressão do Carcará começou logo no primeiro tempo de jogo, mas o Carioca estava atento e tirou a bola da grande área de Delone. O ataque sertanejo colocou novamente Delone à prova, praticando nova defesa. E, na terceira oportunidade do Salgueiro, foi aberto o placar no Cornélio de Barros. Jhon, que havia inaugurado o placar no Arruda, também fez o primeiro gol no Salgueirão após cobrança de escanteio.

Depois do gol do Salgueiro, o time do América tentou a todo custo buscar o gol de empate e, fazendo com que aquele ferrolho esmeraldino fosse vazado em outras duas oportunidades. Já na metade do segundo tempo, Neto Bala colecionou sua segunda expulsão no estadual. Com o América com menos um, o Salgueiro aproveitou os espaços e ampliou o placar aos 35 minutos de jogo novamente com John, após contra-ataque de Lucas Piauí. O Salgueiro ainda conseguiu ampliar o marcador aos 44 do segundo tempo através de uma penalidade. Na cobrança, o jogador do carcará bateu no canto esquerdo de Delone e, apesar de acertar o lado, não conseguiu evitar o gol sertanejo. 

Cheio de desfalques, a derrota por 3x0 para o Salgueiro fora de casa é um sinal de que precisamos evoluir e muito com o elenco esmeraldino. Apesar da vontade e da garra, as limitações são evidentes e faltam peças de reposições. Na quinta colocação com seis pontos, o time esmeraldino terá que pontuar em todos os clássicos diante do Trio de Ferro e vencer o Central na última rodada para continuar sonhando com a semifinal do Campeonato Pernambucano e ainda torcer por tropeços de quem está a frente na tabela de classificação. Um missão e tanto para este time que vem matando um leão por rodada. No mais, uma coisa é certa: falta muita coisa para o time. E isso não é uma critica ao trabalho realizado até aqui e sim uma constatação. Para a Série D do Brasileirão será necessário contratar mais para dar condições para este time crescer e continuar surpreendendo. Isso se não quisermos apenas participar, pois a gente sabe que este time pode ir muito mais além.


Sem sustos, América garante nova vitória no Salesiano

UNINASSAU/América vence Venceslau e retoma vice-liderança da LBF | Foto: Washington Vaz


Desta vez foi sem sufoco. Diferentemente da ultima partida realizada na sexta-feira (04) que o UNINASSAU/América conseguiu a vitória na prorrogação, neste domingo o time liderado pelo técnico Roberto Dornelas não deu espaço para o Presidente Venceslau e conseguiu mais uma importante vitória na LBF, vencendo por 66x45.

Iniciando o jogo com Tainá Paixão, Ariadna, Tati Pacheco, Raphaella Monteiro e Erika, a partida começou com um primeiro quarto equilibrado. O placar foi inaugurado com uma cesta de três marcada pela equipe visitante, contudo não demorou muito para as alviverdes assumirem a frente do placar, fechando o período por 18x13, com destaques para Monteiro e Erika.

No segundo quarto, o Mequinha sofreu uma certa pressão do Venceslau e por muito pouco o time paulista não chegou ao empate, chegando a fazer 18x17, mas o América não deixou espaços para o azar, tratando de ampliar a vantagem obtida no primeiro quarto, fechando o primeiro tempo por 34x25.

O foco das Periquitas continuou no segundo tempo de jogo e, mesmo com desfalques no time principal, o América continuou ligado, anotando mais 20 pontos. A ala Tati Pacheco foi o nome do terceiro quarto, computando nove pontos no período. No último quarto de jogo, o green team do América continuou no ataque, mas apenas administrando a vantagem, fechando o jogo em 66x45.

Destaque esmeraldino na ultima partida diante do Venceslau, Erika manteve sua regularidade positiva e foi uma das figuras chaves na vitória americana, computando 14 rebotes. Já Tati Pacheco foi a cestinha esmeraldina com 19 pontos. Outro destaque do América na partida foi Tainá Paixão, que participou do jogo com 5 assistências.

Com a vitória diante do Presidente Venceslau, o América chegou a 29 pontos na LBF, três a mais do que o Corinthians.Apesar da pontuação, a equipe paulista ainda é melhor. Com 2 jogos a menos que o América, a equipe corintiana possui 85,7% de aproveitamento, em comparação aos 81,3% do América.

As próximas duas partidas do UNINASSAU/América acontecerá no sábado (12) e segunda-feira (14), visitando novamente São Luís, desta vez para enfrentar o Maranhão Basquete quarto colocado com 6 vitórias em 16 jogos.

Erika foi novamente destaque na partida, com 14 rebotes | Foto: Robson Neves

sábado, 5 de março de 2016

FUTEBOL: AMÉRICA VAI AO SERTÃO!!

Teremos neste domingo mais uma rodada do Campeonato Pernambucano de 2016, na verdade a 6 rodada, partida que marca as partidas de "volta". Neste caso teremos o re-encontro de Salgueiro x América.

Os dois time se enfrentaram na última segunda, no estádio do Arruda, uma partida que ficou marcado pelo vacilo do América e acabou com a vitória do Salgueiro.

O time do América aproveitou o a semana para se recuperar, trabalhar alguns jogadores e situação de jogo. Podemos ter o desfalque de Yuri, que saiu da última partida machucado. Uma vitória recoloca o América na briga por uma vaga nas semifinais,  já que o Santa Cruz empatou com o Central ( ver classificação).

O time da casa, Salgueiro Atlético Clube, jogou na última quinta-feira pela Copa do Nordeste, perdeu em casa para o Campinense.Este resultado coloca a equipe local com poucas chances de classificação na Copa do Nordeste. De acordo com a imprensa de Salgueiro o time local vai partir com tudo contra o América para seguir firme no objetivo de garantir a classificação para as semifinais do Pernambucano.

A partida será disputada no estádio Cornélio de Barros, o Salgueirão, as 16 horas deste domingo. Terá no apito o Sr. Luiz Cláudio Sobral, assistente 1 Elan Vieira, assistente 2 Fernanda Colombo e como 4 arbitro Anderson Costa.

CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA

1 NAUTICO 12 5 4 0 1 6 2 4 2 0
2 SALGUEIRO 10 5 3 1 1 6 3 3 1 0
3 SPORT 9 5 3 0 2 6 4 2 1 1
4 SANTA CRUZ 8 6 2 2 2 7 7 0 1 0
5 AMERICA 6 5 2 0 3 6 9 -3 1 2
6 CENTRAL 1 6 0 1 5 2 8 -6 0 3


********************************************************************************

Pelo Basquete Feminino teremos no Colégio Salesiano do Recife a partida entre o Améria-Uninassu x Presidente Venceslau-SP. Partida válida pela Liga de Basquete Feminina 2016.

Estes dois time já haviam se encontrado na última sexta, numa partida empolgante e que foi vencida pelas meninas do América na prorrogação!! América 68 x 65 Presidente Venceslau.

A partida terá seu início as 10: 00 da manhã deste domingo, ingressos no local da partida.



BOA SORTE AMÉRICA!!








Vitória na superação

Tainá Paixão foi uma das destaques do time alviverde | Foto: Robson Neves


Foi no sufoco e na superação. Quem foi ao Colégio Salesiano esperando por uma partida fácil contra o lanterna da LBF, viu uma partida dramática e com várias reviravoltas. 

Sem poder contar com várias jogadoras vítimas de uma virose e lesão, entre alas a armadora Adrianinha, a ala/pivô Jennifer Lacy e a pivô Kelly, o técnico Dornelas teve que contar com sua base para entrar em quadra. E depois de um primeiro tempo tranquilo, as ausências destas jogadoras fizeram falta no segundo tempo. 

Depois de fechar a primeira etapa da partida vencendo as paulistas por 45x27, parciais de 22×11 e 23×16, o Presidente Venceslau voltou a quadra e conseguiu levar a partida para prorrogação, empatando no tempo normal em 63x63. Os últimos dois quartos do a equipe paulista surpreendeu as alviverdes, vencendo por 12×20 e 6×16, fazendo com que o América sofresse a primeira prorrogação de sua história.

Na prorrogação, o UNINASSAU/América voltou mais calmo para a partida e, diferentemente dos últimos dois quartos, conseguiu aproveitar as chances criadas e bateu as venceslauenses por 68x65.

Líder dentro de quadra, a pivô Erika Souza foi o destaque da partida, sendo a cestinha do jogo com 20 pontos, além de 15 rebotes. O resultado deixou o América sozinho na vice-liderança, com 12 vitórias em 15 jogos. O time segue na cola do líder Corinthians/Americana. Tainá Paixão também fez grande partida individual, computando 3 assistências durante a partida.

As duas equipes voltam a quadra neste domingo, novamente no Colégio Salesiano. Os ingressos estarão sendo vendidos no local ao valor de R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira) nas bilheterias do Centro Esportivo Salesiano Recife.

Equipes voltam a quadra neste domingo (06), às 10 horas. 

sexta-feira, 4 de março de 2016

O AMÉRICA TRABALHA EM 2 FRENTES!!

Ontem a noite tive a oportunidade de conversar com o Presidente do América, Augusto Moreira , sobre os planos do clube para segunda fase do Hexagonal do Título e também sobre a série D.

O presidente lembrou que o trabalho ainda está em curso, a classificação para as semifinais ainda está em aberto e que o América tem amplas chances de continuar surpreendendo a todos. Augusto fez questão de lembrar aos torcedores e amigos que a classificação não é fácil,até mesmo porque nada é fácil para o América. Só que ele não perdeu as esperanças em dias melhores.

Vou reproduzir meu bate-bola com Augusto

Blog do Mequinha: Boa noite Presidente, quais são os planos do clube para o restante do Campeonato?

Augusto Moreira: Boa noite, os planos são os mesmos, continuo acreditando na equipe, no grupo e no trabalho do Professor Charles e de sua comissão técnica. Estamos em 5º lugar, há 1 ponto de distância para o 4º e 3 pontos em relação ao 3º. Ainda temos 5 partidas para disputar, portanto muita coisa pode acontecer.

Blog do Mequinha: Você assumiu o clube há poucos dias antes da estreia do time no Pernambucano 2016, o que você pode falar sobre esse fato?

Augusto Moreira: Na verdade eu sempre participei da vida do clube, faz parte da história de minha família, na gestão anterior eu fui o Vice- Presidente. Posso dizer que a tarefa não era fácil, porém tive o apoio de um grupo forte, de Osmundo Bezerra, de Celsinho Muniz, de Dr. Celso, de João Moreira, de Alexandre Moreira, de Sérgio Serpa, de Zaidan e outros amigos que ajudaram com ideias ou apoio. O clube vem se destacando nos últimos anos, com bons trabalhos nas divisões de base, fruto do trabalho de Celsinho, Osmundo, Josué e Joaquim. Este trabalhou forneceu um grupo de atletas com condições e até experiência para disputar o Pernambucano. Contratamos Charles Muniz, contratamos alguns atletas, procuramos dar condições de trabalho a todos e pagamos em dia. Começamos a trabalhar na metade de dezembro de 2015, em janeiro pagamos logo o salário dos atletas. Foram disputadas 6 partidas pela fase de classificação em 17 dias!! Tivemos custos com deslocamento, material de treino, alimentação, medicamento, concentração e gratificação!! Fomos justos e honestos com nossos atletas.

Blog do Mequinha: Para muita gente a vitória contra o Sport foi um acaso, na verdade produto da sorte, o que você me diz?

Augusto Moreira: Existe um trabalho em andamento, o nosso treinador tem experiência, o grupo está bem fortalecido e unido. Foi resultado de um trabalho e de uma proposta de jogo.Agora o time atuou bem contra o Santa Cruz, contra o Central, contra o Náutico.Temos limitações, nosso orçamento é curto, não temos facilidades de recursos.

Blog do Mequinha: Acredito que uma das questões que atrapalharam muito o América foi a interdição do estádio Ademir Cunha?

Augusto Moreira: Realmente, porém preciso esclarecer algumas questões, o América procurou a Prefeitura do Paulista em dezembro, tentando levar os jogos do time para lá. Uma cidade com a qual já nós identificamos, o Prefeito da cidade, o Sr. Junior Matuto, foi bem atencioso, explicou que a atual crise econômica vem dificultando a reforma do estádio. Neste caso o América se prontificou a fazer intervenções pontuais no estádio, a Prefeitura colaboraria na intervenção com alguns recurso e assim teríamos um estádio em condições de receber partidas do Pernambucano. Aos poucos fomos melhorando o estádio, plantamos grama ( apareceu uma praga), fizemos uma reforma nos vestiários, a Prefeitura foi colaborando neste trabalho, inclusive na troca de lâmpadas e equipamentos de iluminação. A interdição do estádio foi decretada, tentamos reverter,mas, não deu. A solução foi procurar parcerias para acelerar o processo de requalificação do estádio, foi importante o apoio da Prefeitura ( agradeço ao Prefeito Júnior Matuto, secretários e equipe), a Federação Pernambucana ( Dr. Evandro, Murilo)a ajuda da a federação foi fundamental já que eles estão fazendo o gramado, a Carol Esportes nos apoiou na cobertura dos bancos de reserva e ao apoio de minha diretoria. Atualmente o estádio está uma beleza, pintado nas cores verde e branca, com um gramado novo e boas instalações sanitárias. Lembro que a Prefeitura do Paulista fez a capinação nas áreas internas do estádio, a limpeza em áreas próximas, a limpeza do fosso e ainda vai fazer mais!!
A expectativa é que tenhamos um dos melhores estádios da série D!!

Blog do Mequinha: Já que você falou da série D, quais sãos as expectativas?

Augusto Moreira: Minha cabeça está voltada para o Pernambucano e para o estádio Ademir Cunha, na verdade estou trabalhando em duas frentes: disputar o Hexagonal do Título e garantir que o estádio esteja pronto para receber jogos !! Falo em duas,mas, tenho que me preocupar em dar condições de trabalho para o time, cuidar das viagens ( Salgueiro e depois Caruaru), viabilizar estádios para partidas vindouras....tanta coisa!! Isso não faço só!! tenho ajuda de diretores, dos funcionários, da minha família.... e ainda tem o Ademir Cunha.


Blog do Mequinha: Neste caso ainda temos chances de ver o América no Ademir Cunha, jogando pelo Pernambucano de 2016?

Augusto Moreira: Acredito que não, a Federação tem que fazer outra vistoria, tem a possível pressão de outros clubes ( Sport e Santa Cruz) já que o Náutico não jogou lá....séria um presente para o povo de Paulista, para o Prefeito e para torcida em geral.

O estádio vai ser reaberto numa competição nacional, oferecendo a todos a oportunidade de assistirem bons jogos, possibilidade de uma tarde ou noite de diversão.

Blog do Mequinha: Obrigado Augusto pela atenção,boa sorte para todos, especialmente neste jogo contra o Salgueiro.

Augusto Moreira: Eu é que agradeço a oportunidade de esclarecer alguns pontos,aproveito, também, para me colocar a disposição de qualquer torcedor do América, ou pessoa,  que queira alguma informação ou até ajudar. Um forte abraço para os torcedores do América e  vamos torcer por um bom resultado neste domingo!!