terça-feira, 15 de março de 2016

A apatia entrou em campo



Não é difícil achar palavras para descrever o momento vivido ontem no Arruda. Mas nenhuma delas é agradável. Nem mesmo aquela “garra” que servia como muleta para continuar acreditando no time vem existindo mais nas últimas três partidas.

Diferentemente do último Clássico da Técnica e Disciplina, não há como culpar a arbitragem pelo resultado. E mesmo se houvesse nenhum erro explicam ou justificam a derrota esmeraldina da forma que foi. O América simplesmente foi pior, foi horrível, foi vergonhoso. Chances de gol mesmo só com Cajá, que teve três oportunidades claras de diminuir o marcador, mas não deu em nada. Aliás, sobre o nada, nada se pode tirar de proveitoso ontem diante do Náutico, no Arruda. Só críticas.



Faltou postura do time e combatividade no meio campo, pois sem muito esforço o Náutico construiu sua vitória, tamanha era a liberdade para criar suas jogadas. E fez o que quis e os gols saíram quando quiseram, tamanha foi a maneira que o time alvirrubro comandou a partida e dosou o ritmo de jogo. A defesa que era um dos destaques do América na competição hoje é a mais vazada, com 17 gols sofridos. Ontem, vimos a dupla de zaga batendo a cabeça várias vezes. As laterais estavam nulas, nem apoiavam o ataque, nem ajudavam no sistema defensivo. 

Charles Muniz, pelo que vem expondo ao publico não sabe o que fazer daqui pra frente. Alega sempre que o elenco é limitado em peças de reposição e vem tirando leite de pedra entre contusões e suspensões. Isso não cabe questionamentos, o que aqui se questiona é a queda de rendimento nos últimos três jogos. E aqui não cabe qualidade técnica, mas a falta de postura em campo, o foco a cada lance, a garra, a vibração, a vontade e a perseverança que tanto nos orgulhamos desde a primeira partida do primeiro turno.

A matemática e o desempenho regular do Santa Cruz nos colocam ainda com chances de avançar para as semifinais. Mas pelo visto ontem e caso o time não tome uma dose motivacional e psicológica para as ultimas três partidas do Hexagonal do Título, é difícil ver alguma saída neste cenário sombrio. Torço pra que este time não tenha chegado ao seu limite.

0 comentários:

Postar um comentário