domingo, 13 de março de 2016

América x Náutico no Arruda, há 22 anos...


Mais um América x Náutico no Mundão do Arruda. E o último aconteceu a 22 anos, pelo Campeonato Pernambucano de 1994. Anos difíceis e de crise na Estrada do Arraial, bem longe do seu passado vitorioso. 

O América vinha de uma campanha sofrida tendo amargado duas goleadas do Sport e Santa Cruz logo nos primeiros jogos, e perdido os dois jogos seguintes para Destilaria e Central por placares magros de 1x0 ficando na lanterna até aquele momento. Além disso, o clube atravessava uma crise financeira e não possuía estádio próprio para mandar seus jogos. Foi nessa situação que o América encarou o Náutico no Arruda na noite de 2 de fevereiro de 1994.

Desmotivado e sendo o franco atirador do jogo, o América, anonimamente contava com um trunfo: a estréia de Edvaldo no ataque.

Aparentemente um mero desconhecido, mas os seus companheiros sabiam de seu potencial e contavam com sua estréia para melhorar o ataque Alviverde. Como o próprio Edvaldo nos contou, em conversa recente com o Blog do Mequinha, a sua estréia era aguardada entre os colegas, pois ele sempre se saía bem nos treinos e a sua documentação havia atrasado, impedindo de participar dos jogos anteriores.

Eu cheguei no inicio do campeonato, tinha vindo do estudantes e o atraso da documentação adiou minha estreia, com isso, fiquei treinando no time de baixo e sempre fazia gols, por isso quando entrei motivei o restante do elenco. Lembro como hoje, o time não vinha bem, o Jeferson de Freitas estava em reformas e vínhamos mandando nossos jogos Arruda. [...] Ainda fico arrepiado quando lembro dos gols, graças a DEUS fiz 2 gols,o primeiro por sinal muito bonito [...]

Edvaldo não se fez de rogado e garantiu a vitória do América sobre o Náutico com dois gols naquela noite inspirada. O primeiro deles o mais bonito e que o faz lembrar ainda com emoção daquele jogo. Em seguida Edvaldo ampliou para o Mequinha e o Náutico não conseguiu vencer a barreira alviverde contentando-se apenas em reduzir o placar. O time do Náutico contava com um bom sistema defensivo na época tendo no gol Marco Aurélio e na zaga a dupla Araújo e Paulo Roberto, sob o comando de Givanildo Oliveira. Mesmo assim, o estreante Edvaldo não tomou conhecimento dos adversários e entrou para a história Alviverde como o autor dos gols que deram a última vitória do Mequinha sobre o trio de ferro.

Depois daquele jogo o América emplacou uma reação e obteve mais dois empates, o que o tirou da zona de rebaixamento e assegurou sua classificação para a fase seguinte. Edvaldo ainda marcou gols importantes nesse campeonato, como o que deu a vitória do América sobre o Tricolor das tabocas, tirando o Alviverde da degola do rebaixamento.

0 comentários:

Postar um comentário