quinta-feira, 2 de junho de 2016

Sem apoio e com mais de cem incertezas


Faltam dez dias para a estréia do América no Campeonato Brasileiro da Série D. O dia 12 tem tudo pra ser histórico no ressurgimento do América nestes últimos dez anos. Depois de realizar uma honrada campanha no Campeonato Pernambucano esperava-se o mínimo de planejamento para o campeonato nacional... mas de lá pra cá o Alviverde da Estrada do Arraial vem sofrendo para buscar o mínimo de estrutura possível para entrar em campo.

No grupo A7 da Série D, o Periquito terá pela frente as equipes do Galicia/BA, Sousa/PB e Globo/RN. A partida de estréia do Alviverde da Estrada do Arraial está marcada para o dia 12 de junho na cidade de Jacobina diante do Galicia. Com exceção do Mequinha, todas os clubes do clube A7 já iniciaram seus trabalhos... já o nosso alviverde, até o momento da escrita deste texto, nada definido.

Indefinição justificada por vários motivos. A atual recessão econômica, que vem impactando a todos na sociedade pode assim dizer que é um dos vilões, mas paralelo a isso veio os gastos com a reforma do Estádio Municipal Ademir Cunha, o fim do programa Todos com a Nota e a saída do Shopping Boa Vista, que era o patrocinador máster do América desde 2013 e optou por encerrar a parceria junto ao Campeão do Centenário. Outro ponto que veio a contribuir com a crise esmeraldina foi a luta para reverter o injusto leilão da sede social do clube, localizada em Casa Amarela, revertendo valores monetários  que poderiam hoje ou durante este período ser aplicados na base ou no futebol profissional no esforço para evitar  o que seria a perda da identidade de um clube tradicional no estado e no nordeste.

Contando apenas com alguns abnegados e sem poder contar com nenhuma empresa com real interesse de patrocinar uma instituição centenária, o futuro do América na Série D segue com um ponto de interrogação. Situação que preocupa até quanto a participação do América no campeonato pernambucano de juniores,  uma vez que a "AFC Participações e Projetos S/A" (AFC/SA), empresa que geria o futebol profissional e de base do clube encerrou suas atividades logo após o fim do estadual. O Campeonato Pernambucano SUB-20 está previsto para iniciar no próximo mês e também segue no mar de incertezas tão grande quanto o seu futebol profissional.

Nestes últimos sessenta dias o América vem tentando o que pode para reverter esse quadro. Foi atrás de novos patrocinadores e de pessoas que pudessem agregar valor ao projeto. Mas com um mídia cada vez centrada para o Trio de Ferro são poucas as empresas que tem interesse em patrocinar um clube que pouco tem seus jogos transmitidos ou aparece na rádio, televisão ou seja qual for o meio de comunicação. Buscou também apoio a clubes mais estruturados no empréstimo de jogadores, clubes de dentro e fora do estado. Esforço em vão. Suplicou também apoio a FPF, a entidade máxima do futebol pernambucano, mas até a redação deste texto não há nada de concreto.

Diferentemente das equipes do interior que contam na maioria das vezes com o apoio financeiro de seu município ou de políticos ou comerciantes (ou empresários) locais, o América não tem esta "sorte" ao seu lado. Praticamente sozinho, estamos vendo o sonho da da Série D cada vez mais distante. A volta ao Campeonato Brasileiro depois de duas décadas a cada hora que passa vem se tornando uma miragem no meio da Estrada  Arraial.

0 comentários:

Postar um comentário