segunda-feira, 20 de junho de 2016

Tudo azul na Série D, ou melhor... tudo verde!


O América venceu mais uma Série D do Campeonato Brasileiro. Pela segunda rodada do grupo A7, o Alviverde da Estrada do Arraial vem cumprindo seu papel no certame. Diante do Sousa-PB, fez valer seu mando de campo e manteve os 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro e, paralelo a isso, ainda não sabe o que é perder no Ademir Cunha. Longe de ser um time redondo e bem ajustado em campo, o America foi eficaz e soube aproveitar as chances criadas diante da equipe sertaneja. Melhor assim. Com seis pontos e com Galícia e Sousa ainda sem pontuar, o Campeão do Centenário começa a desenhar sua classificação para segunda fase do certame. 

Foi a reestreia do Ademir Cunha depois de quase dois meses interditado para reformas, tanto em seu gramado quanto em sua estrutura. Com o equipamento recuperado esperava-se que a população do Paulista e dos simpatizantes pelo America fosse comparecer em bom número. O horário propício e o valor do ingresso a cinco reais - o mais barato da Série D - contribuía para isso, mas apenas 300 torcedores estiveram nas arquibancadas para empurrar o América para mais uma vitória. Infelizmente uma renda de um mil e quinhentos reais que, na prática, não se paga sequer os custos do dia da partida, com alimentação de toda equipe, estadia, etc. E pra um clube como o América onde os dirigentes são os patrocinadores - leia-se paga pro time jogar - fica ainda tudo mais difícil.



Em campo, o Sousa foi quem colocou as manguinhas de fora para buscar o resultado. O time do sertão paraibano foi pra cima, mas a defesa do America não perdoava as investidas do ataque do Dinossauro. Enquanto isso, Messinho, Janderson e Branquinho tentavam se entender ali no meio campo para municiar Jackson, que fazia o pivô próximo a grande área. E isso só veio a acontecer por volta dos 15 minutos de jogo, com o América chegando com perigo com Branquinho. Falta proximo a grande área, cobrança de escanteio com Marcio cabeceando forte. O gol do América já estava maduro e veio com Jackson, ao 21 minutos de jogo, com Branquinho lançando a bola para o atacante na área do Sousa. Livre de marcação, o atacante prata da casa não deu chances para o arqueiro do Sousa e abriu o marcador.

Com o primeiro gol, o América mostrou confiança e mudou o panorama da partida. Aos 26 minutos Jackson criou uma nova oportunidade de gol, avançando com velocidade em direção a meta sertaneja, mas o zagueiro do Sousa afastou com perigo. Quando parecia que a partida estava favorável ao Alviverde da Estrada do Arraial, veio a ducha de água fria. Em um lance desprentencioso, o Tarcísio cruzou para dentro da área do América, a defesa do Mequinha bobeou deixando Gil Pernambucano livre, desviando para dentro do gol do gol de Geaze. Era o empate que prosseguiu até o final do primeiro tempo.

Veio o tempo complementar da partida e o América voltou totalmente diferente para o campo de jogo. Os jogadores eram os mesmos, mas a postura foi totalmente diferente do inicio do primeiro tempo, com o time passando a a trocar mais passes e atuando como um verdadeiro mandante faz, ditando o ritmo do jogo. E com essa postura o gol não demorou muito a acontecer. Aos oito minutos do segundo tempo, Messinho desempatou a partida após um belo passe de Jackson. O camisa 10 do Campeão do Centenário só teve o trabalho de deslocar o goleiro do Sousa e chutar em direção ao gol, colocando o America definitivamente à frente no placar. Algo simplório, mas para concretizar este placar, o Sousa vendeu caro essa vitória do América, investindo em contra-ataques e insistindo bastante na busca do empate.

Com a defesa sólida e atuando de forma inteligente, o América apostava nos contra-ataques e por muito pouco não buscou o terceiro gol. Só que ficou nisso, com o Mequinha vencendo mesmo por 2x1. Na próxima rodada, o América vai até o Rio Grande do Norte, onde encara o Globo no Estádio Barretão às 17h do próximo domingo. Globo que venceu o Galícia por 5x0 neste mesmo Barretão e, assim como o nosso Periquito, também conta com duas vitórias no grupo 7, mas com um saldo de gols superior ao do alviverde. Mais um jogo difícil pela frente.


AMERICA: Geaze; Da Silva, Rafael, Marcio e João Victor; Glauber, Leo Henrique, Janderson e Messinho (Danilo Quipapá); Branquinho (Wallason) e Jackson (Dentinho)|  Técnico: Paulo Junior

SOUSA: Ricardo; Eduardo Recife, Diogo (Alenilson), Gilmar e Camilo; Gil Pernambucano (Manu), Peu, Danilo Lopes e Tarcisio; Leandro e Rafael Freitas (Poti) | Técnico: Tazinho

AMARELO: Gil Pernambucano (Sousa)
ARBITRAGEM: Diego da Silva (SE); Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Gilberto Freire de Farias (PE); Deborah Cecília (PE)

GOLS: Jackson (21"1T); Marcio (29"1T - Contra); Messinho (8"2T)

0 comentários:

Postar um comentário