segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

América 2x0 Santa Cruz: Clássico da Amizade vitorioso!



O América não teve muito tempo para digerir a derrota nos acréscimos pela estreia do Campeonato Pernambucano. Em um certame de tiro curtíssimo, o foram menos de 48 horas do Clássico da Técnica e Disciplina para o Clássico da Amizade. Sem choro nem vela o América soube mesmo assim corrigir os erros individuais e saiu do Ademir Cunha vitorioso.

Embora muitos  cronistas esportivos da nossa aldeia tenha feito críticas ao gramado do Ademir Cunha, é importante ressaltar que a mesma dificuldade do time adversário era a mesma do América. Em um espaço público onde quase 90% foi capitaneado pela iniciativa de americanos e parceiros do América, infelizmente ainda existe a velha prática de ao invés de elogiar os esforços para deixar o estádio em ordem e agradável para todos, preferem se apegar às falhas e denegrir todo um esforço árduo que se repete desde 2010, quando o América adotou para si o Ademir Cunha. Não apenas a troca parcial do gramado, o América arregaçou as mangas e buscou incentivos para pintar todo o estádio, a reformar os vestiários, tribuna de honra, bares, banheiros e cabine de imprensa. Isso tudo em menos de dois meses.

Extra-campos e picuinhas a parte, a partida não foi apenas importante para garantir ao América sua primeira vitória, como também para quebrar um tabu de 28 anos. O Periquito não vencia a Cobra Coral  desde 12 de maio de 1990, quando fez 1 x 0 no Arruda. Destes 28 anos, foram 15 com o América afastado entre licenciamento e na segunda divisão estadual, com  23 jogos ao longo deste período sem uma  vitória no Clássico da Amizade. Aqui no Blog do Mequinha vimos e vivenciamos vitórias diante do Náutico (4x2 no Ademir Cunha, em 2011), Sport (1x0 na Ilha do Retiro, em 2016) e agora esta vitória para fechar o ritual de vitórias nos clássicos.

Aproveitando bem as dimensões do campo, o América foi inteligente e soube esperar o momento certo para nos contra-ataques vencer a partida contra o Santinha. A partir dali, o América foi fez o que faltou diante do Náutico e foi sagaz. Depois de um primeiro tempo de estudo e cautela, o América soube aproveitar bem a vantagem numérica em campo e utilizou os espaços deixado pelo adversário para abrir o placar aos 10 minutos, com Billy. Logo em seguida, ainda fuzilou o travessão antes de ampliar, aos 23, com Thiago Bagagem, que recebeu com liberdade na entrada da área após cobrança de escanteio, conduziu e chutou de esquerda uma bola rasteira. O destino foi o canto direito do goleiro do Santa Cruz, que não alcançou e viu o América consolidar o placar da partida, ainda aos 23 minutos da etapa complementar.

Na quarta-feira o América enfrenta o Salgueiro no sertão, fechando assim a sua sequência ingrata de jogos contra os "considerados" favoritos: Náutico, Santa Cruz e Salgueiro. Vamos torcer para que o Periquito possa sair do Sertão com mais um resultado favorável. Dá pra acreditar!

FICHA TÉCNICA: AMÉRICA 2x0 SANTA CRUZ
Campeonato Pernambucano - 2ª rodada | Ademir Cunha, em Paulista

AMÉRICA: Filipe; Ricardo (Popila), Walter Guimarães, Júlio César e Wallacy; Bia (Cléber), Kadhir, Tiago Bagagem e Iran; Bili (Emerson) e Caxito. Técnico: Roberto de Jesus.
SANTA CRUZ: Ricardo Ernesto; Ítalo, Renato Silveira, Augusto Silva e Paulo Henrique; Ilaílson, João Ananias e Jeremias; Arthur Rezende (Wallison), Robinho e Augusto (Robinho Mota) (Anderson). Técnico: Júnior Rocha.

ARBITRAGEM: José Woshington; Albert Júnior / Francisco Chaves
GOLS: Bili e Tiago Bagagem 
CARTÕES AMARELOS: Saullo e Cleber (AFC) / Ilaílson, Ítalo, Augusto Silva (SCZ)
CARTÃO VERMELHO: Ítalo (SCZ)
PUBLICO: 1.824 torcedores | RENDA: R$ 19.560,00

0 comentários:

Postar um comentário