quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

América 3x1 Belo Jardim: Uma vitória e um alívio


Ontem o América entrou em campo e venceu o Belo Jardim pela nona rodada do campeonato pernambucano. A vitória trouxe um certo alívio, tanto na corrida  pela classificação quanto pela fuga do rebaixamento.

O América desde o começo se mostrou disposto a não dar chance ao azar. Marcou sobre pressão, investiu em dificultar a saída de bola e numa dessas teve início a sequência de fatos que originou o primeiro gol. Mesmo sendo de escanteio, a jogada toda se desenhou depois que o América pressionou uma cobrança de lateral do Belo Jardim. Walter marcou primeiro. Caxito marcou o segundo. Gol que também surgiu de uma roubada de bola no meio campo e um contra-ataque fulminante.

Mas aí veio o susto. Em outra lambança do sistema defensivo Alviverde o Belo Jardim marcou seu gol e jogou a sombra da péssima recordação da partida contra o Afogado, na qual o América cedeu o empate após abrir um vantagem significativa no marcador.

Só que desta vez não foi assim. O segundo tempo se arrastou com o placar de 2 a 1 favorável ao América até que Caxito fez jogada individual e finalizou certeiro para fechar o marcador e decretar a segunda vitória do América no certame. 

O desempenho do time foi o que sempre se esperou e se aproximou do que a torcida viu no começo do campeonato. O América foi superior em boa parte do jogo e eficiente nas finalizações. O suficiente para construir o placar final de 3 a 1. Mas o sistema defensivo deu aquele susto na torcida.

Agora é esperar os resultados dos jogos que complementam a oitava rodada para saber em que situação o América entrará em campo no próximo domingo, contra o Flamengo em Arcoverde.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

América x Central: A hora de se redimir


Depois da acachapante derrota para o Vitória no último domingo, chegou a hora dos jogadores e comissão técnica levantarem a cabeça e mostrarem o mesmo empenho e vontade do início do campeonato.

O confronto se dará nos domínios alviverdes, mas não se espera jogo fácil. O Central está invicto na competição e tem um time equilibrado e oportunista. O time centralino também tem uma das melhores defesas da competição. Com apenas três gols levados no campeonato, o sistema defensivo centralino tem garantido pontos importantes como visitante.

Por outro lado, o América tem o segundo melhor ataque da competição. Junto com o Vitória são nove gols acumulados até aqui. Sistemas ofensivos que são superados apenas pelo Náutico. E o desempenho seria ainda melhor se não fossem os gols mal anulados contra o Vitória e o Afogados. Temos também um dos artilheiros do pernambucano e esperança absoluta de gols esmeraldinos: Caxito.

Resta agora não ter a apatia e desatenção verificada no primeiro tempo contra o Vitória. A derrota foi decepcionante, mas tem que ser superada para encarar o novo desafio. Queremos o América do jogo contra o Salgueiro, contra o Santa e até mesmo o América do jogo contra o Náutico. Não o time bobo que vacilou contra o Vitória e que entregou o jogo contra o Afogados.

Há uma chance real do América chegar à quarta colocação e ficar na zona de classificados que decidem as quartas-de-final em casa. Mas há uma necessidade ainda maior de ter foco, disciplina e muita dedicação. Já perdemos duas chances de liderar o certame. E a cota de vacilos já se esgotou perigosamente.

Vamos América, hoje é dia de se definir o que quer ser nesse campeonato.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Vitoria 5x2 América: Desequilíbrio e apatia

Desempenho pífio e decepcionante resume o América na Arena de Pernambuco | Foto: Rafael Melo 


Do sonho da liderança a sétima colocação do certame. Do orgulho de se ter uma das melhores forças ofensivas no estadual a preocupação por ter a defesa mais vulnerável até aqui. Este é o América, que vimos no gramado da Arena de Pernambucano. Neste domingo, totalmente apático  e desnorteado, deixando o Vitória nos colocar na roda e  assumir com justiça a liderança do Campeonato Pernambucano com uma  avassaladora goleada por 5×2 contra o América pela quinta rodada do Campeonato Pernambucano.

Com uma nova formação aplicada por Roberto de Jesus, o América acabou não mostrando a que veio. Machucado, Bili deu espaço a Emerson ao lado de Caxito. No meio-campo Kadir e Iran deram a vez a Alisson e Cléber, mas infelizmente quem entrou em campo mesmo foi a apatia. Sem o mesmo foco e objetivo de partidas anteriores, a derrota alviverde foi construída ainda nos primeiros minutos de bola rolando, com uma apresentação questionável dos que fizeram o esquema defensivo. As laterais estavam uma avenida, a zaga batendo cabeça e o goleiro alviverde mais uma vez apresentando falhas individuais. O resultado foi ver o time esmeraldino sendo derrotado com uma diferença de três gols antes dos trinta minutos.

O Vitória começou a desequilibrar logo aos dez minutos com Geovane recebendo livre a bola dentro da área, numa troca de passe com Thomas Anderson, que bateu rasteiro contra a meta de Felipe. Quatro minutos depois o mesmo atacante do Vitória recebeu em velocidade e chutou novamente superando o goleiro esmeraldino.

Por volta dos 20 minutos o América até esboçou uma reação, diminuindo o placar na Arena de Pernambuco, mas por uma infelicidade de um dos assistentes na lateral do gramado, o gol legal de Caxito originado em contra-ataque acabou sendo injustamente anulado, alegando impedimento e que poderia ter mudado ao rumos da partida, todavia, o que se viu foram os "donos da casa" ampliar ainda mais o marcador, com um chute forte fora da área marcado aos 26 minutos por Paulo Victor. Mais uma falha do goleiro esmeraldino, que foi encaixar a bola e acabou a deixando escapar para dentro do gol.

O festival de terror continuou aos 30 minutos com Thomas Anderson ampliando a vantagem do Vitória através de um chute cruzado é só não entrou mais bola no gol de Felipe porque o Vitória não quis. O único gol alviverde no primeiro tempo foi contra, aos 35 minutos marcado contra por David, zagueiro de sangue esmeraldino que dispensa apresentações a torcida do América.

Na volta do intervalo o América voltou um pouco melhor, mas nada que esboçasse alguma esperança de empate, nem mesmo com a expulsão de Geovane, autor de dois gols, logo no início do tempo complementar. A defesa do América continuava batendo cabeça, deixando o time do Vitória solto usando e abusando de sua velocidade e, aos 23 minutos, Thomas Anderson puxou um contra-ataque em velocidade, driblou o zagueiro e foi derrubado, ampliando o placar para 5×1 através de cobrança de pênalti. O último gol alviverde foi marcado por Caxito, que derrubado dentro  da grande área, bateu o pênalti sofrido e converteu em mais um gol, fechando desta forma o placar em 5x2.

Precisando corrigir de agora estes erros bisonhos da defesa, o time comandado pelo técnico Roberto de Jesus tem pela frente mais duas pedreiras, o Central vivendo um bom momento, no Ademir Cunha e o Sport na Ilha do Retiro. Com um campeonato surpreendentemente equilibradíssimo, a gordura conquistada nas três primeiras rodadas já foi queimada e nos deixa uma interrogação sobre qual América podemos confiar: aquele América aguerrido e de muita luta das quatro primeiras rodadas, ou neste América desequilibrado e apático que assistimos na Arena de Pernambuco.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Vitória x América: Mais uma decisão


Depois de praticamente uma semana de trabalho, o América vai entrar em campo pra enfrentar o Vitória e retorna ao palco da estreia do campeonato pernambucano 2018.

As circunstâncias do último resultado ainda latejam na memória do torcedor. O América abriu uma vantagem expressiva, vacilou e cedeu o empate. Mas pior do que isso, a torcida viu o time perder os três pontos por erros absurdos da arbitragem. Miopia para um impedimento inexistente, gol mal anulado foram o tempero que tiraram do América a figuração entre os líderes do certame.

Mas Roberto de Jesus e o elenco tiveram tempo de superar os problemas e a semana foi de ajustes e acertos. Esperamos que os acertos venham nos locais certos e na mentalidade do time dentro de campo. Menos vacilos em momentos cruciais do jogo podem nos dar ainda posições melhores. O excesso de falta na entrada da área levou o América a desperdiçar pontos importantes no certame.

No último jogo contra o Náutico o Vitória mostrou que conhece os atalhos do gramado da Arena Pernambuco. O inquilino temporário do novo estádio chegou com velocidade diversas vezes e fez boas finalizações. Mas também tem seus problemas no sistema defensivo. Só que esses problemas ainda não custaram tanto ao tricolor das tabocas: o Vitória permanece invicto no certame, após quatro jogos.

Superar o adversário nos seus domínios vai seria um feito e tanto. Até agora apenas duas equipes tiveram esse êxito como visitantes.

Mas a torcida tem esperança. As lembranças de América e Vitória são positivas quando em situações de decisão. Embora o duelo seja muito equilibrado.

O jogo terá transmissão ao vivo pela TV da FPF que o torcedor pode conferir clicando aqui.