terça-feira, 13 de março de 2018

América x Central, um confronto pela hegemonia




Amanhã o Periquito e a Patativa duelam para saber dos dois quem irá avançar as semifinais do Campeonato Pernambucano. Esta possibilidade é real para o time esmeraldino voltar figurar entre os quatros melhores desde 1973, ou seja, há exatos 45 anos e convenhamos muito tempo para uma agremiação tão tradicional quanto o América, entretanto, deve-se saber das dificuldades a serem encontradas já que desde começou disputar regularmente o Central passou ser a grande pedra no caminho americano.

A estréia do duelo aconteceu em 1937 quando o Central, primeiro clube do interior disputar o certame saiu vitorioso por 2 x 1, ao termino daquela edição terminava na quinta colocação, já o América amargava apenas em oitavo lugar dentre nove participantes. Após um longo intervalo voltaram se encontrar em 1963 quando o Campeão do Centenário ficou em terceiro e a equipe caruaruense em quinto, sendo uma vitória para cada naquele ano. Foi então a partir desde período que ambas equipes começaram lutar constantemente entre si pela 4ª força de Pernambuco com raras exceções.

No decorrer do tempo enquanto o América perdia espaço o Central ganhava notoriedade onde também chegaram disputar partidas pela Série B do Campeonato Brasileiro por 5 vezes em diferentes épocas, sendo um empate, uma vitória alviverde contra três alvinegras. É fato que o Central aproveitou bem os anos de turbulência americana para galgar seu lugar e nos confrontos mais recentes mesma situação, larga vantagem centralina, mas não podemos esquecer do momento de superação vivido pelos comandados de Roberto de Jesus no qual mostraram personalidade na reta final da primeira fase.

Apesar das adversidades já que o confronto será realizado em partida única e em Caruaru o elenco esmeraldino segue confiante no retrospecto das três ultimas apresentações que mesmo não tendo sido de encher os olhos conseguiu os resultados necessários para classificação, cabe agora todos acreditarem na possível superação esmeraldina, apesar de enfrentar um rival qualificado (com maior investimento) tem competência em superar grandes obstáculos e este será o maior desafio até aqui.

0 comentários:

Postar um comentário